segunda-feira, 23 de setembro de 2019
Colunistas / Filosofia Popular
Rasta do Pelô

ESPOSA DO RASTA quer usar a pílula rosa e malha igual a mulher de Belo

Vai voar faísca na casa do Rasta quando misturar a pílula rosa com o cirvovô
02/09/2015 às 10:22
Quando digo que o mundo está de cabeça para baixo muita gente não acredita. Minha senhôra, a qual era uma santa, todo mundo aqui na Caixa D'Água só chama ela de Dona Céu - a 'devota' - deu pra ter uns pensamentos modernos parecendo aquelas meninas do cerimonial da Casa das Leis, insinuando até ser atriz, malhando feito a mulher de Belo cantor, assistindo sem perder capítulos daquela novela devassa - Verdades Secretas - e adotando outras mumunhas, que ando com a pulga atrás da orelha, desconfiado.

   Estava, pois, assistindo meu programa predileto na TV, o Ratinho, apreciando o sorriso de Pavarô, quando solicitei de bom coração que Dona Céu me oferecesse um latão com fritas, na boa, e eis que ela não desgrudava do telefone, num tititi danado com uma das suas amigas, tenho a impressão que com Andréia do Lady Lú, e então apelei em tom mais alto: - Cadê a gelada!

   Só ouvi ela dizer lá da cozinha um "já vou" e de fato veio, só que com o telefone grudado no ouvido e o latão c.. de foca numa das mãos colocando-o ao lado do sofá.

   E só tô escutando ela falar numa tal de 'rosinha', 'rosinha pra lá'; 'rosinha' pra cá' e depois engasgou na pronuncia dizendo que os Estados Unidos já haviam liberado à venda da 'Addy', pelo que entendi algum remédio para conter a Aids.

   Fiquei encucado e quando a mulher voltou com uma porção de amendoin torrado, "único tira-gosto que temos na dispensa" - soletrou em meu ouvido sem largar a conversa com Andreia, atropelei o seu diálogo e tirei satisfação.

   - Que diabo tanto conversa sobre essa 'rosinha' parece até que vão montar uma floricultura - zombei.

  - Estava dialogando com minha amiga do salão que daqui a pouco as farmácias da Caixa D'Água e de toda Salvador vão vender a 'Addyi'. Se não sabe o que é, trata-se de uma pilula rosa que vai estimular o prazer das mulheres, ativar a libido.

   - E daí, você tem dinheiro pra comprar uma pílula dessas, sabe lá se vai fazer algum efeito colateral, se não vai lhe causar algum mal, tonturas, mais arritimia no coração. Olhe lá que não desejo ficar viúvo - comentei.

   - Você não toma seus viagaras, suas pilulas azuis, que já nem sinto tanto efeito assim. Então, vou usar um complento, a 'rosinha'  Estou informado - querido - a 'rosinha' estimula a dopamina, responsável pela sensação do prazer e dizem que garante o prazer sexual, falou dando risadas em minha cara.

   - Só vendo se isso é verdade. Vou falar com Dr Zéu pra consultar Dr Nunes e saber se essaas drágeas têm efetividade.

   - Você ainda está no tempo das drágeas...são pilulas, viagra feminino. Deixa de ser bronco e vá se preparando para o melhor.

   No outro dia fui para o Pelourinho vender minhas toucas de cabeça inchada achando que a mulher iria entrar numa fria, compraria uma 'rosinha' dessas no camelô da Baixa dos Sapateiros e se daria mal. Uma amiga dela, certa feita, perdera os cabelos colocando um shamppo fajuto na cabeça e quase morre.

   Ainda tentei falar com Badu, o intelectual de bigode, meu conselheiro espiritual, mas, seu telefone só dava ocupado. Tenho a impressão que, com a crise, deixou de pagar a conta e não pode atender.

   Felizmente, já sabendo que Dr Zéu gosta de ir ao Porto Moreira, dia de segunda-feira, quando Dr Dutra aparece pra tomar uns uisques, tocaei-o no Mocambinho escodendo-me atrás de uma banca de flores. 
   
  Quando apareceu abordei-o solicitando que fizesse essa consulta ao Dr Nunes sobre a 'rosinha' do prazer, pois, temia que Dona Céu entrasse numa fria.

   - Vamos tomar uma gelada no Moreira que ligo pra ele agora. 

   E lá fomos nós. Avisei logo que estava sem dinheiro, mas, o 'home' é forte de caixa dizendo um "deixa comigo". E até tirando onda que também é médico, que conhece bem a medicina e tinha certeza da eficiência da 'rosinha'.

   - V. Exa. é adovogado como vai entender de medicina!

   - Claro, tenho prática, conheço também deste assunto, mas, vou consultar o especialista - respondeu.

   Lá ficamos um bom tempo, provei até uma isca de fígado, e só tô ouvindo as risadas do outro lado do celular. 

   No veredicto - é assim que falam os causídicos - "o doutor disse que é dez e Dona Céu vai se dar bem", comentou Zéu destacando que deveria prevenir-me.

   - Como assim! Ele disse que iria passar um coquitel pra nós e até hoje nada - poderei.

   - Já passou. Vou lhe dar a receita. Chama-se Cirvovô. 
  - Doutor...com licença da palavra - isso tá parecendo remédio do coração para velho.

   - Nada. É tomar a drágea (tá vendo que não só eu que falo drágea), esperando um tempo e o efeito é de 36h. Levanta até toalha molhada.

   Só não dei rizada porque os 'home' são 'patente' são estudados. 

   Quando cheguei em casa, à noite, Dona Céu tava igual a Gracyanne Barbosa, mais suada do que cuscuz saído do fogo, elogiei sua perfomance comparando-a com a mulher de Belo e contei-lhe a novidade, que a 'rosinha' era dez e estava aprovada.

   - E você já soube da última da mulher do Belo? - inquiriu.

   - Nem soube nem quero saber.

   - Pois, então providencie esse tal de vovô do Dr Nunes.