ter�a-feira, 30 de novembro de 2021
Esporte

VITÓRIA PERDE PARA CRB 3X1 E ESTÁ COM O PÉ NA COVA, p ZEDEJESUSBARRÊTO

Só um milagre salva o Vitória, mas em futebol isso não existe
ZedeJesusBarrêto , Salvador | 22/11/2021 às 20:32
CRB 3X1 VITÓRIA
Foto: Francisco Cedrim/CRB


  O momento do futebol baiano é de um tenebroso cai-cai. O Vitória levou 3 x 1 do CRB em Maceió, depois de fazer um bom primeiro tempo (1 x 1) com chances de vencer, mas entregou o doce no segundo tempo.  No domingo, foi o fiasco do Bahia contra o Cuiabá, na Fonte Nova. Um e outro, rivais mui amigos, estão seriamente condenados ao rebaixamento. Um, o rubro-negro, cai para a terceirona, o inferno; o outro cai de volta pra segundona, uma sina. Nem Santa Dulce salva. 
*
  Com o resultado (os 3 x 1 em Maceió) o Vitória vai para a rodada final tendo de vencer, de qualquer maneira, o Vila Nova no Barradão e mais que isso: torcer para que o Remo e o Londrina percam seus jogos, em casa – o Remo joga contra o fraco Confiança, em Belém, e o Londrina recebe o Vasco, já de mala arriada, no Estádio do Café.  Só com muita reza e feitiço.

 A situação do Bahia, na Série A, também recomenda muita fé e preces e bozó pra poder escapar do atoleiro da zona. Pega o Grêmio na Fonte, sexta-feira. Mais uma derrapada e até logo, pai. 
*
 O CRB chegou a 60 pontos, está em 5º lugar e tem chance de classificar, caso vença na rodada final e seus concorrentes tropecem.  Muita emoção no próximo domingo.

 O Botafogo do Rio já é o Campeão da Série B e o Coritiba está classificado também para a Série A /2022. Duas vagas estão sendo disputadas por Avaí, Goiás, CSA, Guarani e CRB.    
**
Estádio Rei Pelé/Maceió

Boca de noite limpa na segunda-feira, em Alagoas, bom público nas arquibancadas, o CRB (o Galo da Pajuçara) ainda na briga por uma classificação possível entre os quatro primeiros. O Vitória (o Leão da Barra) na zona do desespero, precisando de um triunfo a qualquer preço. 

 O time baiano de camisetas brancas e calções pretos; o time da casa de beca vermelha e calções brancos. Gramado linheiro. 

- Com bola rolando
 Mal começou ... 
- Gol ! 1 x 0 CRB! Aos 48 segundos. Uma falta de longe, da lateral esquerda do ataque alagoano; Bressan bateu fechado, ninguém cortou ou tocou na bola que pingou na pequena área, na frente de Lucas Arcanjo, estático, assustado, e entrou. 

 Golpe duro, inesperado, era preciso absorver e reagir. O Leão foi pra cima, com raça, explorando velocidade dos seus atacantes. Aos 11’, Fabinho fez boa jogada individual e bateu seco, da entrada da área; o goleiro Diogo Silva abafou, no chão. Aos 13’, após bom cruzamento de Raul Prata da direita, David cabeceou na pequena área, livre, à queima-roupa, para defesa milagrosa de Diogo Silva, no reflexo. O Galo encolhido, acuado. 

- Gol ! Vitória, 1 x 1, aos 17 minutos. Bobeira no desleixado meio campo do CRB, Fernando Neto roubou a bola, avançou e despachou uma bomba de canhota, de fora da área, acertando o ângulo, empatando. Golaço !
 O Leão com mais apetite, brigando por cada bola, atuando mais no campo adversário, dando calor, querendo mais. O Galo tentando se recompor depois da pancada, meio confuso, errando muitos passes, sem incomodar na frente. O Vitória melhor em campo, impondo ritmo forte, chegando mais, ocupando com mais eficiência os espaços do campo.  

