quarta-feira, 08 de dezembro de 2021
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

BRASIL goleia Uruguai 4x1 e está na Copa 2018

Brasil só precisa melhor os laterais Marcelo e Daniel Alves
24/03/2017 às 12:55
Com uma exibição de gala de Neymar e três gols de Paulinho, em Montevidéu, a seleção brasileira goleou o Uruguai por 4 x 1, quebrando a invencibilidade de seis jogos da Celeste Olímpica dentro de casa, consolidando-se na liderança da competição e classificando-se, com antecedência, para a Copa 2018 na Russia. Um resultado histórico. E Tite se mantém invicto. 
*
O jogo no estádio Centenário - construído para a Copa de 1930 - começou com a marcação duríssima, individual dos uruguaios, o campo inteiro, como de costume, sem dar espaço para a troca de passe dos brasileiros. 
Os melhores lances: 

- Aos 3 minutos Neymar arrastou desde o campo brasileiro, deixou meio mundo pra trás, deu a Phillipe Coutinho que cruzou rasteiro mas Firmino não alcançou a bola na pequena área, perdendo a chance do gol. 

- Aos 8 minutos, Marcelo, todo confiante, atrasou de peito para Alisson,mas o esperto Cavani adivinhou, chegou antes na bola e foi derrubado pelo goleiro. Pênalti! Cavani bateu forte, seco, rasteiro e abriu o placar: 1 x 0 Uruguai.
- O empate saiu aos 18’. Jogada e passe de Neymar para Paulinho que, de fora, deu um foguete e acertou o ângulo de Martin Silva, empatando : 1 x 1.

- Aos 30’, Neymar saiu catando da esquerda pro meio... e foi derrubado. Na sequência, Daniel meteu de trivela pra Cassemiro, de cara, mas o goleirão salvou o desempate brasileiro. 

- Aos 37’, o perigo na bola alta uruguaia, eficiente: falta lateral pela direita, a bola foi alçada, Coates subiu mais que todo mundo e testou raspando o poste brasileiro. 

- Aos 41’, nova jogada individual de Neymar pela esquerda, driblando... só parou na boa saída do goleiro Martin Silva, abafando nos pés do atacante. 

Neymar, Cavani e Phillipe Coutinho foram os destaques na primeira etapa, equilibrada. Os brasileiros trocaram mais passes, tiveram mais a bola, mas os uruguaios jogando com muita garra, foram sempre perigosos, sobretudo nas bolas alçadas na área brasileira.
*
As duas equipes sem alterações na volta dos vestiários. E a mesma postura. Pegada forte dos donos da casa, dificultando a saída e o toque brasileiro.

- O Brasil assustou aos 5’, com Neymar cavando falta e batendo para o goleiro espalmar. A virada aconteceu logo depois, após boa jogada de Coutinho; Firmino girou na meia lua e bateu forte, o goleiro deu rebote e Paulinho desempatou, virando: 2 x 1 o placar. 

Os uruguaios encararam e foram pra cima, com toda vontade, em busca do resultado, insuflados pela torcida e encaixotando os brasileiros em seu próprio campo. Pressão.

- Aos 16’, Cavani batendo falta forte, nas imediações da área brasileira, exigiu boa defesa de Alisson. 
- Aos 29’, num chutão da defesa brasileira, Neymar ganhou na velocidade e na esperteza da zaga e tocou de leve por cima do goleiro, fazendo um golaço : 3 x 1. Ele desequilibra.

Jogo decidido, o time de Tite passou a administrar a bola com inteligência. 

- Mas deu tempo, ainda, para Paulinho fechar a goleada histórica com outro gol de Paulinho, complementando de peito, na pequena área, um cruzamento perfeito de Daniel Alves: 4 x 1.

*
Destaques: Neymar arrebentou, Paulinho fez três gols e correu demais, os melhores em campo, a despeito da boa atuação de toda a equipe, individual e coletivamente.

No Uruguai, Cavani foi o melhor e sentiu muita falta de Suarez. A equipe brigou muito, lutou, mas... caiu perante um adversário superior em todos os níveis. 

*
O próximo jogo do Brasil é na terça-feira, contra o Paraguai, no Itaquerão (SP).
*
Os outros resultados da 13ª rodada:
Colômbia 1 x 0 Bolívia ; Paraguai 2 x 1 Equador; Argentina 1 x 0 Chile ; Venezuela 2 x 1 Perú.

**
O Brasil com 30 pontos, o Uruguai com 23, a Argentina com 22 e a Colômbia 21 pontos estariam classificadas hoje para a Copa do Mundo da Rússia em 2018.