quinta-feira, 21 de outubro de 2021
Cultura

DICAS DO SERAMOV: A MENTIRA E A VERDADE - COM DISTINGUIR O CORRETO

A onda das "fake news" é assustadora e incrementada pela robótica na WEB
Tasso Franco , da redação em Salvador | 30/08/2021 às 11:03
O apóstolo João diz que a mentira é a arte do diabo
Foto: Seramov

Falo do tema que está muito em evidência: a verdade e a mentira. O verdadeiro e o falso. Nós estamos vivendo no tempo das 'fake news' - as notícias falsas - o que é um crime e não deve ser praticado mas está acontecendo com muita frequência na sociedade brasileira, não só na sociedade brasileira mas de uma forma geral em todas as sociedades mundiais com a difusão de informações falsas, sobretudo com as novas tecnologias, com o uso da robótica para que essas mentiras se transformem em verdades. Isso está acontecendo com muita frequência no Brasil, já tivemos aqui uma CPI das Fake News com alguns resultados, ainda estão em andamento alguns processos, e é uma coisa completamente condenável e as pessoas tem que ter muita atenção em relação a isso.

A mentira e a verdade são assuntos muito antigos, tanto que está na Bíblia, João - Capítulo 8 Versículo 4 - quando diz que “o pai da mentira é o diabo e o que o diabo fala é o que lhe é próprio”. É claro que são narrativas ficcionais - o diabo é uma narrativa ficcional - mas está na palavra de João, que foi escrita muitos anos depois da morte de Cristo, provável que Cristo não tenha falado isso mas representa uma citação bíblica, para você ver o quanto isso é antigo. 

No século XX, para puxarmos um pouco a história para frente, nos Estados Unidos aconteceu um episódio, uma disputa entre duas emissoras de rádio, entendeu, uma novela chamada a Guerra dos Mundos entre a CDS e a NBC, quando Orson Wells difundiu uma informação sobre uma novela revelando que haveria uma invasão de marcianos em uma cidade chamada Grover Hills. Foi um Pânico. Estima-se que um milhão e duzentas mil pessoas tenham sido afetadas por isso. Teve mortes, teve problemas de mudanças de cidade, de engarrafamentos, de corrida ao supermercado, foi uma loucura total. 

         Isso marcou a história do rádio norte-americano e a história do rádio mundial porque foi uma repercussão muito forte e o Daily News na época disse “A guerra falsa no rádio espalha terror nos Estados Unidos”, isso difundiu-se no mundo todo, foi um caso muito grave, muito forte e que marcou a história do rádio mundial. E que teve essa repercussão toda, imensa.

E na Segunda Guerra Mundial, até antes um pouco da Segunda Guerra Mundial, o líder mental da propaganda nazista de Adolf Hitler se chamava Goebbels. Difundia mentiras e cunhou essa expressão “Mentiras repetidas se tornam verdades” e que é praticada até hoje em várias partes do mundo. E foi através dessa mentira se transformar numa verdade que aconteceu uma das maiores tragédias da humanidade, que foi o antissemitismo, a depuração da raça e o holocausto com a morte de 6 milhões de judeus. 

        Isso, para vocês verem a gravidade de uma informação inverídica, informação mentirosa. Para vocês verem a dimensão do que é isso, a dimensão deste problema. Recentemente tivemos no Brasil o caso de um jovem que se matou porque difundiu uma informação e foi cancelado pela rede. É um assunto muito sério, um assunto que você deve ser levado muito em consideração. 

Porque a mentira, psicologicamente falando, é uma invenção. Invenção da mente humana. É uma narrativa ficcional. Invenção para que se torne uma realidade. E muita gente acredita e passa a achar que é verdadeiro. A verdade é uma coisa simples, objetiva. Um dirigente é eleito pela população na urna, no voto direto e depois os votos são contados, são apurados e se informa o resultado. E dá-se como eleito um candidato. Isso se chama a verdade, esta aí exposta a verdade; foi eleito fulano de tal. 

       Então não se pode, em torno disso, se criar artifícios, como tem-se criado, para difundir inverdades. Essa é a diferença. São conceitos diferenciados e é preciso ter muita atenção com o falso, com o mentiroso. Que são narrativas da ficção que se buscam transformar em realidade, às vezes, e é preciso ter cuidado com isso. Por isso mesmo, como eu faço nos meus programas, vou dar 5 dicas das mãos Espiritual do Seramov, para que vocês possam se orientar de alguma maneira em relação a este assunto tão delicado.

A primeira delas é muito simples. Certifique-se da fonte da notícia. É fácil de fazer essa certificação. Existem veículos que estão aí há 100 anos. Aqui na Bahia mesmo nós temos veículo de 100 anos, veículos de 50 anos, trabalhando com responsabilidade em relação a notícia. Então você só é se certificar de onde saiu, de onde partiu a notícia. E é fácil, você pela internet verificar se isso é verdadeiro ou é falso. 

A segunda dica também está relacionada com a primeira: é verificar quem é o autor da notícia. As redes sociais estão cheias de pessoas que acham que sabem as coisas todas e que difundem informações completamente falsas. Então quando você ouvir ou ver uma informação, você verifique de onde saiu, quem é essa pessoa que deu essa informação. Isso também é fácil de verificar. Não é uma coisa do outro mundo vocês verificar de onde saiu a informação. E você pratique o princípio da dúvida. Duvide sempre e verifique se é verdade ou se é falso.

        Terceira dica, leia mais sobre o assunto que foi difundido. Uma difusão de marcianos invadindo a Terra, leia mais sobre o assunto. Uma difusão de que tem um novo vírus para exterminar a humanidade, leia mais sobre o assunto. Hoje tem muitos lugares para você ler, para você verificar se isso tem procedência ou não. Então não embarque de cabeça numa situação dessa. Há várias maneiras de você ler, de você se atualizar, de você pesquisar; na internet isso é muito fácil.

Quarta dica, consulte especialistas. Existem especialistas para tudo, até mesmo a sua família, até mesmo seus amigos, as pessoas mais experientes, as pessoas mais velhas que têm mais conhecimento. Se você está na dúvida, ligue para alguém e diga “Olha, saiu essa notícia aqui e eu queria saber de você o que é que você acha, o que é que você sente, como é que você vê isso aí?” Então tem muitos lugares para você analisar, para você consultar pessoas que sejam credenciadas, especialistas na matéria. Especialmente em relação a assuntos que sejam voltados para a área da saúde pública, que tem muita informação circulando no ar, muita maluquice, então você precisa consultar você pode consultar um profissional de saúde, um médico, pode consultar um fisioterapeuta, um psicólogo para saber você se a informação é verdadeira.

  E a quinta dica é: as redes sociais são fraudes. O escritor Umberto Eco, já falei isso aqui e vou repetir, foi um grande escritor e antes de falecer ele disse: “As redes sociais são o campo aberto dos imbecis” que é uma verdade. Tem alguma coisa que preste, mas tenha muito cuidado com as redes sociais. São ideológicas, são voltadas para maldades... então você tem outras fontes de informações para você verificar se uma coisa é verdadeira ou falsa.