quinta-feira, 06 de maio de 2021
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

COVID BRASIL: 2.484 MORTES 39.144 INFECTADOS; BAHIA 1.341 E 46 MORTES

Depois de uma articulação do deputado federal Bacelar (Podemos-BA), na votação do auxílio emergencial, os religiosos do candomblé e umbanda poderão ser alcançados pelo benefício do governo federal.
19/04/2020 às 18:54
MIUDINHAS GLOBAIS:

   1. Foram 2.055 casos novos em 24 horas e 115 óbitos. São Paulo concentra a maior parte das notificações.

   2. Subiu para 39.1444 o número de casos confirmados de coronavírus no Brasil. Nas últimas 24 horas foram 2.055 novas confirmações. O número de óbitos também aumentou, agora são 2.484, representando uma taxa de letalidade da doença no Brasil de 6,4%. Os números estão consolidados com as informações que foram repassadas pelas Secretarias Estaduais de Saúde ao Ministério da Saúde até às 14h deste domingo (19).

   3. A maior parte dos casos no país está localizada no estado de São Paulo, com 14.267 casos confirmados e 1.015 mortes, seguido pelo Rio de Janeiro, com 4.765 casos e 402 óbitos, e pelo Ceará, que registra 3.252 casos e 186 óbitos. Todos os estados do país registram, pelo menos, um óbito pela doença.

   4. Atualmente, 1.985 dos 2.462 óbitos pela doença já tiveram investigação concluída. Desta forma, foi possível traçar o perfil das pessoas que morreram pela doença: 7 de cada 10 pessoas tinham mais do que 60 anos de idade e apresentavam pelo menor um fator de risco, como doenças do coração ou do pulmão e diabetes. Além disso, a maioria eram homens (59,8%) e de cor branca (57,2%).

   5. Pessoas acima de 60 anos se enquadram no grupo de risco, mesmo que não tenham nenhuma doença pré-existente. Além disso, pessoas de qualquer idade que tenham comobirdades, como cardiopatia, diabetes, pneumopatia, doença neurológica ou renal, imunodepressão, obesidade e asma também precisam redobrar os cuidados com medidas de prevenção ao coronavírus.

   6. Do total de casos, 7.919 estão em estado grave, necessitando de internação em hospitais de referência em todo o Brasil. Há ainda registro de internações por vírus respiratórios (1.888), entre eles, a influenza a e B, e outras Síndromes Respiratórias Agudas Graves - SRAG (14.844). Estão ainda em investigação 38.773 internações por SRAG.
                                                            *****
   7. A Bahia registra 1.341 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), o que representa 12,1% do total de casos notificados. Até o momento, 5.294 casos foram descartados e houve 46 óbitos, registrados nos municípios de Adustina (1); Araci (1); Belmonte (1); Feira de Santana (1); Gongogi (2); Ilhéus (2); Ipiaú (1); Itabuna (1); Itagibá (1); Itapé (1); Itapetinga (1); Juazeiro (1); Lauro de Freitas (5), um dos óbitos era residente no Rio de Janeiro; Salvador (22); Uruçuca (2); Utinga (1); Vitória da Conquista (1). Estes números contabilizam todos os registros de janeiro até as 17 horas deste domingo (19).

   8. O 41º óbito que havia sido informado pela Secretaria da Saúde do Estado, na verdade, já havia sido notificada como a 27ª morte por Covid-19. A ficha de notificação foi inserida duas vezes no sistema, causando esta duplicidade. Já houve a retificação. 

   9. Os dois últimos óbitos foram de residentes em Salvador. Um de um homem de 80 anos, que faleceu dia 17 e teve confirmação de Covid-19 no dia 18, e o outro de uma mulher de 82 anos que apresentava comorbidades.

