quarta-feira, 23 de junho de 2021
Política

BAHIA JÁ RECEBEU 5.054.090 DOSES DE VACINAS DO MINISTÉRIO DA SAÚDE

Bahia:15.430 pacientes encontram-se ativos com covid e 19.411 tiveram óbito confirmado.
Tasso Franco , da redação em Salvador | 11/05/2021 às 19:28
Mais vacinas chegam a Bahia nesta madrugada
Foto: Saúde
   MIUDINHAS GLOBAIS:

1. Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 4.244 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,5%) e 3.814 recuperados (+0,4%). O boletim epidemiológico desta terça-feira (11) também registra 91 óbitos. Apesar de as mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram realizados hoje. Dos 936.275 casos confirmados desde o início da pandemia, 901.434 já são considerados recuperados, 15.430 encontram-se ativos e 19.411 tiveram óbito confirmado.

2. O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.226.187 casos descartados e 203.624 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta terça-feira (11). Na Bahia, 47.937 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

3. O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 19.411, representando uma letalidade de 2,07%. Dentre os óbitos, 55,67% ocorreram no sexo masculino e 44,33% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,73% corresponderam a parda, seguidos por branca com 22,00%, preta com 15,33%, amarela com 0,45%, indígena com 0,12% e não há informação em 7,37% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 63,83%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (73,52%).

4. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.
                                                   ****
5. A Bahia receberá nova remessa de vacinas contra Covid-19 produzida pela farmacêutica norte-americana Pfizer, em parceria com a empresa alemã BioNTech. O avião trazendo a carga com 69.030 doses está previsto para pousar no aeroporto de Salvador às 0h45 desta terça-feira (11). Com mais este envio, a Bahia soma 95.940 imunizantes da Pfizer/BioNTech. Além dessas, o estado já recebeu 2.794.200 doses da Coronavac e 216.3950 Oxford/AstraZeneca, totalizando 5.054.090.

6. Conforme ficou definido na reunião da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) desta segunda-feira (10), instância deliberativa que reúne gestores de saúde dos 417 municípios e do Estado, as doses da Pfizer serão destinadas à capital (20% do total) e aos 12 municípios da Região Metropolitana de Salvador (80% do total). 

7. As Secretarias Municipais de Saúde farão a retirada gradual das vacinas na Central Estadual de Armazenamento e Distribuição de Imunobiológicos (CEADI), em Simões Filho, em virtude do prazo de aplicação de até cinco dias quando refrigerado em temperaturas de 2°C e 8°C.

8. O secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, destaca que a ideia é ir avançado gradativamente para que a logística deste tipo de vacina seja testada. Ele ainda explica que isso não significará acréscimo na distribuição do total de doses para a capital e estas demais cidades. “Os 417 municípios baianos continuarão a receber equitativamente as vacinas, tendo como referência a quantidade de pessoas de cada público-alvo nas localidades”, afirma Fábio Vilas-Boas.

9. Será publicado no Diário Oficial da próxima quarta-feira (12) a ampliação dos grupos prioritários, o que incluirá a vacinação de lactantes, sem doenças crônicas, até o sexto mês de amamentação e trabalhadores de transporte aquaviário (lancha e transporte de passageiros). Além disso, a CIB incluiu agentes do sistema sócio-educativo, bem como pessoas com doenças crônicas e deficiência permanente a partir de 18 anos.
                                                      ******
10. No próximo domingo (16) comemora-se o Dia do Gari. Esses agentes que atuam no recolhimento dos resíduos e limpeza das ruas vão além do que apenas deixar a cidade mais bonita e organizada. Em Salvador, um desses profissionais usa o tempo livre para se dedicar a uma paixão: os estudos. Dentre os temas de interesse estão novos idiomas e até mesmo um curso de ciências mortuárias.

11. Aos 36 anos, Jônatas Filipe dos Santos atua na equipe de desinfecção da Covid-19, faz diversas capacitações e não cansa de buscar conhecimento. Nos contraturnos de trabalho na Empresa de Limpeza Urbana (Limpurb), ele ocupa o tempo estudando. Atualmente está se especializando em espanhol, mandarim, chinês e japonês, e até em auxiliar de necropsia e perícia criminal.

12. A rotina diária começa por volta das 5h, quando ele sai de casa, no bairro de Tancredo Neves para trabalhar. No ônibus, aproveita para colocar a leitura dos estudos em dia. Ele começa a trabalhar às 7h até 12h, quando vai almoçar, e retoma das 13h às 15h20. Costuma chegar em casa entre 16h e 17h, e descansa para dar atenção à família. Depois, vai novamente estudar. O jovem conta que, muitas vezes, vai dormir até 23h, mas já varou noites para não perder o assunto.

13. A curiosidade pela área forense veio na adolescência. Em 1996, começou a estudar um livro de medicina e ganhou interesse no assunto. Ele conta que teve experiências de vida que contribuíram para criar amor pela área, de querer conhecer e saber como funciona o trabalho para a sociedade. Em 2019, ele conseguiu uma bolsa de estudos e começou a cursar necropsia. Antes mesmo de terminar, ele iniciou mais um estudo em ciências mortuárias.

14. O interesse por línguas estrangeiras aconteceu de forma natural. Fã de rock, o agente de limpeza possui uma banda que, por conta da pandemia, está parada. Com o chinês e o japonês em prática, ele atua de forma autônoma lançando CDs de bandas de rock no exterior, de forma voluntária. “Aprendi pela comunicação pessoal e ajuda bastante”, completou.

15. Santos afirma que trabalhar como agente de limpeza deu a ele a oportunidade de conquistar novas experiências e a casa própria, além de promover melhorias para sua família. Ele, que já sofreu preconceito no dia a dia, confessa: “Pego tudo de ruim e transformo em positividade, pois ajuda no meu crescimento profissional.”

16. Ciente de sua responsabilidade social, o Grupo Maringá desenvolve diversas ações socioambientais nas comunidades onde a companhia atua. Neste momento delicado, a Maringá Ferro-Liga, nossa unidade em Itapeva, no interior de São Paulo, fez a doação de dois respiradores mecânicos para a Santa Casa da cidade. Os equipamentos serão utilizados no tratamento de pacientes internados em estado grave na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) COVID.

17. Na entrega, estiveram presentes colaboradores da empresa e membros da Diretoria do hospital. O superintendente da Santa Casa, Aristeu de Almeida Camargo Filho, agradeceu a doação em nome da instituição, exaltando o serviço prestado à comunidade.
 
18. Ele conta que se sente bem em ser agente de limpeza. “Considero um trabalho importante e mesmo tendo interesse em outras áreas, me sinto completo. Acho vital o nosso trabalho, aprendi muito, conheci pessoas, construí relações de amizade e cresci profissionalmente. Vou levar o que conquistei para o resto da vida”, complementa.  

19.  Em atendimento a uma recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a Prefeitura de Mata de São João suspendeu, nesta segunda-feira (10), o uso da vacina contra Covid da AstraZeneca/Fiocruz, em mulheres gestantes.

20. A orientação é que a indicação da bula da vacina da AstraZeneca seja seguida pelo Programa Nacional de Imunização (PNI). “Esta recomendação é resultado do monitoramento de eventos adversos feito de forma constante sobre as vacinas contra Covid em uso no país”, diz nota da agência.

21. Ainda de acordo com a Anvisa, em situações não previstas na bula, só deve ser feito mediante avaliação individual por um profissional de saúde que considere os riscos e benefícios da vacina para a paciente. A bula atual da vacina contra Covid da AstraZeneca não recomenda o uso da vacina por gestantes sem orientação médica.