sexta-feira, 30 de outubro de 2020
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

BRASIL ARROLHA PERU 4X2 COM 3 GOLS DE NEYMAR

Uma vitória da qualidade técnica
14/10/2020 às 11:54
  Não foi fácil, mas prevaleceu a qualidade técnica e o Brasil venceu de rolha (4 x 2) e de virada o time brigador do Peru, superando também a altitude de lima e o clima de guerra em alguns momentos da partida. Neymar brilhou, com três gols e mostrando garra, contagiando muita com vontade em campo.  Brasil e Argentina lideram, com seis pontos, após as duas rodas primeiras das Eliminatórias para a Copa 2022 no Catar.  Bom começo.  
  *
 
 Estádio Nacional, altitude de Lima, Brasil x Peru com clima de rivalidade construída nos últimos confrontos, partidas disputadas e duras (Copa América). 

 Tanto que, logo aos 5 minutos, a equipe de Tite foi surpreendida, após um corte errado de Marquinhos, tentando aliviar um cruzamento da esquerda; a bola sobrou limpa na meia lua para o arremate forte, de primeira, do avante Carillo, acertando o canto: Peru 1 x 0.

 Por volta dos 10 minutos, o mesmo Marquinhos sentiu alguma lesão e deu lugar a Rodrigo Caio. Aos 12’, o Brasil respondeu, numa bola aprofundada para Firmino que, na dividida, parou no goleiro Gallese. Os peruanos fechadinhos, atrás, querendo surpreender nos contragolpes.

 Por volta dos 25’, após pressão brasileira, o árbitro viu o puxão do defensor na camisa de Neymar, na área, e marcou o pênalti.

 - Gol ! 1 x 1, Neymar, deslocando com classe o goleiro que se atirou para um lado e a bola foi rolada para o outro, roçando no pé da trave. Empatamos aos 27 minutos. 

 Três minutos depois, Neymar dividiu com o defensor, na linha da pequena área, e a bola foi para as redes, mas...   o VAR flagrou o impedimento de Richarlyson, autor do passe de linha de fundo, no começo da jogada. Gol anulado. Um Neymar aceso, brigando pela bola, chamando. 

 Os peruanos, em casa, foram pra cima, explorando a velocidade, favorecidos pela altitude. Jogo igual e bem aberto, então. Aos 37’, Casemiro bateu falta de média distância, quicando, mas Gallese grudou firme. Aos 41’, Lodi cruzou da esquerda na cabeça de Firmino, na frente da pequena área, mas a testa, forte, passou perto do poste. O Peru respondeu na sequência, mas o chute de fora foi bem encaixado por Wéverton. Lá e cá, intenso primeiro tempo. 

*
  A segunda etapa continuou pegada, equilibrada, Peru em cima. Boa chance dos peruanos, aos 5 minutos, num chute cruzado, forte e rasteiro do lateral Trauco, boa intervenção de Wéverton. Resposta aos 9, em falta batida por Neymar, bola passando a palmo do travessão. O time da casa querendo ritmo, apertando a marcação mais na frente, e os brasileiros cadenciando. 

  - Gol ! 2 x 1 Perú, aos 13 minutos. Um chute meio despretensioso de longe,  do apoiador Tapia, a bola desviou no caminho em Rodrigo Caio e entrou mansa, enganando o goleiro Wéverton. 

   O Peru volta a se fechar e o Brasil foi para frente, buscar o empate, que chegou logo.

 - Gol ! Brasil 2 x 2, aos 18’.  Neymar cobrou escanteio da esquerda, Firmino cabeceou do lado oposto e Richarlyson entrou de bola e tudo, empatando.  Confirmado pelo VAR, três minutos depois.   

   Dois Évertons em campo: o Ribeiro e o Cebolinha nos lugares de Coutinho, apagado, e de Firmino, que pouco pegou na bola e fugiu das disputas mais fortes.  Alex Teles na lateral esquerda, substituindo Lodi. 

  Algumas rusgas e entradas mais duras de lado a lado, as duas equipes querendo o triunfo, buscando o gol, dando trabalho ao árbitro. Aos 32’, após boa troca de passes, Everton Ribeiro, na área, girou e tentou o gol, errando por muito, pegou mal na bola.   

  Aos 35’, numa jogada de raça, Neymar e Richarlison puxaram o contragolpe, na esticada para Cebolinha na direita, em alta velocidade; o cruzamento rasteiro e na disputa no meio, para a finalização de Neymar, o árbitro pegou a falta, marcou o pênalti.

 - Gol ! 3 x 2 Brasil, de virada. Neymar bateu, de novo, com classe, deslocando o goleiro. 

    Zambrano expulso, aos 40’, ao dar uma cotovelada indecente no rosto de Richarlison.
 
  -  Gol ! Brasil 4 x 2, aos 47, o terceiro de Neymar, aproveitando-se de um rebote na trave, em bela trama de Cebolinha e finalização de Éverton Ribeiro. O astro, iluminado, acompanhava o lance e chegou antes da zaga.  

  Bom triunfo, numa partida dura e difícil, na altitude de Lima.
*
  Escalações 

  - Peru : Gallese, Advíncula, Zambrano, Abraam e Trauco; Tápia, Yotún e Aquino; Gonzalez, Carillo e Farfán.  Treinador, o argentino R. Gareca. 

  - Brasil : Wéverton, Danilo, Thiago Silva, Marquinhos (Rodrigo Caio) e Lodi; Casemiro, Douglas Luiz e P Coutinho; Rodrygo, Firmino e Neymar. Treinador, Tite.
  Arbitragem chilena de Júlio Buscuñan.
*
  Destaques

  Neymar brilhou; três gols, raça, vontade e bom futebol.  Bem, o goleiro Wéverton. Lodi melhor que Danilo; Douglas Luiz jogos mais ainda que Casemiro. Richarlisson pela fibra e luta. Os dois Évertons entraram muito bem.  Os mais fracos, pipocando, foram Phillipe Coutinho e Firmino. 
*
 Outros jogos da 2ª rodada:
 Bolívia 1 x 2 Argentina; Equador 4 x 2 Uruguai;  Venezuela 0 x 1 Paraguai; Chile 2 x 1 Colômbia.
 **
 Classificação: 
  Brasil e Argentina (6 pontos), Paraguai (4), Colômbia,Equador, Chile e Uruguai(3), Peru (1), Venezuela e Bolívia (0).           

**