ter�a-feira, 30 de novembro de 2021
Tecnologia

A CADEIRA E O ALGORITMO: A CADEIRA DE JESUS E A SUIÇA QUE SOBE ESCADA

Leia no novo livro de Tasso Franco, "A Cadeira e o Algoritmo", no site Wattpad
Tasso Franco , da redação em Salvador | 24/11/2021 às 09:46
Cadeira com alta tecnologia que sobe escada
Foto: REP
    Em "Zelota - a vida e a época de Jesus de Nazaré", do teólogo Reza Aslan, o autor mostra a existência do nazareno como homem pertencente a uma 'tribo' - Zelote é uma palavra derivada do aramaico, “alguém que zela pelo nome de Deus”, um dos movimentos judaicos que defendia a rebelião do povo da Judeia contra o Império Romano. Os zelotes pretendiam expulsar os romanos pela força. Há, uma interminável discussão, se Jesus também queria usar a força para expulsar os romanos ou apenas a palavra.

  Importante, no entanto, destacar, que Jesus era carpinteiro - tekton ou artesão madeira - ensianmentos que obteve de José - seu pai adotivo, José carpinteiro ou São José Operário - uma profissão de ponta (alta tecnologia da época) juntamente com pedreiro, taifeiro, artesão e sapateiro. Nazaré - onde nasceu Jesus - era uma localidade pequena e ele trabalhava em Séforis - Diocesareia - no tempo de Herodes, o Grande, uma importante cidade e o centro administrativo da Galileia, distante apenas 7 km de Nazaré. 

  É provável que Jesus tenha produzido sua primeira cadeira em Séforis. Não havia pregos e a montagem da cadeira dava-se por encaixe das peças com o uso da serra, goiva (formão) e do martelo. Em 1950, meu pai, comprou de um marceneiro, em Serrinha, um banco de madeira produzido com essa mesma tecnologia.
  Após a morte de Herodes, Séforis foi centro da Rebelião na Galileia e praticamente destruída. Hoje, Nazaré é a cidade principal (65.000 habitantes) e Séforis uma aldeia nos seus arredores.

  Em 2011, Nazaré teve mais de 20 empresas árabes de propriedade de alta tecnologia, principalmente na área de desenvolvimento de software. De acordo com o jornal Haaretz a cidade tem sido chamada de "Vale do Silício da comunidade árabe", tendo em conta o seu potencial neste domínio.

  Veja, portanto, como é a evolução da história e a harmonia entre as novas tecnologias e as velhas. Nazaré, nos dias atuais, produz cadeiras com projetos usando software (algoritmos - em ciência da computação, sequência finita de ações executáveis que visam obter uma solução para um determinado tipo de problema. Um algoritmo não representa, necessariamente, um programa de computador, e sim os passos necessários para realizar uma tarefa.

  Em 2015, estudantes da Suiça - da Swiss Federal Institute of Technology e da Zurich University of the Arts - criaram uma cadeira que sobe escadas para uso de paraplégicos. O protótipo funciona com uma esteira semelhante à usada em tanques de guerra, que é capaz de escalar os degraus e superar obstáculos que apareçam pelo caminho.

  Hoje, há uma infinidade de cadeiras de rodas para uso de deficientes físicos com uso de alta tecnologia (algoritmos) à venda no Brasil e no mundo em que as pessoas não precisam mais usar a força dos braços para movimentá-las.

  Observe, que todas elas obedecem ao formato do corpo humano, o mesmo princípio que Jesus usou para fazer a sua primeira cadeira há 2.030 anos. É isso que narro em meu livro "A Cadeira e o Algoritmo" - a harmonia entre as novas e as velhas tecnologias. Que não está só na cadeira, mas em muitos outros objetos, em maior amplitude, na vida das pessoas. (TF)