quarta-feira, 23 de junho de 2021
Esporte

BAIANÃO: BAHIA E ATLÉTICO SAEM NA FRENTE PELA DISPUTA DO TÍTULO

Comenta ZédeJesusBarrêto: Atlético 2x1 Juazeirense; Bahia 1x0 Bahia FS
Tasso Franco , da redação em Salvador | 09/05/2021 às 20:48
Bahia 1x0 Bahia de FSA
Foto: Felipe Oliveira

 
   Em dois jogos tecnicamente sofríveis mas bem disputados, Bahia e Atlético de Alagoinhas fizeram valer o mando de campo e venceram em casa os primeiros confrontos das semifinais do Campeonato Baiano. Levam vantagem, pois, para a decisão do título que acontece na próxima quarta-feira, em Juazeiro e Feira de Santana. Vantagens mínimas, diga-se, não só pela pequena diferença de gols (2 x1 para o Atlético e 1 x 0 para o Bahia) mas porque os adversários (Bahia de Feira e Juazeirense) são muito fortes, crescem muito em seus domínios.

  O Juazeirense, Cancão de Fogo, se agiganta no Adauto Moraes, onde costuma moer os inimigos com raça, velocidade e muita manha, em casa; seus atletas não desistem, viram jogos e conhecem bem cada canto do gramado. O Bahia de Feira atua e treina num gramado sintético, o da Arena Cajueiro, onde a bola quica e corre muito, as dimensões do campo são reduzidas e o Tremendão sempre tira proveito disso, impondo um ritmo bem mais rápido, objetivo e dinâmico nessas condições. 

 O título baiano, portanto, está mais do que aberto e não há favoritos.  
*
 Bahia 1 x 0 Bahia de Feira, em Pituaçu. 

 O clássico Ba x Ba já decidiu campeonato baiano, é jogo pegado. Gramado bem molhado, com algumas pequenas poças e escorregadio por conta das chuvas na cidade.

 Equilíbrio inicial entre duas equipes que gostam de trocar passes, jogam com bola no chão. O time de Claudinho é mais jovem, ainda em formação. O Tremendão de Feira tem mais conjunto, uma equipe formada há tempo, mais cascuda, um treinador Canindé mais rodado.
 
 A primeira chance de gol foi do tricolor da capital, com Daniel Penha recebendo em profundidade de Ronaldo, pela direita; entrou de cara, mas não fez porque o goleiro Jean saiu bem a seus pés, fechando o ângulo, evitando o gol, aos 12 minutos. Aos 17’, Deon perdeu uma chance incrível na pequena área, após um erro defensivo de saída de bola do lateral Felipinho e cruzamento fechado da direita. Aos 33’, cabeçada de Marcelo, após cruzamento largo de Felipinho; nas mãos do goleiro. 

  Muita disputa pelo controle das ações no meio campo e poucas finalizações. O goleiro Junior praticamente não trabalhou. Aos 44’, Bruno Camilo tentou de longe, assustando, tirando casquinha no poste de Jean.   Assim, um primeiro tempo de poucas emoções, raras finalizações, pouca objetividade, os goleiros espiando só.
*
  Os treinadores fizeram substituições no intervalo. Claudinho pôs Gustavo Brinquedo no lugar de Daniel Penha; Canindé lançou Hugo e Pelezinho, saíram Bruninho e Pedro Neto.  Aos 8’, num bom cruzamento da esquerda, Brinquedo testou forte, de cara, e o goleiro Jean fez ótima e difícil defesa, no reflexo. Aos 11’, nova boa investida do Tricolor da capital pelo lado esquerdo... 

 - Gol !  1 x 0 Bahia, Pablo, aos 12 minutos. Após cobrança de escanteio, a defesa do Tremendão não resolveu e a sobra caiu no pé esquerdo de Pablo, na meia lua; o chute saiu forte e certeiro, abrindo o placar.
  O tremendão tinha de mudar a postura, sair mais pro jogo. Canindé colocou Victor em campo no lugar de Ewerton. No Bahia, até então melhor em campo, Luis Felipe substituiu Borel, na lateral direita. Adriano no lugar de Ricardo, pelo time do interior. O jogo ficou aberto e mais pegado.  

 Aos 23, Felipinho entrou tabelando pela esquerda, livre, e ao invés de cruzar pro meio – onde dois avantes entravam livres -  decidiu bater forte, na rede, por fora. Aos 27’, Denis Junior salvou uma cabeçada no ângulo. Aos 31’, Crystiam bateu falta cruzada, no ângulo, tentando surpreender, mas parou na defesaça de Jean. 

 Ficou quente e bom de ver.  Um lá e cá. O time do interior tentando tudo, ganhando o meio campo e alçando bolas na área inimiga, no abafa. O Bahia mais fechadinho. Aos 38, Hugo levou a marcação de Felipinho e bateu forte; errou o alvo mas assustou. 

Aos 44’, milagre de Denis Junior, numa cabeçada de cara de Pelezinho. Depois, um pênalti claríssimo em Marcelo, que Marielson não quis marcar. 

