quinta-feira, 28 de outubro de 2021
Colunistas / Filosofia Popular
Rasta do Pelô

RASTA DO PELÔ SOFRE AMEAÇA COM DITADO POPULAR "A COBRA VAI FUMAR"

Vá jogar sua praga adiante
17/06/2012 às 09:01

Foto: Ils
Figurativo: a cobra vai fumar significa no popular: se não fizer vai se dar mal
   Estava vendo meu programa predileto na TV, o popular Ratinho, e no outro ouvido escuto minha senhôra ralhando com meu moleque menor, salvo melhor juízo porque no seu boletim escolar uma das notas veio bem abaixo da média, citando em alto e bom tom que, se ele não melhorasse essa joça de nota, "a cobra vai fumar", tá entendendo né.

   E ainda também me disse uns leros dando a entender que, eu, ao invés de estar "empencado no Ratinho e suas maluquices, deveria era estar olhando isso, e passou o boletim às minhas mãos, repetindo o dito de que a cobraria fumaria também na minha direção.

   Mas, será São Benedito. Logo eu, que nem cigarro fumo e ainda tenho que ouvir esse lero-lero ameaçador.
 
   Depois, fique a pensar sobre esse dito popular (a cobra vai fumar) achando bastante interessante, pois, no sentido amplo da palavra (gostaram dessa bossa) significa algo ameaçador diferente (se você não fizer isso vai se dar mal), uma vez que, a nobelíssima cobra, se mal faz é picar alguém com seu veneno letal, comer insentos, e quando grandes, aquelas sucuris e anacondas, devorar cabritos, bois e homens.

   Então, fiquei preocupado com o boletim do moleque porque se minha senhôra levar o dito a sério, de certo ela de vez em quando fuma uns charutos e incorpora uma pomba-gira, toma uns gorós meio adoidados, o melhor ela chamar o moleque no canto e mandar ele estudar mais.

   E assim disse: - Olhe estude porque você é gênio, passa sem estudar, mas, é como diz sua senhôra mãe, a cobra pode fumar pro seu lado e ninguém sabe se será um baseado, um Dona Flor um cubano, e aí você pode se dar mal.

   O moleque garantiu-me que iria devorar os livros. E eu continuei devorando o glorioso Ratinho. Ví até a entrevista do querido ex-presidente Lula, o qual, aqui pra nós, ainda é o presidente. Pelo menos pra gente aqui da periferia. A senôra Dilma está apenas em seu lugar, provisoriamente.

   E ela que brinque, porque, senão, a cobra vai fumar é pro seu lado.