ter�a-feira, 30 de novembro de 2021
Esporte

ITÁLIA VOLTA AO OLIMPO DO FUTEBOL EUROPEU E FAZ A FINAL DA EUROCOPA

Fiquem de olho no amor à camisa dessa equipe da Itália (Com informações do Corriere della Sera)
Tasso Franco , da redação em Salvador | 06/07/2021 às 19:30
Itália derrota a Espanha
Foto: Correo della Sera
   As noites não são mágicas e latejantes apenas dentro do Olímpico, mas também no austero e gelado Wembley. A Itália leva a final do Campeonato Europeu, nove anos após a última vez, em 2012 com Prandelli, e como nos melhores sonhos vai voltar ao templo no domingo para desafiar a Inglaterra ou a Dinamarca. Um prazer depois de 120 minutos de dores e nove pênaltis. 

  O decisivo é do Jorginho. E não importa se por longos períodos acabamos em apneia na frente dos excelentes levantadores da Espanha. Eles venceram o desafio pela posse de bola, mas estamos comemorando.

Menos jogo e mais coração. A capacidade de sofrer é a marca registrada desta equipe ilimitada. O trigésimo terceiro resultado útil consecutivo é o mais complicado. O blues se mantém nos muitos momentos difíceis, especialmente no primeiro dos dois prolongamentos. Os esquerdistas têm alma e não cedem nem quando Morata iguala o golo de Chiesa. E então, do local, eles completam a façanha, fechando o círculo mágico. Belotti, Bonucci, Bernardeschi e Jorginho marcam. Donnarumma hipnotiza Morata e a festa começa.

Luis Enrique escolhe um tridente sem atacante, com Dani Olmo falsos nove e até nove falsos, considerando que ele manda a melhor chance da Espanha no primeiro tempo para os braços de Donnarumma, que também é reativo. A Itália começou bem, pressionando alto, mas é uma ilusão porque a Roja se conserta rapidamente, frustrando as intenções do azul de atacar altas. Quase sempre estão com a posse de bola e os canhotos são obrigados a jogar para um lançamento lateral, procurando um passe longo do centro para aproveitar a lentidão de Garcia e Laporte.