sexta-feira, 22 de outubro de 2021
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

OVERDOSE TRICOLOR NA RODADA DUPLA DA FONTE: vitória e empate

Comentário de ZédeJesusBarrêto
07/03/2020 às 11:21

   Pela primeira vez na história do clube uma rodada dupla oficial, valendo pontos foi disputada em casa, diante de sua torcida. Uma jornada nada empolgante;  um triunfo magro pela Copa do Nordeste ( 1 x 0 sobre o Confiança de Sergipe) e um empate murrinha, sem gols, contra o Doce Mel pelo Campeonato Baiano. Só não foi mais frustrante para o torcedor do Bahêa, que imaginou ver goleadas, porque as equipes A e B do Tricolor continuam nas cabeças, liderando as competições.  

*

  Pelo Nordestão, a equipe A, treinada por Roger, venceu, quebrou a invencibilidade do Confiança (1 x 0) e assumiu provisoriamente a liderança do Grupo A da competição com 11 pontos ganhos; mas a rodada prossegue, o Botafogo da Paraíba, com 9 pontos, ainda joga em casa. O Fortaleza, que venceu o CSA, tem também 11 pontos.

   A equipe Tricolor não encantou contra os bravos sergipanos, mas fez um jogo seguro, comandou as ações e mereceu o triunfo.

**

  Baianão

  Já pelo Campeonato Baiano, às 19 h, já com a lua ponteando no céu, o time B, treinado por Dado Cavalcanti, invicto na competição, atuou pela primeira vez na Fonte Nova e não conseguiu vencer o Doce Mel, da cidade de Ipiaú, um dos últimos colocados na competição, prestes ao rebaixamento.

 A partida teve muita disposição de parte a parte, mas foi pobre de técnica. No finalzinho da primeira etapa o Tricolor teve duas chances de marcar, com Alesson acertando a trave e Lepo exigindo defesa difícil do goleiro Nilton.  A segunda etapa até foi mais animada, com várias oportunidades criadas sobretudo pelos donos da casa, que buscaram o gol até o final. Mas o gol não saiu e a moçada do interior, que lutou muito e resistiu, comemorou o empate na Fonte Nova como se fosse um triunfo.    

*

 Nordestão

 - Bahia 1 x 0 Confiança, 16 h. Tarde limpa, calorenta, mas sol morno depois das chuvas na madrugada do sábado. Quase 30 mil ingressos vendidos.

 - Minuto de silêncio antes do apito inicial do árbitro, em homenagem ao ex-lateral direito Jair Marinho, ídolo do Fluminense/RJ, clube pelo qual jogou mais de 250 partidas como profissional; foi bi-campeão mundial na Copa do Chile/1962, como reserva de Djalma Santos.

- O Bahia com seu uniforme tricolor e o Confiança, líder do Grupo B (com 13 pontos ganhos) e até então invicto na temporada, todo de branco.

 *

  Com bola rolando ...

 - O Tricolor começou na frente, marcando na frente, forçando, e o Confiança fechadinho, atrás, dificultando. Aos 6’, os baianos reclamaram de um pênalti não marcado em Rossi, empurrado e derrubado na área sergipana.

 - O Bahia com problemas na saída de bola dos zagueiros, errando nos passes na frente da área. Aos 22’,numa dessas lambanças, Anderson arrojou-se e salvou. O time da casa tinha mais a bola mas na  troca de passes avançava com lentidão, atacava com pouca gente chegando.  –

 - Aos 34’ aconteceu a melhor chance de gol, após arrancada de Elber, na sobra Gilberto tentou a finalização, travado, com Rossí livre, ao lado, de cara. Foi fominha.

- Aos 36’, após roubada de Gregore e outra boa jogada de Élber, Gilberto finalizou de frente, mas parou em boa defesa do goleiro Rafael. Aso 39’, Gilberto recebeu de Elber e entrou livre, de cara, mas perdeu. O goleiro saiu bem e salvou para escanteio.  

  Uma equipe com mais volume de jogo, dominando as ações, buscando o ataque mas finalizando pouco e mal; a outra equipe, visitante, se defendendo, bem posicionada, suportando bem. Assim foi a primeira etapa. Os melhores em campo foram Élber, Rossi e Gregore, na primeira etapa.

*  

  - Nada de novo na volta dos vestiários. A mesma pegada. Até que ... 

 Gol ! 1 x 0 Bahia, aos 3 minutos. Boa trama pela esquerda, cruzamento rasteiro e forte de Capixaba  que Mancini tentou cortar, antes da chegada de Gilberto e fez contra.

 - Aos 6’, Rossi avançou pela direita e cruzou na cabeça de Clayson, na pequena área, livre; mas o atacante perdeu, testou muito mal, pra fora.

  - Gol tomado, os sergipanos foram para frente, saíram da moita. Alterações: Yago no lugar de Reis, no Confiança.  Aos 15’, saiu Clayson e entrou o meia Rodriguinho, estreando com a camiseta tricolor.

  -  Aos 24’, cruzamento de Rossi da direita, cabeçada de Elber na esquerda, assustando o goleiro. Aos 29’, o Tricolor entrou tabelando pela direita e Rodriguinho tentou de direita, mas cobriu o arco.

- O tempo foi passando, o Bahia com o controle da partida, criando chances de ampliar (com Elber, Capixaba...) e sem correr riscos atrás. Rossi, que apanhou muito, deu lugar a Arthur Cayke. E já aos 44’ entrou Fernandão, saiu Gilberto.  Sò pra ganhar tempo e garantir o triunfo.

*

Escalações

- Bahia : Ânderson, João Pedro, Vânderson, Juninho e Capixaba; Flávio e Gregore; ÈLber, Clayson (Rodriguinho), Rossi; Gilberto.  Treinador, Roger Machado.

- Confiança : Rafael, Ennes, Nirley, Mancini e Dudu; Amaral, Jefferson e Ítalo; Danilo, Reis (Yago) e Mikael (Marcelino). Treinador, Matheus Costa.

 No apito, Caio Max, do Rio Grande do Norte.

**

 Outros jogos da rodada/Nordestão

- Sport 1 x 0 Santa Cruz. Às 18 h, Fortaleza 1 x 0 CSA; às 20h, Botafogo/PB x Imperatriz.

  No Domingo, 18 h, ABC x Vitória; Freipaulistando /SE x América /RN.

**

  Rodada do Baianão

 No domingo, dia das mulheres :

- Atlético de Alagoinhas x Juazeirense;  Bahia de Feira x Jacobina; Vitória da Conquista x Fluminense