quinta-feira, 06 de maio de 2021
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

COVID VAI APRESSAR A REVOLUÇÃO ESCOLAR PELA INTERNET, p TASSO FRANCO

O ensino público na Bahia ainda está na idade média nos três niveis e precisa mudar urgentemente
22/04/2020 às 11:25
   MIUDINHAS GLOBAIS:

   1. Divesh Makan é um especialista em inteligência artificial do Vale do Silício, inclusive consultor de Mark Zuckerberg, do Facebook, e ele diz que o coronavirus está apressando uma mudança profunda na sociedade que está prevista com maior intensidade a partir de 2025/2030, objeto de comentário que também faço no meu canal do youtube, em vários segmentos, no comércio, na indústria, na medicina, na engenharia e na educação. 

   2. Ele afirma: "A educação online está se provando no meio da crise. Vai haver uma revolução na forma como se aprende em todos os níveis".

   3. Vamos, então, abordar esse tema da educação na Bahia, neste momento. O Estado da Bahia, como sabemos segundo dados do MEC, tem a pior avaliação nacional do IDEB no ensino médio. Fato concreto, real. Rui Costa, o governador, desde seu primeiro governo tem feito um esforço enorme para melhorar os níveis do ensino médio, mas, não conseguiu. Pelo menos até agora. Já trocou de secretário e nada. 
 
   4. Salvador tem um ensino fundamental apenas razoável. E, nos municípios do interior, a qualidade é ainda menor. No ensino superior, a pontuação da Bahia é de médio para baixo. Não existe uma escola de excelência no ranking das faculdades nacionais. 

   5. Surge então ocoronavirus e o que vemos na atualidade: nenhuma instituição do ensino público escolar nos três niveis, salvo um programa incipiente em Feira de Santana com o Google, está com aulas virtuais.

   6. Ora a internet está mundo do ensino desde os anos 1990 e alguns colégios privados na capital e no interior estão com aulas, testes e ensinamentos de deveres em pesquisa. 

   7. Por que a Bahia pública não tem nada disso? Até a UFBA, que já foi uma Universidade que tinha escolas top, com os cursos de Fisica, Medicina, Direito, Enfermagem, nada acontece. As escolas de ensino médio criadas na época de ACM na década de 1990 para serem de excelência estão semi-faliadas. Recentemente, o governo do Estado fechou o Colégio Odorico Tavares.

   8. Ora, os especialistas em conhecimento progfundo, robótica, inteligência artificial estão já há alguns anos com novas experiências práticas no ensino com a computação e isso vai se aprofundar com muita força e o desemprego de milhões de professores em todo mundo. 

   9. Um curso ou uma aula poderá ser dada por um professor com auxílio da robótica para milhares de alunos de uma só vez. Isso não é ficção. É a realidade que já está acontecendo. E aí não vai ter APLB, nem qualquer outro sindicato que vá impedir isso.

   10. No momento diriamos que a Bahia ainda está na idade média em relação a esses avanços, mas precisa acordar pra vida, assim que passe a onda do coronavirus. Não adianta só comprar computadores para as escolas. É preciso treinar os professores, criar novas salas de aula na base da videoconferência, todo uma engrenagem que vai demandar conhecimento profundo e quem não se qualificar vai ficar pelo caminho. 

   11. Diria mais: se o Brasil não se qualifica para isso como um todo, os alunos brasileiros vão frequentar cursos estrangeiros como já acontece.

   12. O IRDEB deverá ser totalmente modificado e atender a essa nova exigência e não ficar fazendo programas políticos e outros. A Empresa Gráfica da Bahia da mesma maneira atuar numa linha de frente da informatica com conteúdos programático.

   13. Olha, vai ser uma revolução e tanta que poucos estão discutindo e analisandp. O coronavirus veio dar um sopro, um emblao nesse debate. 
                                                       *****
   14. O senador Fernando Collor (Pros-AL) lamentou a "divisão entre pessoas", pediu a reunificação do País e mandou um recado ao presidente Jair Bolsonaro, afirmando que "já viu esse filme e não é bom". A declaração foi dada nesta quarta-feira em sua conta no Twitter.

   15. Collor fez referência ao impeachment que sofreu em 1992, quando era presidente da República. Aliados de Bolsonaro tem dito que o Congresso está armando uma suposta trama para tirá-lo do poder.