   10. Ao todo, 321 pessoas estão recuperadas e 138 encontram-se internadas, sendo 50 em UTI. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

  11. Os casos confirmados estão distribuídos em 92 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (61,01%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 1.000.000 habitantes são Uruçuca (633,56), Gongogi (561,17), Barra do Rocha (525,03), Itapebi (487,38), e Ilhéus (406,59).

   12. A mediana de idade foi 39 anos, variando de 4 dias a 97 anos. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 29,59% do total. O coeficiente de incidência por 1.000.000 habitantes foi maior na faixa etária de 80 anos e mais (191,03/ 1.000.000 habitantes), indicando que o risco de adoecer foi maior nesta faixa seguida de 30 a 39 anos (155,18/ 1.000.000 habitantes).

   13. Ressaltamos que os números são dinâmicos e, na medida em que as investigações clínicas e epidemiológicas avançam, os casos são reavaliados, sendo passíveis de reenquadramento na sua classificação. Outras informações em saude.ba.gov.br/coronavirus.
                                                            *****
   14. O secretário estadual do Planejamento, Walter Pinheiro, presta uma homenagem ao médico cardiologista Dr. Armênio Guimarães, que veio a falecer neste domingo (19).

   15. “O Dr. Armênio deixa um enorme legado para a medicina e para a ciência, tendo se destacado com diversos trabalhos científicos publicados no Brasil e no exterior, e com uma exemplar dedicação ao trabalho da medicina e ao desenvolvimento científico da Bahia”, destacou o secretário Walter Pinheiro.

  16. O prefeito ACM Neto apresenta nesta segunda-feira (20), às 9h30, na Central Municipal de Logística, na Estrada Campinas de Pirajá, número 1068 (indo pela BR-324, basta entrar na pista para Campinas de Pirajá), os 83 respiradores que chegaram ontem (18) à cidade e que serão fundamentais para a ampliação da quantidade de leitos contra o coronavírus. 

   17 Parte desses equipamentos, vindos do estado de São Paulo, foi doada por empresas brasileiras. A meta da Prefeitura é ampliar em 250 o número de novos leitos na cidade com capacidade para dar suporte a pacientes mais graves vítimas da Covid-19. 

  18. Depois de uma articulação do deputado federal Bacelar (Podemos-BA), na votação do auxílio emergencial, os religiosos do candomblé e umbanda poderão ser alcançados pelo benefício do governo federal. É o que prevê o projeto de lei aprovado na Câmara, que amplia o repasse de R$ 600 para outras categorias, além dos desempregados, trabalhadores informais e microempreendedores individuais, já contemplados no texto do Executivo. A matéria ainda será votada no Senado.

   19. “ Por conta do coronavírus, os cultos nos terreiros estão proibidos e, infelizmente, muitos pais e mães de santo sobrevivem apenas de donativos. Portanto, nada mais justo que eles recebam também o auxílio do governo. O projeto prevê ainda que padres, pastores e outros líderes religiosos que atendam aos requisitos mínimos sejam beneficiados”, argumentou Bacelar.

   20. O projeto de indicação da vereadora Lorena Brandão (PSC), que pede o fim da meia passagem de ônibus para estudantes durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19), em Salvador, terá voto contrário do vice-líder da oposição Luiz Carlos Suíca (PT). 

   21. Após pedir vista, o edil petista frisa que dará seu voto separado após apreciação da peça na última reunião da Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final (CCJ) da Câmara Municipal de Salvador, que se deu de forma remota na quinta-feira (16).

    22. Neste domingo (19), Suíca detalhou que a sugestão da vereadora do PSC não tem sentido, já que os estudantes precisam se deslocar para poder ter acesso ao vale-alimentação que o governo estadual disponibilizou e, além do mais, é um direito garantido por lei.

   23.  “O aludido projeto tem como objetivo a suspensão por tempo indeterminado da meia passagem para que os estudantes fiquem em casa. Sou contrário a esta iniciativa, solicitei vistas e vou apresentar voto em separada com pretensão de barrar essa medida”, destaca o edil.