sexta-feira, 24 de setembro de 2021
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

COPA DO NORDESTE : BAHIA E VITÓRIA CLASSIFICADOS

Times baianos avançam para a próxima fase
10/04/2021 às 19:15
    O Bahia venceu (2 x 1) de virada e com gol decisivo de paraguaio estreante, em Pituaçu. Não foi fácil, perdia de 1 x 0 na primeira etapa. O Vitória teve ainda mais dificuldades lá no péssimo gramado do Estádio (?) Lindolfo Monteiro, em Teresina, mas conseguiu empatar mais uma (1 x 1 contra o 4 de Julho), classificando-se também para a fase seguinte e decisiva da competição. 
 *
  O Tricolor terminou a fase de classificação em segundo lugar no Grupo A, com 13 pontos ganhos, e vai enfrentar, em jogo único, Pituaçu, o bom time do CRB de Alagoas. O líder do grupo, Ceará, enfrenta em Fortaleza o quarto colocado, Sampaio Corrêa. 
*
  O Leão, mesmo com o empate, também ficou em segundo lugar no Grupo B, cm os mesmos 13 pontos do rival, e encara na fase seguinte,  no Barradão, o Altos do Piauí.  Líder do Grupo A, o Fortaleza pega em casa o CSA. 
** 
   A rodada final 

  Fase de classificação fechada, quase todos os jogos no mesmo horário: 
 - Bahia 0 x 0 ABC/RN; 4 de Julho/PI 1 x 0 Vitória; Ceará 1 x 0 Salgueiro/PE; 
    Confiança 0 x 1 Fortaleza; Treze/PB 2 x 2 Sport;  Sampaio Corrêa 0 x 0 CSA/AL ;      CRB/AL 1 x 1 Altos/PI.     

Apenas Santa Cruz 0 x 0 Botafogo/PB, equipes sem mais chances de classificação, já fora da competição, às 18h30.
**
  Em Pituaçu 

  Relvado liso e verdinho, tempo fechado, mas sem chuvas. O Bahia com seu uniforme tricolor e o ABC de branco. 

  O Bahia começou ditando o ritmo, com velocidade, ofensivo. Thaciano fez a primeira finalização, cruzada, antes de um 1 minuto. Aos 2’, uma bomba de Daniel, de fora da área, e defesaça do goleiro Wellington, espalmando.  Mas... 

 - Gol !  1 x 0 ABC, aos 7 minutos. A bola estava dominada na defesa, Patrick tocou passes na lateral da área, Daniel vacilou, foi apertado, teve a bola roubada, defesa aberta, Maicon entrou de cara e bateu firme na saída entre as pernas de Douglas; Na primeira vez que o time visitante chegou no ataque. 
  O Bahia foi pra cima, na pressão. Chances desperdiçadas, a melhor com Daniel, que  chutou mal, de frente pro goleiro. Aos 18’, num contragolpe com Maicon, finalização de Wálisson, em tiro seco e cruzado, Douglas salvou no chão. O ABC postou-se todo recuado, sem pressa, na moita, apostando no erro do adversário. Perigoso.  Boa estratégia dos visitantes. 

  Aos 20’, Matheus Bahia quase fez um golaço, de longe, cruzando pelo alto, encobrindo o goleiro.  Aos 23’, Rossi bateu falta da entrada da área, por cima do travessão. O Tricolor tentava sempre pelo meio, congestionado. Aos 30’, numa mesma jogada, Thaciano, Rossi e Gilberto desperdiçaram, a bola pra lá e pra cá na pequena área do ABC, a defesa safou-se. Aos 44’, após cruzamento preciso de Nino, Rodriguinho testou de frente, pra baixo, e o goleiro salvou no reflexo, de pé, evitando o empate. Aos 45’, outra tentativa de Rodriguinho, nos braços do goleiro.
*
  O Bahia começou voando, levou um gol de bobeira e sentiu. Pressionou todo tempo,  teve  mais posse de bola e tentou, tentou ...  O ABC achou o gol e plantou-se inteiro atrás.  Deu certo. 
*
  O Tricolor voltou dos vestiários oferecendo espaços no meio campo, sem velocidade e sem achar espaços para penetrar. Os potiguares na manha, gastando tempo, dando chutão, amarrando, quebrando o ritmo adversário, brigando. Porém ... 

 - Gol ! 1 x 1, Gilberto, escorando na frente da pequena área um cruzamento da direita, de fundo, rasteiro, do veloz Rossi, lançado por Daniel. Aos 7 minutos, o empate.