   16. Collor estava em seu terceiro ano de mandato presidencial quando foi acusado de articular um esquema de corrupção dentro do governo envolvendo tráfico de influência, loteamento de cargos públicos e cobrança de propina. Em abril de 2014, 22 anos depois do impeachment, foi absolvido no último processo que respondia no Supremo Tribunal Federal (STF) por acusações da época que era presidente. É senador pelo Estado de Alagoas desde 2007.

  17. A Prefeitura, por meio da Transalvador, realiza nesta quinta-feira (23), às 9h30, a primeira blitz de trânsito para fiscalizar o uso de máscaras, na região do Dique do Tororó (na altura do posto de gasolina que fica no sentido Estação da Lapa, depois da Sucop). Será uma ação de caráter educativo, e não punitivo.

   18. Vale frisar que, a partir desta quinta (23), é obrigatório o uso de máscaras nos veículos que estiverem com mais de um ocupante, incluindo o motorista. O superintendente da Transalvador, Fabrizio Muller, estará à disposição da imprensa no local.

   19. O Governo da Bahia reduziu pela metade os prazos legais de licitações da modalidade pregão, para conceder mais agilidade nas contratações de bens, serviços e insumos necessárias ao enfrentamento ao Coronavírus na Bahia. A medida vai permitir que o Estado compre produtos e contrate serviços mais rapidamente, atendendo a urgência dos órgãos que estão na linha de frente do combate à Convid-19.

   20. A modificação nos prazos foi baseada na Medida Provisória número 926/2020, que alterou a Lei Federal 13.979/2020, permitindo a redução na esfera da União. A Secretaria da Administração (Saeb) atuou- conjuntamente com a Procuradoria Geral do Estado (PGE), para adequar os procedimentos estaduais ao novo dispositivo federal.

  21. A medida se aplica aos prazos relativos aos pregões presenciais ou eletrônicos, compreendendo desde a fase da disputa até a etapa de homologação do vencedor.  Foram reduzidos pela metade os prazos para veiculação de aviso de publicação de licitação, impugnações e esclarecimentos, manifestação de intenção de recurso, envio de documentação original e outros.

  22. No caso da publicação do aviso de licitação, por exemplo, o prazo legal para veiculação no Diário Oficial do Estado passou a ser de quatro dias de antecedência em relação a data do pregão. Anteriormente, a legislação estabelecia um período mínimo de oito dias. Assim, os pregões vão ser realizados de forma mais célere, concedendo agilidade ao Governo para aquisição dos insumos e serviços.

  23. A mudança vai permitir que o Estado compre mais rapidamente materiais como respiradores, máscaras, luvas e outros produtos usados no combate à Covid-19, além da contratação de serviços usados para a mesma finalidade.

  24. Nos casos em que os prazos legais forem números ímpares serão utilizados o número par antecedente. Vale ressaltar que a redução se aplica aos prazos relativos a fase de contratação. Vinculada à Secretaria da Administração (Saeb), a Coordenação Central do Licitação (CCL), unidade responsável por parte das licitações do Estado, produziu um guia rápido, contendo regras básicas para orientar os órgãos públicos sobre os novos procedimentos

   25. O deputado estadual Marcell Moraes (PSDB) iniciou na manhã desta quarta-feira (22), a distribuição de cestas básicas arrecadadas durante uma live promovida com artistas e personalidades da Bahia. A primeiras instituições beneficiadas foram a Associação Beneficente Unidos Venceremos, no bairro de Pernambués, Viva a vida, na localidade do Calabar, além da Casa da Criança Bezerra de Menezes, em CanaBrava.

   26. Foram doadas cestas com alimentos não perecíveis e produtos de limpeza para diversas famílias das comunidades. “A demanda é grande, por isso estou fazendo minha parte, para reforçar a importância da proximidade dos representantes eleitos pelo povo, viabilizando ações enérgicas em manter as necessidades básicas como alimentação e higienização, especialmente nesse momento tão delicado de pandemia, em que se deve prezar pela imunidade de cada cidadão e barrar a expansão do vírus”, destacou Marcell.

  27. Ao longo dos dias outras entidades serão amparadas com as doações em toda a Bahia, além dos protetores de animais independentes que receberão as rações que também foram compradas com o salário do deputado.