 Deu Bahia, mas a vantagem é mínima e lá em Feira o bicho vai pegar. O gramado da Arena Cajueiro é sintético, totalmente diferente de como está o de Pituaçu, e o Tremendão treina lá, sabe jogar lá. Tudo aberto. 
 *
Destaques      
 Grande atuação do goleiro Junior, garantiu o placar, do miolo de zaga e de Pablo, o autor do gol. O time de Claudinho tem vícios, não é coletivo, não mostra evolução, os jogadores conduzem demais a bola e a passagem defesa-ataque é lenta e previsível. Mas ... tá chegando, mesmo assim. 
 No Tremendão, um bom goleiro, a pegada no meio campo, pouco poder ofensivo. Muita correria e disposição. Paraíba e Diones fizeram falta, até pela maturidade. 
*
 Escalações

 - Bahia : Denis Junior, Borel (Luis Felipe), Everson, Gustavo Henrique e Felipinho; Raniele, Bruno Camilo e Pablo (Mayke) e Daniel Penha (Brinquedo); Marcelo e Ronaldo(Crystian). Treinador, Claudio Prates.
 - Bahia de Feira : Jean, Ricardo, Éwerton, Weslei e Gabriel (Jonathan); Hercules, Jarbas, Bruninho(Hugo); Pedro Neto(Pelezinho), Deon e Thiaguinho. Treinador, Oliveira Canindé.
 No apito, Marielson Alves ( o mesmo, apita de acordo com suas conveniências).  

**
 Atlético 2 x 1 Juazeirense, no Estádio Antonio Carneiro, o Carneirão, em Alagoinhas.

 Tarde limpa domingueira do Dia das Mães, choveu pela manhã. Grama alta, alguns trechos bem enlameados, piso pesado. O Atlético terminou a fase classificatória em quarto lugar, a Juazeirense liderou, absoluta, com melhor campanha.  O Carcará, treinado por Sergio Araújo, com camisas rubras; o Cancão de Fogo, sob comando de Givanildo Sales, de branco.  No apito, Ricarle Batista.  

 Com bola rolando... 

  Começo animado, correria ofensiva. O Atlético deu logo o ar de sua graça: aos 2’, Vitinho recebeu de cara, bateu no canto mas Calaça salvou. Aos 19, a resposta do Juá, numa cabeçada perigosa do becão Dedé, escorando escanteio. Raspou. 

- Gol ! 1 x 0 Atlético, aos 23 minutos. Trama pelo meio e bela investida coletiva de Dionísio, fechando da esquerda e batendo rasteiro, por baixo, na saída do goleiro. O Carcará saiu na frente. 
 O time da casa mais solto em campo, assumindo as iniciativas. O Cancão até equilibrou as ações pelo meio campo nos 15 minutos finais da primeira etapa. Aos 42, Clebson bateu falta de longe, forte, a meia altura, forçando a rebatida com dificuldade do goleirão Fábio.    
 *
  O segundo tempo começou modorrento, ritmo cadenciado. Mas, melhor afeito ao gramado pesado, tinhoso, o Carcará bicou ...

 - Gol ! 2 x 0 Atlético, aos 13 minutos. O Carcará tramou pelo lado esquerdo, saiu um ótimo cruzamento de Radar e Vitinho mergulhou de cabeça no meio da zaga, dentro da pequena área, testando forte, alargando a vantagem.

  Os atleticanos não recuaram. Mas o Cancão estava vivo foi pra cima; aos 19, Thauan quase diminuiu, de cara. O jogo melhorou, ficou bem aberto, mais lances de área, animado.

 - Gol ! 2 x 1, Thauan !  Num bate-rebate na área do Atlético, a defesa não resolveu e Thauan mergulhou de cabeça para completar um chute mascado de Eli Carlos, diminuindo, aos 33 min.

  O Cancão, matreiro, animou-se e partiu inteiro pra cima do Carcará. Nada definido. Aos 37’, defesaça de Fábio, espalmando no alto chute certeiro e forte de Jô, da entrada da área, salvando o empate. 
 Bom jogo, vantagem do Atlético mas nada definido; a volta em Juazeiro vai ser quente.
*
Escalações 
- Atlético, o Carcará : Fábio, Edson, Nem, Bremer e Gilmar; Radar, W.Kaefe (Eric), Dionísio e Miller (Renato); Mildes (Robert), Vitinho (Reninha) e Ronan.
 - Juazeirense, o Cancão de Fogo : Calaça, Carlinhos (Jô), Dedé, Jamerson e Daniel; Waguinho, Sapé, Clebson (Raylan); Kanu (Thauan), Ian (Eli Carlos) e Kesley. 

**
 Jogos de volta
- Juazeirense x Atlético, quarta-feira, 19h30, no Adauto Moraes, em Juazeiro.
- Bahia de Feira x Bahia, quarta-feira, 21h30, na Arena Cajueiro, em Feira de Santana.
**
  - Já estão definidas datas e locais dos times baianos que disputam a terceira fase da Copa do Brasil:
  - Vila Nova x Bahia, dia 1 de junho, 16h30, em Goiânia. A volta, em Pituaçu, dia 9, 19h. 
  - Vitória x Internacional (RS), dia 3 de junho, 19h no Barradão. Dia 10, a volta no Beira Rio.
  - Cruzeiro x Juazeirense, dia 3, à tarde, no Mineirão. A volta, em Juazeiro, no dia 10. 
  ** 
  Um feliz dia das Mães para todas !    Bença, Mãe.