sexta-feira, 24 de setembro de 2021
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

ELIMINATÓRIAS COPA 2022; BRASIL VENCE O PARAGUAI 2X0 E É LIDER

ZédeJesusBarrêto comenta o jogo realizado em Porto Alegre
09/06/2021 às 12:46
      Ignorando em  campo os buchichos sobre a Copa América e a crise na direção da CBF, a equipe de Tite fez um bom jogo em Assunção, seguro e com superioridade técnica, venceu por 2 x 0, manteve a invencibilidade, os 100% de aproveitamento e a liderança da competição, e praticamente garante sua participação em mais uma Copa do Mundo, a de 2022 no Catar. 

Um ótimo resultado, convincente.  Afinal, o Paraguai não é qualquer coisa e há muito costuma complicar em casa contra brasileiros e argentinos, sobretudo. Um triunfo indiscutível, pois.

*

 Outros resultados:

-  Colômbia 2 x 2 Argentina (os argentinos abriram 2 x 0 mas cederam o empate no final), Equador 1 x 2 Peru, Venezuela 0 x 0 Uruguai, Chile 0 x 0 Bolívia (em andamento).

*

Classificação

- Brasil (18 pontos), Argentina (12), Equador (9), Uruguai (8), Colômbia (8), Paraguai (7),

   Chile (5), Bolívia, Peru e Venezuela (4 pontos). Chile e Bolívia ainda jogam.  

*

 Em Assunção

 O Brasil em campo de camisas azuis e calções brancos; o Paraguai, com seu tradicional vermelho e branco. Tempo e relvado bons no Defensores del Chaco.

Bola rolando ...

 Os visitantes surpreenderam, ofensivos desde o começo, os donos da casa ainda meio desligados. Daí ...

- Gol ! 1 x 0 Brasil, aos 3 minutos. Lançado em profundidade pela direita, Gabriel Jesus cruzou forte para o meio da área, Richarlison não alcançou e Neymar, na esquerda, pegou limpa, ajeitou e bateu no canto.  

  Assustados mas com muita garra os ‘guaranys’ foram pra cima. Aos 7’, Ederson defendeu espalmando um foguete de fora da área de Almeiron. Aos 23’, Militão salvou um chute que tinha endereço certo. Os paraguaios equilibraram, marcando forte e já no campo brasileiro. O Brasil basicamente com quatro atacantes: Gabriel e Richarlison abertos, Neymar (buscando muito a jogada individual) e Firmino manobrando e balançando pelo meio. Bom ritmo.

 Aos 46’, Richarlison recebeu em profundidade pela esquerda, ganhou no corpo e na velocidade e bateu forte, sem chances de defesa ...  mas o bandeira pegou impedimento na jogada e o VAR confirmou a irregularidade no início da jogada. O gol não valeu.

 Uma boa e bem jogada primeira etapa, Brasil superior, placar favorável mas nada definido. Tudo aberto para a segunda etapa.  

 *

 No intervalo, Tite lançou mão do meia Paquetá no lugar de Fred, já com cartão amarelo. Aos paraguaios restava atacar, buscar o empate, e voltaram pegando, marcando duro, na pressão, correndo muito e dificultando a troca de passes brasileira. Um Brasil sem pressa, contido, mastigando o ritmo, suportando bem e esticando bolas pelos flancos ofensivos, explorando a velocidade de Gabriel e Richarlison.

 Aos 9’, após cobrança de escanteio (Neymar) da direita, Marquinhos testou rente ao poste. Aos 15’, o treinador paraguaio, que é argentino, fez mudanças, com mais atacantes, taludos, era preciso incomodar mais, tentar. Aos 18’, Gabriel Jesus roubou uma bola na intermediária, avançou e deixou Neymar de cara; o chute saiu cruzado, rasteiro, a um palmo da trave. Aos 24, Richarlison tabelou com Neymar e desbravou pela esquerda; só parou no goleiro que saiu e desviou o chute.   

  Saiu Firmino (tático, apenas), entrou Douglas Luis, aos 27’, mais força no meio campo. O jogo foi ficando arriscado, os Guaranys brigando, dando trabalho, tentando tudo. Aos 35’, Tite colocou Cebolinha e Gabigol nos lugares de Richarlison e Gabriel Jesus.

 Muitas bolas alçadas na área brasileira. Os paraguaios buscando sufocar. Aos 41’, Ederson fez uma ponte plástica, garantindo atrás. Com Neymar, Cebolinha e Gabigol, a seleção brasileira conseguiu no final segurar a bola no ataque, diminuindo a pressão.

 - Gol ! 2 x 0, aos 47’. Jogada individual de Neymar, rompendo a marcação pelo meio e deixando Paquetá de cara; o chute saiu colocado, de esquerda, rasteiro e no cantinho, matando o jogo.

 Ótimo resultado.    

*

  Destaques

  Ederson, seguro, joga melhor com os pés do que ÁLison; os laterais subiram de produção; Militão e Marquinhos não erraram; Casemiro, o dono do meio campo; Richarlison e Gabriel Jesus perigosos. Neymar querendo, importante, decisivo. Paquetá entrou bem e fez seu gol.    

*

 Tite escalou: Ederson, Danilo, Militão, Marquinhos e Alex Sandro; Fred, Casemiro, Firmino e Neymar; Gabriel Jesus e Richarlison.

 Arbitragem argentina, Patrice Loustau no apito. Sereno.  

**

  Copas continentais/Seleções

  Definido. A Copa América vai acontecer, em gramados brasileiros, e a Seleção Brasileira estará em campo. A convocação (com Tite) acontece ainda esta semana.  

  Na Europa, a Eurocopa acontece a partir deste fim de semana, com jogos entre as seleções acontecendo em 11 cidades do continente europeu.

**

 Copa do Brasil

 Nesta quarta, em Pituaçu, o Bahia disputa a vaga para a próxima fase da competição com o Vila Nova de Goiás. O Tricolor venceu lá por 1 x 0.

**

 Na quinta, o Vitória encara o Internacional, em Porto Alegre, já de treinador novo. Saiu Rodrigo Chagas, depois da derrota (1 x 0) contra o Náutico, no Barradão, e Ramon Menezes assumiu. Ramon foi ídolo no rubro-negro, um meia esquerda criativo e goleador. Está em início de carreira, treinou recentemente o Vasco da Gama e CRB, sem destaque. Vai ter muito trabalho, a fase rubro-negra não é boa.

*

  O Santos venceu o Cianorte (1 x 0) e está classificado.  O São Paulo enfiou 9 x 1 no 4 de julho, também segue adiante.