quarta-feira, 23 de junho de 2021
Esporte

COPA DO BRASIL Bahia e Juazeirense vencem e avançam para as oitavas

ZéddeJesusBarrêto comenta a classificação dos dois times baianos
ZedeJesusBarrêto , da redação em Salvador | 09/06/2021 às 21:21
Bahia 1x0 Vila Nova
Foto: Felipe Oliveira

  Bastava o empate, mas o artilheiro Gilberto marcou e o Bahia se garantiu nas oitavas de final da Copa do Brasil. O Tricolor foi superior e teve o controle das ações a partida inteira, mereceu a classificação. 
 *
  Cancão de Fogo faz história 

 No Adauto Moraes, em Juazeiro, o Juazeirense fez  1 x 0 no Cruzeiro, no tempo normal de jogo, e a definição foi para a cobrança de tiros livres da marca do pênalti. O goleiro Calaça brilhou, os mineiros desperdiçaram  três cobranças e o Cancão de Fogo alcançou uma classificação histórica na Copa do Brasil.   
*
 Pituaçu

 Noite de quase inverno, gramado rente, molhado e mastigado nalguns pontos. O Bahia de camiseta tricolor, calções azuis; o Vila Nova de branco com detalhes vermelhos.

 O Bahia venceu o primeiro confronto, em Goiânia, 1 x 0. Um Tricolor em campo com 100% de aproveitamento na competição. 

Com a bola rolando ...

  - Duas faltas com menos de um minuto. Aos 3’, a primeira tentativa do Bahia, cabeçada de Thaciano, fora. O Vila fechadinho, marcando forte, dificultando a troca de passes do adversário e buscando surpreender no contragolpe em velocidade. Um Bahia frio, sem pressa. Por volta dos 10 minutos, a chuva caiu. Jogo estudado, equilibrado e morno. Goleiros sem trabalho. 

 Até que esquentou !  Aos 24’, cruzamento de Rossi, da direita, Thaciano na pequena área escorou no chão mas o goleiro salvou. Na sequência, Thaciano tentou novamente mas des Georgemy, trabalhando bem. Aos 26’, bom cruzamento de Guedes, cabeçada de Gilberto, rente ao poste. Aos 30’, o Vila Nova assustou numa cobrança de falta de Athur Rezende, perto. Aos 33’, Patrick pegou uma sobra de primeira, na entrada da área, errou o alvo. Aos 37’, boa trama pelo meio, Rossi ficou de frente e encheu o pé, cobriu o travessão. Por pouco! Aos 40’, foi a vez de Galdezani bater de fora, rasteiro, para o goleiro Georgemy espalmar. Aos 41’, Gilberto entrou livre pela esquerda, desviou do goleiro mas a zaga salvou. 

 O Tricolor foi melhor, teve o controle das ações, criou boas chances na primeira etapa mas não fez o gol, e o jogo estava aberto. O Vila Nova ainda vivo, apostando num erro do inimigo. O empate classificava o Bahia, mas... tinha todo o segundo tempo pela frente. 

*
 Segundo tempo, sem chuva. O mesmo panorama no recomeço. O Tricolor trabalhando, girando a bola, insistindo  e o Vila fechadinho, suportando. Aos 4’, Luis Otávio testou um escanteio e a bola passou perto do poste goiano. O goleiro Georgemy trabalhando. Aos 9’, nova cabeçada de Luis Otávio escorando escanteio, por cima. Aos 12, Matheus Bahia pegou uma sobra na esquerda e bateu forte, o goleiro Georgemy espalmou e quase Thaciano fez. Aos 13’, outra defesa salvadora de Georgemy. 

  O jogo vai ficando perigoso na medida em que o gol não saia e o relógio andava. O time visitante começava a arriscar tudo nos contragolpes, com espaços, o Bahia inteiro indo à frente. Daí, Dado pôs Jonas e Thonny Anderson nos lugares de Patrick e Thaciano. Era preciso retomar o controle do meio campo, já aberto.  Aos 27’, novo escanteio, cabeçada de Thonny Anderson, por cima.  

 Aos 34’, Ruiz no lugar de Rossi , e Edson no de Guedes. 

 - Gol ! 1 x 0, Gilberto !  Na troca de passes de saída de bola da equipe de Goiás, Georgemy tentou despachar uma bola mal recuada e carimbou o artilheiro, que apertou o goleiro; a bola bateu na perna de Gilberto e entrou. Aos 36’ minutos. 

 No mais...  O triunfo justo e a classificação garantida. 
 *
  Destaques

  No Bahia, Guedes, Conti, Gilberto por mais um gol.  No Vila, o goleiro Georgemy, um paredão, até o erro (principalmente do zagueiro que recuou a bola na fogueira) no gol de Gilberto. 
*
Escalações 

- Bahia: Mateus Teixeira, Guedes (Edson), Conti, Luis Otávio e Matheus Bahia; Patrick (Jonas), Thaciano (Thonny Anderson) e Galdezani (Lucas Araujo) ; Rossi (Ruiz), Gilberto e Rodriguinho.  Treinador, Dado Cavalcanti.
- Vila Nova: Georgemy, Bambu, Renato (Ricardo), Wallison Maia e Formiga; Deivid, Dudu e Artur Rezende (Breno) ; Pedro Jr, Cardoso e Kelvin. Treinador, Wagner Lopes. 

 Arbitragem paulista, sem VAR. No apito, Thiago Luis Scarascati.
**
 O Bahia volta a jogar no domingo, às 20h30, em Pituaçu, contra o Internacional, pelo Brasileirão Série A, terceira rodada. 
 Nesta quinta, o Vitória, de treinador novo (Ramon Menezes) encara o Internacional no Beira Rio, em Porto Alegre, na partida de volta e definitiva pela Copa do Brasil. O Colorado venceu a primeira, 1 x 0, no Barradão.