sexta-feira, 15 de outubro de 2021
Esporte

JOGO EQUILIBRADO: SANTOS 0X0 BAHIA, PLACAR RUIM PARA OS DOIS TIMES

ZédeJesusBarrêto comenta o jogo entre Santos 0x0 Bahia, o tricolor melhor no primeiro tempo; e o Santos no segundo
ZédeJesusBarrêto , Salvador | 11/09/2021 às 23:17
Santos 0x0 Bahia
Foto: Ivan Storti SFC
       O time da Vila voltou dos vestiários com uma postura mais avançada, marcando na frente, tentando empurrar o Tricolor para trás.  Outro panorama de jogo em campo. Aos 7’, Sanchez bateu falta da esquerda, quase sobre a linha lateral da grande área, fechado, Claus triscou, raspou no travessão. Perigo !  O Peixe melhor, ganhando o meio campo e chegando, rondando a área baiana.

 Daí, Dabove trocou dois: Raniele e Patrick nos lugares de Isnaldo e Lucas Araújo. Mais fôlego e pegada no meio campo, tentando reequilibrar. O Tricolor não conseguia encaixar um contragolpe. Na troca de passes, o time de branco chegou bem e Matheus Guilherme bateu de frente, livre, por cima, assustando o goleiro Claus que tirou com os olhos, apenas. Só por volta dos 15’ o Tricolor saiu um pouco do sufoco. 

 Carille lançou o astro Marinho, aos 18’, no lugar de M. Guilherme, retornando depois de dois meses parado por lesão muscular. O Bahia continuava com muita dificuldade para sair da defesa, armar um contragolpe. Aos 23, outra finalização do time da Vila; Pirani, por cima.  Raniel e Jean Mota em campo, nos lugares de Pirani e Baptistão. Dabove pôs Rodriguinho e Luizão; saíram Gilberto e Ruiz. 

  Aos 30’, após escanteio, a defesa baiana rebateu mal e Marinho, livre, bateu por cima. O Santos continuava melhor, apertando, mais ofensivo.  Aos 35’, Matheus Bahia no lugar de Mugni, reforçando a marcação pela esquerda defensiva tricolor. Aos 39’, o primeiro chute do Bahia no gol santista; Rodallega recebeu de Rodriguinho, meio esquinado e bateu rasteiro, cruzado, fora. 

O árbitro deu quatro minutos de acréscimos e o Santos tentou aquela pressão final, mas foi o Bahia que teve a chance do gol, aos 49’; Rodallega cruzou da direita, forte e Rodriguinho pegou de canela e perdeu o gol.  Deu empate.    
 *
 Destaques 

 Claus firme nas bolas alçadas; Nino e Capixaba correram muito; impecável atuação do miolo de zaga, Luis Otávio ganhou todas pelo alto. Mugni no meio campo enquanto teve pernas e Rodallega, brigando e mostrando boa técnica. Dabove ligado, substituindo na hora certa. O estreante Isnaldo mostrou alguma qualidade, técnica, mas totalmente desentrosado, uma semana apenas na equipe. 
 *
Escalações 

- Santos : João Paulo, Pará, Robson (Danilo), Vagner e Felipe Jonathan; Gamacho, Sanchez e Pirani; Lucas Braga, Mateus Guilherme e Léo Baptistão. Treinador, o estreante Fábio Carille.

- Bahia :  Clauss, Nino Paraíba, Conti, Luis Otávio e Capixaba; Lucas Araújo, Mugni, Ruiz e Isnaldo; Rodallega e Gilberto. Treinador, o argentino Diego Dabove.

- Arbitragem de Minas Gerais, com VAR; no apito, Paulo Cesar Zanovelli, sem grandes problemas.
*
 Fonte Nova de volta? 

 O próximo jogo do Bahia, no sábado, dia 18, às 21 h, pode acontecer na Fonte Nova. As dependências do estádio, que serviam de hospital para os pacientes de Covid 19, foram desocupadas.  O duelo é contra a boa equipe do R B Bragantino, de SP. 
*
 O governador Rui Costa aventou a possibilidade de volta do público aos estádios a partir dos meados de outubro, com comprovante de vacinação, máscaras e distanciamento; aceso controlado e plateia limitada. A ver.  
**
 Outros resultados 

- América (MG) 2 x 0 Athlético PR; Juventude 1 x 2 Cuiabá; 

  RB Bragantino 1 x 2 Chapecoense.  A rodada 20 da Série A segue com mais 5 jogos no domingo e fecha na segunda-feira à noite. 
*
 Série B, fechando a rodada 23:
 Cruzeiro 1 x 0 Ponte Preta; Sampaio Corrêa 0 x 0 Operário PR; Botafogo 4 x 0 Londrina
 CRB/Alagoas 0 x 1 Goiás.