ter?a-feira, 19 de janeiro de 2021
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

GREMIO VENCE E EMPURRA BAHIA PELA RIBANCEIRA

Bahia estacionou em 28 pontos e fez até uma boa partida em POA
07/01/2021 às 10:41
O Bahia fez até um bom jogo, equilibrado, bem postado, lutou até o final, criou condições de empatar ou vencer mas de novo caiu diante do Grêmio, em Porto Alegre, 2 x 1. O choro é livre. O Tricolor teve gol (mal) anulado pelo VAR, sofreu com uma arbitragem bem sulista, perdeu boas chances, mas voltou  a cometer erros defensivos bem conhecidos: Levou mais um gol de cabeça e um outro de falta (?), ambos em bolas que pareciam defensáveis. O time gaúcho, rodado e malandro, na manha soube administrar o resultado à sua maneira, com competência. 

  Com mais esse resultado negativo, o Tricolor baiano deve acabar a rodada na zona dos quatro últimos, candidato pois ao rebaixamento. Haja sofrência, não sai dos 28 pontos. O Grêmio, com o resultado, passou o rival Internacional e está ocupando o quarto lugar.   
*
 Com a bola rolando

 Em campo, na sua arena, o Grêmio, melhor defesa da competição, 45 pontos ganhos, em 5º lugar na tabela de classificação, o time ajustado, 12 (agora 13) rodadas sem perder e já na final da Copa do Brasil.  Do outro lado, o Bahia, com 28 pontos conseguidos em 27 / 28 jogos disputados, tem a defesa mais vazada da competição, com 48 gols (agora 50) sofridos e o time colocado na boca da zona da degola. Muita responsa nas costas do treinador Duda Cavalcanti, que já pegou o bonde descendo a ribanceira. 
 **
  Logo de cara deu para ver a postura das duas equipes: o Grêmio valorizando a posse de bola, trocando passes, bola no chão; o Bahia fechando o meio campo, dificultando e explorando a velocidade no contragolpe quando tem a bola. Jogo limpo, sem muitas faltas.

 - A primeira chance foi do tricolor gaúcho: bola alçada da esquerda por D. Barbosa, Douglas saiu mal, chocou-se com Ernando e Diego Souza cabeceou, raspando. Aos 6 minutos. Cena recorrente. 

- Gol ! 1 x 0 Grêmio, aos 16 minutos. Mais um gol levado de cabeça. O lateral Diogo Barbosa, livre na esquerda, penetrou, levantou a cabeça, cruzou largo para o lado oposto e o lateral direito Vanderson,  próximo da área pequena, sem marcação, cabeceou cruzado, Douglas não alcançou. A defesa baiana pediu impedimento, mas o VAR confirmou o gol.
   
  O Bahia respondeu aos 20’, com Daniel recebendo de Gilberto e batendo firme, colocado, da entrada da área para bela espalmada de Vanderlei. 

- Olhe o VAR !!! Gol !  1 x 1, Bahia !  Anulado. Gilberto em bela jogada individual pela esquerda, livrou-se da marcação e bateu de longe acertando a costura da rede. Belo chute ! Mas, o pessoal do VAR, lá de cima, viu impedimento do atacante, que a TV não clareou nada (nem as tais linhas mostraram o impedimento). Isso aos 27 minutos, ações equilibradas. 

 O Tricolor baiano foi pra cima, encarou. Os donos da casa mais postados, então, para os contragolpes, sempre perigosos.  Aos 47’, Ramirez deixou Gilberto de cara com o goleiro mas o artilheiro desperdiçou, chutou pra fora.
 Pelo que as equipes produziram na primeira etapa o empate seria um resultado mais justo, mas o VAR sulista empenou (anulando um gol que nos pareceu legal) e Gilberto perdeu uma chance inacreditável no final.  
 *
   Logo no começo do segundo tempo, Daniel bateu de longe para Vanderlei espalmar, Na sequência... 
- Gol !  Bahia, 1 x 1. Após a cobrança do escanteio, Anderson Martins pegou o rebote de canhota, a bola desviou no caminho e entrou no ângulo. O empate aconteceu aos 2 minutos. 

 - Gol ! 2 x 1 Grêmio.  O árbitro inventou uma falta contra o time baiano na entrada da área, deu tiro indireto, dois toques. Diego Souza bateu forte, a bola desviou no caminho, Douglas tentou defender, a bola bateu na sua mão, subiu e desceu dentro do gol.  Aos 10 min.  

 Falta arrumada e bola defensável.  Quebrou o ímpeto dos baianos. E os gremistas, com o placar na mão, passaram a travar o jogo.  

 - Duda pôs Clayson e Rossi nos lugares de Ramon (com cartão amarelo) e Thiago (estreante, tímido), aos 15 min.  Os gaúchos a mascar, cair no gramado, ganhando tempo com a conivência da arbitragem, que apitava tudo em favor dos donos da casa, vizinhos. 

 Darlan, Pinares e Thaciano entraram no time gaúcho, sangue novo. Depois, o argentino Churin no lugar de Diego Souza.  O tricolor baiano em cima, tentando. 

  Aos 28’, após cruzamento de Rossi da direita, Gilberto, apertado na pequena área, furou o arremate, perdendo outra boa chance.  O tempo foi passando e o Grêmio cozinhando, encerando. Duda mandou pra campo Gabriel, no lugar de Daniel e Zeca substituindo Matheus Bahia. Mais gente na frente, em busca de um possível empate. Aos 39’, Rossi brigou pela bola e cruzou na pequena área, Vanderlei salvou.  Não houve mais jogo, sujou !
*
 Destaques    

 Anderson Martins, Ronaldo, Gilberto e Ramirez pelo Bahia. 
 No Grêmio, o conjunto, a organização e aplicação tática. Kannemann, Jean Pyerre, Matheus Henrique, Diego Souza...   
 * 
Escalações

- Grêmio : Vanderlei, Vanderson, Rodrigues, Kannemann e Diogo Barbosa; Mateus Henrique, Lucas Silva, Jean Pyerre; Alisson, Diego Souza e Pepê. Treinador, Renato Gaúcho. 

- Bahia : Douglas, Nino, Ernando, Anderson Martins e Matheus Bahia; Ronaldo, Ramon, Daniel e Ramirez; Thiago e Gilberto. Treinador, Duda Cavalcanti.

  - Arbitragem sulista, de Santa Catarina, com VAR, compadres. No apito, Ramon Abatti Abel (caseiro, parecia encomendado). 
*
 Pela rodada 29, o Tricolor baiano joga no domingo, dia 10, às 18h15, contra o Atlético de Goiás, em Goiânia.  Outra parada indigesta.
*
 Uma final brasileira?  

 A grande final da Libertadores da América será no Maracanã (sem público), no dia 30 de janeiro.  O Palmeiras venceu o River Plate, em Buenos Aires (3 x 0) e está praticamente na final, pois vai ser difícil o time argentino reverter o placar em São Paulo. 

 No páreo, também, Santos x Boca Junior. No primeiro confronto, na noite desta quarta/ 6 de janeiro, no La Bombonera, deu 0 x 0.  O Santos decide em casa, tem tudo para vencer.    
**
 Viva os Santos Reis !