  Aos 39’, Eduardo arriscou de muito longe, forte, quicando, pra defesa de Diogo Silva. Aos 44’, novo susto para os alagoanos, num chutaço de longe de Fabinho, cobrindo o arco de Diogo Silva. 
 *
A despeito de ter levado um gol logo depois do apito primeiro do árbitro, o Vitória não se abalou, motivou-se e foi pro ataque, tendo o comando das ações no primeiro tempo; chegou ao empate e criou chances de virar o placar. O CRB fez o gol e se acomodou, foi engolido, amassado, e pouco agrediu. Primeira etapa do Leão, 1 x 1. 
*
  Sem mudanças nas equipes no retorno dos vestuários. O Galo voltou mais ligado e o jogo ganhou em emoção. 
 - Gol ! 2 x 1 CRB, aos 3 minutos. Cruzamento de Celsinho, largo, da direita, bola arriando na frente da pequena área baiana e Bressan, livre, bateu de chapa, colocado, de primeira, sem chances para o goleiro Lucas Arcanjo. A defesa baiana espiando, apenas. Outro gol levado no começou, o recomeço... 
 Reagiria o Leão como fez no primeiro tempo?  Teria pernas? 

- Aos 7’, Fernando Neto caiu pela direita, fez bela jogada, com chapéu e tudo, invadiu a área e bateu cruzado, cobrindo o travessão. Quase fazia outro golaço! O Leão foi pra cima, encarou, abafou, pôs correria...  mas, aos poucos, foi arrefecendo, entregando. 

  - Aos 11’, Eduardo bateu falta frontal, forte, Diogo Silva encaixou. O Leão atacava e o Galo da Pajuçara se defendia, suportando, marcando, tentando quebrar o ritmo do adversário. Jogo ainda indefinido. Aos 21’, Wagner Lopes tirou o meia Eduardo e lançou Hitalo, mais um atacante; precisava fazer gols, vencer.

  Saiu Careca, machucado, entrou Pablo Dyego, no ataque do CRB, aos 27’. O Leão baiano já não tinha o mesmo ímpeto...

- Gol ! 3 x 1 CRB, aos 30’. Falta frontal batida por Bressan, Lucas Arcanjo deu rebote e Pablo, que tinha acabado de entrar, completou para as redes. Aí ficou difícil pro Leão, já sem forças pra romper a boa retranca alagoana. 

 - Substituições:  No Vitória, Eron e Credric, o tudo ou nada, todos na frente, sufocando (saíram Fernando Neto e Marcinho). No CRB, Jajá e Weslei, pra segurar resultado (saíram Bressan e Dyego Torres), sangue, fôlego novo.  Alisson no lugar de Fabinho, no rubro-negro, Reginaldo no CRB.  O Vitória tentando sufocar e o CRB gastando tempo, garantindo o resultado.  A arbitragem acrescentou cinco minutos. 

 O CRB venceu e quebrou um tabu de 11 anos sem vencer o rubro-negro baiano. O torcedor comemorou nas arquibancadas, ainda esperançoso com uma possível classificação, difícil mas não impossível. 

 Aos 47’, João Pedro agrediu um adversário, sem bola, o árbitro viu e expulsou o apoiador; desfalque sério para o último jogo. 
*
 Destaques 
 No Vitória, Fernando Neto, que fez de tudo enquanto teve pernas.  O time fez um bom primeiro tempo, devia ter decidido, feito mais gols. Caiu muito na segunda etapa. 

O apoiador João Pedro, fundamental no esquema do treinador, está fora do jogo final.
 *
Escalações 
- CRB – Clube de Regatas Brasil: Diogo Silva, Celsinho, Gun, Caetano e Guilherme Romão; Claudinei, Jean Patrick e Diego Torres; Bressan, Nicolas Careca e Negueba. Treinador, Anderson Valiñas.

 - Vitória: Lucas Arcanjo, Raul Prata, Wallace, Thalison e Roberto; João Pedro, Eduardo e Fernando Neto; Marcinho, Fabinho e David. Treinador, Wagner Lopes. 
 - Arbitragem carioca, com VAR; no apito o rodado Marcelo de Lima Henrique. 
*
 Na última rodada, o Vitória recebe o Vila Nova, no Barradão (domingo, dia 28, às 16h)
**