quarta-feira, 22 de setembro de 2021
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

NÚMERO DE INFECTADOS PELA COVID NA BAHIA VOLTA A CAIR; AGORA, 11.522

A taxa de leitos em UTI na Bahia baixa para 62%
12/07/2021 às 09:06
   1. A taxa de ocupação em leitos de UTI na Bahia chega a 62% e, em todo Estado, são menos de 1.000 pacientes internados, esse é o menor número registrado desde 6 de março desse ano. Esse é o resultado da vacinação dos baianos, em que a primeira dose ultrapassa 50% do público adulto.

2. Nas últimas 24 horas, foram registrados 1.297 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,1%) e 1.833 recuperados (+0,2%). O boletim epidemiológico desta segunda-feira (12) também registra 64 óbitos. Apesar de as mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram realizados hoje. Dos 1.159.419 casos confirmados desde o início da pandemia, 1.123.063 já são considerados recuperados, 11.522 encontram-se ativos e 24.834 tiveram óbito confirmado.

3. O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.398.827 casos descartados e 229.282 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta segunda-feira. Na Bahia, 51.316 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

4. O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 24.834, representando uma letalidade de 2,14%. Dentre os óbitos, 55,77% ocorreram no sexo masculino e 44,23% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,95% corresponderam a parda, seguidos por branca com 22,40%, preta com 15,34%, amarela com 0,41%, indígena com 0,14% e não há informação em 6,75% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 60,20%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (72,69%).
                                                 *****
5. Depois de 15 meses dedicados exclusivamente aos pacientes com Covid-19, o ICOM retoma o atendimento aos pacientes de infectologia geral. Uma UTI com 10 leitos e uma enfermaria com 28 leitos estão agora disponíveis para pacientes com outras doenças infectocontagiosas.

6. Esta evolução foi possível porque a demanda por leitos de Covid-19 sofreu uma queda. Hoje, 12 de julho, a ocupação destas unidades está em 55% na UTI e 61% na enfermaria.

7. Deixar de atender apenas pacientes com Covid-19 exigiu que o ICOM se organizasse, na verdade, como dois hospitais em um. As equipes assistenciais são separadas e os protocolos buscam garantir que não haja nenhuma contaminação cruzada entre as duas áreas (Covid e Não Covid). O hospital passa a ter duas entradas separadas para as unidades de emergência, uma para pacientes com Covid e outra para pacientes não Covid.

8. Por segurança, está mantida a restrição de acompanhantes e visitas para todos os pacientes, mesmo aqueles que não estão nas alas Covid.

9. Com o retorno dos pacientes de infectologia geral, retornaram também os médicos residentes e preceptores que estavam trabalhando no Hospital Otávio Mangabeira e os pacientes que haviam sido transferidos para lá. Segundo a diretora Geral do ICOM, a médica Ceuci Nunes, é possível que o atendimento a pacientes com outras doenças infecciosas não COVID seja ampliado, a depender da evolução da pandemia.

10. Além da internação em enfermaria e UTI, pacientes não Covid também estão com acesso ao CRIE (Centro de Referência para Imunobiológicos Especiais) para vacinação.
                                                      *****
11. Os protocolos para o funcionamento de centros culturais, parques, eventos e clubes sociais foram definidos pela Prefeitura de Lauro de Freitas decreto Nº 4.855, publicado nesta segunda-feira (12). As regras estabelecidas valem para os segmentos liberados na fase II de flexibilização de atividades econômicas no município. Esses setores vão funcionar, das 10h às 16h30, em dias específicos.

12. Centros culturais: O funcionamento de centros culturais, museus, galerias de arte, bibliotecas e similares será de segunda a sexta-feira, limitado à ocupação de 50% da capacidade máxima de cada estabelecimento, sem exceder o máximo de 100 pessoas simultâneas. A venda de ingressos, quando houver, deve priorizar a comercialização virtual, assim como a disponibilização de acessos gratuitos devem ser agendados. O protocolo deste segmento possui 30 medidas de prevenção.

