ter?a-feira, 18 de junho de 2019
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

BAHIA VENCE MAIS UMA NA FONTE 3x2 FLUMINENSE

No duelo de tricolores o Bahia levou a melhor diante do Flu cariosa
27/05/2019 às 09:27

  Num duelo de tricolores que aconteceu de tudo - cinco gols, pênalti, VAR, expulsão -,o Bahia venceu o Fluminense do Rio na Fonte  Nova (3 x 2, bom público), mantendo seu ótimo aproveitamento em casa na competição. Foi um jogo de bom nível, corrido, disputado o tempo inteiro em todo o gramado.

  Com o resultado, o Bahia chega a 10 pontos ganhos e chega ao 8º lugar na tabela de classificação, que tem o Palmeiras na liderança isolada.  

*

 Com a bola rolando ...

 Com Ramires e Arthur Caíke, uma equipe mais leve em campo, o Bahia começou na frente, pressionando, como costuma fazer em casa.  As duas equipes marcando pressão o campo inteiro, na estratégia de surpreender, congestionando o meio e tomando a bola mais próximo possível da área adversária. Muito igual, duas equipes muito parecidas no jeito de jogar e se distribuir em campo.

  - Gol ! 1 x 0 Bahia, aos 15 minutos. Ramires e Gilberto puxaram o contragolpe e o centroavante, levantando a cabeça, viu Artur passando em velocidade pela esquerda. O chute de Artur saiu rasteiro, colocado, cruzado.

 Três minutos depois, o árbitro mineiro viu penalidade num choque entre Nino Paraíba e Yony Gonzalez que entrava em velocidade na área baiana. Nem quis ver o VAR.   

 - Gol !  1 x1 Fluminense. Pedro bateu a penalidade e fez. Aos 18’.

 Equilíbrio. Bom de ver.  

 - Gol ! 2 x 1 Bahia. Gilberto apertou na saída de bola do goleiro Agenor, que vacilou ao tentar driblá-lo. Gilberto roubou e entrou de bola, aos 30 minutos.

  Aos 32’, em nova ratada de Lucas Fonseca nas proximidades da área (errando muito), Yony disparou forte mas cobriu a trave.

  O Fluminense tendo mais posse de bola, lançando-se à frente e o Bahia na moita, querendo o bote do contragolpe.  Muito boa primeira etapa, corrida, tática.

  *

  O Flu voltou dos vestiários com duas substituições. Ganso e Marcos Paulo nos lugares de Yuri e Leo Artur. Outro jeito de jogar, sobretudo pelas características de Ganso, de ótimo passe e visão de campo.  Roger Machado não mexeu.

  O ritmo continuou intenso. O time carioca trocando mais passes, atuando mais no campo baiano, pressionando.  O Bahia marcando, amansando e armando o bote.

  Olhe o VAR decidindo !

   Aos 13’, Gilberto lançado na pequena área foi derrubado quando se preparava para o arremate, a bola bateu no braço do zagueiro Gilberto/carioca e o árbitro nem  tchum, em princípio. Foi chamado a atenção pelo VAR, foi lá ver e marcou o pênalti.

 Gilberto bateu mal o pênalti e o goleiro Agenor defendeu. O VAR determinou nova cobrança porque o goleiro se adiantou muito na cobrança. Reclamou e ainda foi expulso o goleiro do Flu, para delírio da galera. Saiu Pedro para entrada do goleiro Rodolfo. Cinco minutos de paralização, nessa cangancha toda.   

 - Gol !  Gilberto, batendo enfim o pênalti, no meio, e marcando.  3 x 1 Bahia, aos 24 minutos.

  Roger tirou Arthur Caíke, já cansado, e pôs Elber. Mais velocidade pela esquerda. Sem recuos.

 Mesmo com um atleta a menos em campo o Fluminense foi pra cima, não esmoreceu. Haja correria. Aos 34’, saiu Ramires (bom jogo) e entrou Elton.

 - Gol ! 3 x 2 Fluminense, João Pedro.  O árbitro inventou uma falta de Moisés na linha da grande área. Ganso bateu forte, a meia altura, pelo lado da barreira;  Douglas deu rebote e o menino, livre, completou.  

  Olhe o Flu vivo, no jogo !  Haja adrenalina.  Aos 42’, Fernandão no lugar de Gilberto. O Bahia tentando ficar com a bola e tirar a pressão dos cariocas que tentam a todo custo o empate. O árbitro deu 8 minutos de acréscimos. Tensão até o apito final, mas deu Bahia. Mais um bom triunfo em casa.

*

 Destaques

 Gregore e Douglas Augusto jogaram muito.  Ramires, Artur, Gilberto ... 

*

Ficha técnica

- Bahia : Douglas, Nino Paraíba, Ernando , Lucas Fonseca e Moisés; Gregore, Douglas Augusto; Eric Ramires, Artur e Arthur Caíke; Gilberto.  Treinador, Roger Machado.

- Fluminense (RJ) : Agenor,  Gilberto, Matheus Ferraz, Nino e Caio Henrique; Yuri, Daniel e Leo Artur;  João Pedro,  Pedro e  Yony Gonzalez. Treinador, Fernando Diniz.

No apito, Igor Benevenuto (MG); um árbitro de critérios dúbios, sempre favorecendo o time carioca nas divididas.

 
**

  O Tricolor volta a campo na quarta, à noite, contra o São Paulo, na Fonte Nova, decisiva da Copa do Brasil. Vencendo ou empatando o Bahia passa para as quartas-de-final da competição.

  No sábado à noite, em Pituaçu, Bahia x Grêmio, pela 8ª rodada do Brasileirão.

**

 

Outros jogos da rodada :

- Botafogo 0 x 1 Palmeiras; Grêmio 1 x 0 Atlético (MG)

- Santos 0 x 0 Internacional ; Flamengo 3 x 2 Athlético Paranaense

- Corínthians 1  x 0 São Paulo ; Fortaleza 1 x 1 Vasco ; Cruzeiro 1 x 2 Chapecoense

Na segunda à noite: - Avaí x Ceará; CSA x Goiás.