sexta-feira, 19 de julho de 2019
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

NORDESTÃO BAHIA GOLEOU NO PIAUÍ EM RITMO DE COLETIVO

O Bahia jogou em ritmo de treino e os gols foram saindo naturalmente
04/03/2019 às 11:58
  Nem precisou correr muito, os gols foram saindo naturalmente. Na maresia, o Tricolor atropelou o Altos do Piauí (5 x 0), em Terezina, e chegou a 9 pontos, ficando em segundo lugar no grupo B, atrás apenas do Ceará – que venceu o Sergipe (1 x 0) e foi a 11.

**  

  Altos (PI) 0  x 5  Bahia, sábado de carnaval à tarde, no Albertão, um verão até maneiro de Terezina. Gramado verde mas irregular. Arquibancada às moscas. O Bahia de branco, o Altos de azul.

 *

 - O treinador Ênderson Moreira mais uma vez não pode repetir a  equipe tida  como titular, por causa das ausências do apoiador Gregore e do jovem avante Artur, machucados, além do meia Guilherme, que também não viajou ‘com dores’. Assim, escalou:

 Douglas, Nino, Jackson, Lucas Fonseca e Moisés; Flávio, Douglas Augusto e Ramires (Shaylon);  Élber, Gilberto (Caíque) e Artur Kayke (Iago).

 Trio de arbitragem do Rio Grande do Norte. Leonílson Fernandes no apito.

*   

Bola rolando

Um Bahia sonolento e recuado, no começo. Tecnicamente pobre. Aos 15 minutos o Tricolor não tinha passado do meio campo.  

- Gol ! 1 x 0, Gilberto, completando de letra, na pequena área, um cruzamento rasteiro de Elber, da direita. Com estilo. Aos 25 minutos.

 Aos 41 min, Moisés cruzou da esquerda, pelo alto, Gilberto testou e a bola desviou no braço do lateral Tiaguinho. Pênalti marcado.

- Gol !  2 x 0, Gilberto, cobrando a penalidade com segurança. Aos 42 minutos.

 Foi tudo o que aconteceu nos primeiros modorrentos 45 minutos. Valeu pelos dois gols, prováveis três pontos.  

 *

  O Tricolor voltou dos vestiários com Iago no lugar de Artur Kayke. E o time da casa foi todo pra frente, tentando diminuir o placar, o prejuízo, mas com pouco repertório ofensivo. Ritmo vagaroso em campo, dando cochilos.

- Gol ! 3 x 0, Élber, aos 18 minutos, recebendo passe longo de Lucas Fonseca, no meio da zaga adversária; ganhou na velocidade, livrou-se  da marcação, entrou de cara e desviou do goleiro.

  Aos 25’, quase saiu o quarto, olímpico, com Shaylon cobrando escanteio da direita. O goleiro salvou de susto.

- Gol ! 4 x 0, Caíque. O garoto recebeu ótimo passe em profundidade,  nas costas da zaga, encarou e desviou do goleiro, com classe. Aos 28 minutos.

 Aos 32’, pela primeira vez o goleiro Douglas trabalhou duro, rebatendo um chute forte de Rafael, da entrada da área.  

- Gol ! 5 x 0, Shaylon, aos 42. O Tricolor entrou tabelando pelo meio, e Shaylon recebeu de Douglas Augusto, driblou o goleiro e não entrou de bola e tudo porque teve humildade. Golaço coletivo, fechando o balaio.

Uma goleada em ritmo de treino.      

**

  O Esquadrão Tricolor volta a campo já na quarta-feira de Cinzas, pela Copa do Brasil. Enfrenta o Santa Cruz (RN), à noite, em Natal. Mais uma decisão.  O Sétimo jogo fora de casa, numa sequência.

  No dia 13, recebe o Sergipe na Fonte Nova, pelo Nordestão.

**

Outros resultados/ 5ª rodada, Copa do Nordeste

- Sergipe 0  x  1 Ceará;  Moto Clube 0 x 1 Santa Cruz; ABC 0 x 0 Salgueiro (mais tarde).