13. Parques: O funcionamento de parques públicos e privados será de segunda-feira a domingo, mediante agendamento prévio para horário de visitação. O protocolo deste segmento possui 20 medidas de prevenção. Parques temáticos também estão autorizados a funcionar de segunda-feira a domingo, desde que respeitem o limite de ocupação de 50% da capacidade total do local ou de um convidado a cada seis metros quadrados. 61 medidas foram definidas para esse setor.

14. Eventos: A realização de eventos sociais e convenções, como casamento, aniversário, formatura e outros, é permitida de segunda a domingo, com exceção de espaços localizados em shoppings e centros comerciais sem acesso independente. Entre 52 medidas estabelecidas para esse segmento, está a limitação de ocupação de 50% da capacidade total do espaço ou um convidado a cada seis metros quadrados.

15. Já eventos infantis só podem ser realizados de segunda a sábado, também com limite de 50% da ocupação máxima do local ou um convidado a cada seis metros quadrados. Mesa para este tipo de evento está limitada à quantidade máxima de oito pessoas, entre outras 45 medidas determinadas no protocolo.

16. Clubes sociais: Clubes sociais e recreativos estão autorizados a funcionar de segunda-feira a sábado. A capacidade máxima de ocupação simultânea desses espaços é de 150 pessoas ou de um frequentador a cada nove metros quadrados de área. O uso de piscina só será permitido para a prática de atividade física, conforme o protocolo que define 30 medidas específicas.

17. Medida geral: É obrigatório para todos os segmentos a realização da medição de temperatura prévia à entrada dos empreendimentos, bem como o uso de máscaras. A íntegra de todos os protocolos setoriais, assim como o escalonamento de funcionamento de serviços, pode ser consultado na página de decretos no site da Prefeitura (https://www.laurodefreitas.b).

18. Os contribuintes da Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia (Sefaz-Ba) que desejam regularizar a situação com o fisco podem fazer isso de forma prática e sem sair de casa. Desde o início do ano está em vigor a solicitação de parcelamento de débitos tributários de qualquer valor pelo www.sefaz.ba.gov.br. Antes da mudança, estabelecida por meio do Decreto nº 20.136, do final de 2020, o valor limite para parcelamento on-line era de R$ 50 mil.

19. Para parcelar, basta acessar o site, clicar na Carta de Serviços, destacada no topo, e depois, na busca, digitar parcelamento. O contribuinte terá acesso a todas as orientações necessárias para solicitar o parcelamento. Só não estarão aptos ao parcelamento on-line os débitos ajuizados cujos valores superam R$ 200 mil.

20. "A ampliação das opções de parcelamento dos débitos tributários pela internet evita que o cidadão precise se deslocar para ter acesso ao serviço”, ressalta o secretário da Fazenda do Estado, Manoel Vitório, lembrando que a iniciativa integra o programa Sefaz 100% Digital, que reúne medidas de desburocratização e migração de procedimentos para o ambiente digital. De acordo com o superintendente de Desenvolvimento da Gestão Fazendária, Félix Mascarenhas, todos os contribuintes com débitos de ICMS, IPVA, ITD e taxas podem solicitar o parcelamento, bastando ter o número do PAF ou o Renavam do veículo.

21. Caso tenha dúvida ou encontre qualquer dificuldade, o contribuinte pode enviar e-mail para faleconosco@sefaz.ba.gov.br ou ligar para o call center da Sefaz-Ba, por meio dos telefones 0800 071 0071 (apenas para ligações de fixo) e 71 3319-2501 (ligações de fixo e celular), que funcionam de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.

22. O programa Sefaz 100% Digital reúne ações de desburocratização e migração de procedimentos para o ambiente digital.  Recentemente, o Sefaz 100% Digital tornou possível ao usuário acessar e requerer inteiramente on-line 36 novos serviços prestados pela Sefaz-Ba que ainda não estavam online: solicitações para 20 tipos de credenciamento, 14 autorizações, uma consulta formal e um requerimento.

23. “Em breve, todos os serviços da Sefaz serão digitais. O contribuinte fará sua solicitação via web no nosso site, escolhendo o serviço desejado, e poderá acompanhar todo o andamento do processo até o seu término consultando nossa página”, explica Manoel Vitório. Com o Sefaz 100% Digital, explica, a nova Carta de Serviços ao Cidadão torna-se o principal instrumento de acesso aos serviços prestados pelo fisco baiano.