segunda-feira, 14 de outubro de 2019
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

Vitória perde do Braga e volta à zona maldita, por ZÉDEJESUSBARRÊTO

Vitória fez um jogo equilibrado e tomou dois jogos no final, um atrás do outro, em 2 minutos
29/09/2019 às 19:16
  Cada jogo é uma agonia. O Leão até encarou, rugiu pra cima do líder na primeira etapa, mas a equipe voltou do intervalo sem pernas e sem gana, foi envolvida e levou 2 x 0 do Bragantino no estádio Abi Chedid, sem dar sinais de que possa ainda reagir na competição. Perde fora e empata em casa, é quase sempre assim.  

 Finda a 25ª rodada, o Braga/Red Bulls disparou na liderança, com 51 pontos ganhos, seguido do Atlético(GO) com 45, Sport com 44 e CRB com 37.   O Leão atola-se no antepenúltimo lugar da tabela de classificação, com 25 pontos ganhos apenas.  

*

 No Nabi Abi Chedid

- Tarde domingueira limpa e primaveril em Bragança, interior paulista, bom e animado público, um bonito relvado. O Braga na liderança, o Leão há três jogos sem vencer e sem fazer gols. Geninho querendo vencer, mostrar serviço.  

   O líder da competição, dono da casa, começou a todo vapor e com menos de um minuto já tinha acertado o travessão do rubro-negro baiano, botando pressão.

 - Aos 9’, após uma ratada defensiva dos paulistas, Gedoz achou Wesley livre entrando pela direita; o avante cortou a marcação pra dentro e bateu colocado para boa defesa de Júlio Cesar, no rodapé, espalmando. Boa chance do Leão!

 - Aos 14’, o Braga entrou fácil, trançando, mas o chute fatal foi travado por Ramon na linha frontal da pequena área. A disputa era lá e cá, equilíbrio de ações. Os paulistas trocam mais passes, os baianos contra- golpeiam com bolas longas, velocidade pelos lados.

- Aos 18’, após bom cruzamento de Van, da direita, a cabeçada de Wesley passou perto, o goleiro só espiando e torcendo. A resposta, aos 20’, com um chute colocado de Claudinho, de canhota, da entrada da área para a elástica espalmada do bom uruguaio Martín. Aos 26’, Claudinho cruzou do fundo, lado esquerdo, e Morato chutou por cima, livre, na frente da pequena área, perdendo chance clara de gol.  

-  Aos 36’, o treinador Geninho trocou Baraka, puxando da perna, por Leo Gomes. Aos 40’, após uma cabeçada forte de Tubarão, penetrando nas costas de Van, Martín fez plástica defesa, salvando o gol.

  Foi uma primeira etapa bem jogada, em bom ritmo. Dois estilos. O Bragantino, mais entrosado, com um futebol mais coletivo, de troca de passes, impondo-se em casa, chegando mais. Mas o Leão encarou, confiante, marcando bem e assustando em estocadas velozes. Bom de apreciar.

 *

  - Na volta da merenda, do recreio nos vestiários... a sombra já tomando quase todo o gramado, temperatura boa para a correria em campo. O jogo recomeçou aberto, sem predomínios, mas numa pegada mais cadenciada. O Leão sem muito apetite.

 - Tubarão achou espaço e meteu a bomba de fora da área, o goleirão Martín espiou e a pelota tirou tinta do travessão, aos 7 min. Aos 11’, o Braga penetrou tabelando pelo meio; Morato chutou, a pelota desviou no caminho e passou raspando. O time da casa tentava fazer pressão, acuando, mas o Leão até suportava bem, com seu miolo de zaga bem postado.

 -  Como a equipe já não conseguia encaixar os contragolpes, o treinador Geninho tirou Chiquinho, apagado, e colocou Felipe Garcia, mais ofensivo, por volta dos 20 min. No Braga, Italo e Weslei nos lugares de Peixoto e Pio. Substituições ofensivas, também.

 - Só aos 28 min o Vitória tentou o primeiro chute ao gol adversário; Lucas Cândido, de longe,  fraco e fora do alvo.  Geninho tirou Caicedo, que nada fez, e colocou Anselmo Ramon, centroavantes.  O Braga continuava na frente, Ramon e Dedé se desdobrando pelo alto e no chão.  Mas, de tanto tentar...

 -  Gol ! 1 x 0, Morato, aos 33 minutos. Contragolpe do Braga pela direita, nas costas de Capa, Wesley cruzou rasteiro e Ítalo chegou antes de Ramon, escorando, abrindo o placar. E também a porteira do Leão.

 -  Gol ! 2 x 0 ,  Italo, recebendo de Claudinho, nas costas de Ramon, bateu na saída do goleiro Martin, ampliando, aos 35’.         

 - Vejam só como o Leão caiu de produção na segunda etapa: só aos 43 minutos o goleiro Julio Cesar fez uma boa defesa, num chute de Wesley, da esquerda. E nada mais.

   Assim, venceu com autoridade o líder Bragantino. O Leão baiano, cansado de apanhar, continua sua saga, sem reagir.

*

Destaques

Na equipe vencedora, o seguro goleiro Julio Cesar. O bom zagueiro Ortiz; Uílliam Correia se impôs no meio campo contra seu ex-clube; Tubarão, Morato incomodaram, e o cabeça da equipe é o meia Claudinho.

 No Vitória, o goleiro Martín fez o que pôde; os laterais fracos na marcação; Dedé ganhou pelo alto mas tem deficiência no chão e na saída de bola; Ramon fazia ótima partida até ...  os dois gols, infelizmente em cima dele. Gedoz com alguns lampejos na primeira etapa.  Um time sem pernas e sem pegada nos 45 finais.

*

Escalações

- Bragantino/Red Bulls : Julio Cesar, Pio (Weslei), Ortiz, Rayan e Rafael; Barreto, Uíllian Correa e Tubarão; Claudinho, Morato (Robinho) e Peixoto (Italo). Treinador, Antonio Carlos.

- Vitória : Martín, Van, Dedé, Ramon e Capa; Baraka (Leo Gomes), Lucas Candido e Gedoz; Wesley, Caicedo (Anselmo Ramon) e Chiquinho (Felipe Garcia). Treinador, Geninho.

 No apito, sem VAR, Wanderson Alves de Souza (MG)

*

  Quinta-feira, às 21h30, na Fonte Nova, Vitória x Sport do Recife, pela 26ª rodada.

*

 Série A – nesta segunda-feira, fechando a 22ª rodada; Bahia x Avaí, 20 h, em Santa Catarina.

                   No domingo: - Corínthians 1 x 0 Vasco; Internacional 1 x 1 Palmeiras;

                                              Santos 2 x 0 CSA; Fluminense 2 x 1 Grêmio.

                                              Atlético (MG) x Ceará; Athlético (PR) x Chapecoense.