  O Tricolor tinha as rédeas, o controle das ações. Aos 13’, Gilberto encheu o pé numa sobra e cobriu o travessão.  

 - Gol ! 2 x 1, Ruiz, aos 21’. Mal acabara de entrar, estreando, na primeira bola que tocou fez o gol da virada. O paraguaio Oscar Ruiz, batendo de primeira uma sobra de bola, na arriada, na frente da pequena área. O goleirão papou.  

  O Tricolor não arrefeceu a pressão, o adversário já mostrando cansaço, sem a mesma pegada. Aos 23’, Rossi tentou de fora, passou perto.  Aos 33’, Galdezani arriscou, por cima. 

  O time potiguar pos sangue novo e, com as modificações, não se entregou, voltou a dar trabalho, alçando bolas, explorando a correria.  O ABC precisava de um empate para se classificar, foi pra cima.
  Aos 46’, em boa tabela com Thaciano, Gilberto ficou de cara mas bateu mascado e o goleiro pegou. Aos 48’, Nino puxou contragolpe e deixou Gabriel Novaes de frente para o goleiro, mas ele perdeu, chutou fora. 

E acabou. 
*
 Destaques

 Luis Otávio disse pra que veio, seguro. Rodriguinho, Gilberto, lampejos de Rossi e Daniel, regularidade de Thaciano e a feliz estreia do paraguaio Ruiz, autor do gol da virada, iluminado. 
  *
 Escalações 

- Bahia : Douglas, Nino, Conti (Lucas Fonseca), Luis Otávio e Matheus Bahia; Patrick (Galdezani), Thaciano e Daniel (Jonas); Rossi (Gabriel Novaes), Gilberto e Rodriguiunho (Ruiz).  Treinador, Dado Cavalcanti.

- ABC de Natal : Wellignton, Netinho, Vinícius Leandro, Helitão e Victor; Valderrama, Janderson e Allan Pedro; Wallysson (William), Maicon e Ted Love (entraram ainda Quixadá, Marco Antonio, Vitinho, Alex). Treinador, Sílvio Criciuma. 

Arbitragem alagoana; Francisco Carlos do Nascimento no apito. 
**
 No Lindolfo Monteiro/PI

 Estádio municipal/ Teresina, com gramado feio, desnivelado, grama alta, buracos, dificultando muito o toque e o controle de bola. 

 - Gol !  1 x 0  Quatro de julho, aos 16 minutos. Jogada de fundo nas costas de Roberto e dois atletas do time da casa estavam livres na frente da pequena área, para fuzilar, a defesa rubro-negra desligada.  Beberibe não perdoou.  

  Mesmo com dificuldades para por a bola no chão e trocar passes, o Vitória foi superior, atuou quase todo tempo no campo adversário, mas criou pouco – duas chances, basicamente, numa bola no travessão e outro chute de longe para rebote do goleiro. E levou o gol. O time da casa fechou-se atrás, disputando cada jogada com garra e explorando a correria para tentar surpreender.  
*
  O Leão voltou agredindo, buscando o empate, forçando. Dominou as ações. Até que achou o gol do empate e da classificação, com Catatau, aos 27 minutos. 

 Foi difícil, mas valeu pelo resultado e o objetivo conquistado. 
*
Escalações
- 4 de julho : Jaílson, André, Caio Cesar, Marcelo e Diguinho; Rômulo, Ednaldo e Hiltinho; Ted Love, Beberibe e Pica-Pau. Treinador, Flávio Araújo. 

 - Vitória : Lucas Arcanjo, Raul Prata, Wallace, Marcelo e Roberto; Gabriel Bispo, Cedric e ÁLisson Farias; Vico, Samuel e David. Treinador, Rodrigo Chagas.

 Arbitragem paraibana; Leandro Bizzio Marinho no apito. 

**
  Copa Sul-Americana 

  Definidos os grupos e os adversários do Bahia. São oito grupos com quatro equipes cada. Apenas uma equipe se classificada de cada grupo. Os jogos são lá e cá, e começam no dia 20 de abril.

  O Bahia ficou no Grupo B e enfrenta o Independientes da Argentina, o Guabirá da Bolivia e uma equipe uruguaia (Torque de Montevideo ou Fênix). A equipe Argentina é a mais forte, time que tem história e camisa, já venceu sete Libertadores de América. 

 Mas, como dizia o mestre Evaristo: “Quem tem medo de perder não ganha”. É a oitava participação do Tricolor baiano nessa competição. No ano passado chegou às quartas de final.