quinta-feira, 16 de agosto de 2018
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

BAHIA E VITÓRIA SÓ EMPATARAM MAS ESTÃO FORA DA Z-4

Vitória saiu na frente e cedeu empate ao Cruzeiro; e Flu saiu na frente e cedeu empate ao Bahia
06/08/2018 às 11:59
Rescaldo  domingueiro. As principais equipes baianas acabam a rodada fora da zona de perigo, mas alí perto, ainda rondando. O Tricolor, no Maraca, achou o empate já aos 37 minutos, numa cabeçada de Edigar Junio, em uma partida muito disputada contra o Fluminense ( 1 x 1 ).

  O Bahia jogou bem, o jogo foi pau a pau. Mas jogar bem não significa pontos, é preciso vencer os jogos, de preferência jogando bem. A boa atuação não quebrou o tabu, a sina no Bahia na competição: ainda não venceu um joguinho sequer fora de casa. Até quando?

*

   O Leão, em seus domínios, a Toca do Barradão, não conseguiu mais que um empate contra a Raposa mineira, 1 x 1. A equipe correu muito mas não fez uma partida  convincente; a maior parte do tempo os visitantes foram superiores em campo. E olha que os mineiros jogaram com uma equipe B, poupando titulares para o confronto pela Libertadores no meio da semana.  

*

  Classificação:

  Com a derrota do Flamengo para o Grêmio (2 x 0) no sábado, em Porto Alegre, e o triunfo do São Paulo sobre o Vasco (2 x 1) no Morumbi, o tricolor paulista é o novo líder do Brasileirão, com 35 pontos ganhos, um a mais que o Mengão.

  Na zona do miserê estão Paraná (o lanterna), Ceará, Atlético Paranaense e Santos, que tem 17 pontos, em 17º lugar.  

  O Bahia chegou a 18 pontos, está em 15º lugar.  O Vitória tem 19, ocupa o 14º, e a Chapecoense, também com 18 pontos, estacionou em 16 pts, na porta da zona.  

**

  Fluminense 0 x 0 Bahia

  Duelo de tricolores no Maracanã, boca da noite, mais de 15 mil nas arquibancadas.

 Sem o lateral esquerdo Leo (emprestado pelo Flu, por força de contrato não joga) e sem Régis, suspenso por acúmulo de cartões, a missão de tentar vencer a primeira fora de casa. No lugar de Leo o estreante Paulinho. O Bahia encarou, começou marcando adiantado e ameaçando. O Fluminense conta com uma equipe jovem e rápida do meio para frente, arisca. Aos 16’, bom contragolpe baiano, Zé Rafael rolou e Vinícius encheu o pé, raspando o travessão. Lá e cá.

- Gol ! 1 x 0 , Flu, Pedro, golaço ! Depois de ótima jogada pela esquerda do garoto Mateus Alexandre, o artilheiro da competição recebeu na frente da meia lua, marcação frouxa, batendo colocado e forte, sem chances pro goleiro. Aos 20 minutos.

 Aos 24’, Vinicius, de frente, cabeceou mas a bola quicou e subiu um pouco, assustando. Dois minutos depois, Zé Rafael pegou de primeira um rebote, mas o goleiro Julio Cesar salvou, espalmando. Partida em bom ritmo, boa de ver, fluindo com troca de passes e bola no chão. Os cariocas se dando bem no ataque pelo lado esquerdo, explorando os costados de Bruno e Tiago.

  Jogo bem movimentado e equilibrado na primeira etapa. A ousadia e o talento dos jovens Mateus Alessandro e Pedro fizeram a diferença: 1 x 0.

*

   O tricolor baiano voltou na frente, buscando o empate. Aos 3min Bruno cruzou na cabeça de Gilberto, mas a testada cobriu o travessão. O Flu na moita, na treita, ganhando tempo e esperando para dar o bote. O Bahia na pressão, inteiro no campo carioca, mas não consegue furar o bloqueio.

Aos 24’, Gilberto perdeu uma chance incrível, a bola pererecando na pequena área, mas ele demorou de finalizar, a zaga salvou. E o tempo passando. Pedro e Mateus arrebentando nalguns contragolpes em alta velocidade. Elber, enxuto, no lugar de Gregore, sem mais pernas,  aos 30.  O Flu só se defende.   

- Gol ! 1 x 1 Edigar Junio, aos 37 minutos, completando de cabeça, colocado, um ótimo cruzamento de Élber, da direita.

 Saiu Bruno, entrou Nilton, aos 38’. O tricolor carioca acordou, empurrado  pela torcida, foi pra cima, com sangue novo.  O Bahia não recuou. Final indefinido, disputado. Prevaleceu o empate. Justo.

*

Vitória 1 x 1 Cruzeiro

 

  Barradão, tarde limpeza, sol e sombras no gramado, calorão nas arquibancadas, com muito espaço vazio.

  O treinador interino João Burse fez algumas mexidas no time. Escalou dois argentinos: o meia Meli e o Avante Bou. O Cruzeiro praticamente com o time B, atletas pouco conhecidos.

 Correria e duas boas chances de gol dos mineiros, até a parada para hidratação aos 30’: David exigiu defesa difícil de Ronaldo e Sobis acertou a trave.

 Refresco e a Raposa voltou ainda mais agressiva pra cima de um Leão meio atarantado, sem mostrar reação.  Duas outras chances perdidas. O time azul esteve muito mais perto do primeiro gol, nos 45m iniciais.

*

 Mesmas escalações na volta dos vestiários. Um Leão mais solto, querendo jogo. Aos 9 min, Sóbis encheu o pé e balançou o travessão rubro-negro; Aos 13’, num rebote do goleiro mineiro, Neilton acertou a trave. Animou. Aos 21’, Bou bateu rasteiro para defesa do goleiro Rafael, no rodapé. O Vitória com mais volume, alçando bolas e chutando de longe. Aos 25’, Neilton encarou, driblou e jogou-se na área mineira; o árbitro marcou a penalidade, mas se houve falta foi fora da área, mostrou a tevê.

- Gol !  1 x 0 Vitória. Neilton, batendo pênalti. Aos 27 min.

 Não comemorou muito o torcedor. Aos 30’, o uruguaio Arrascaeta, acabado de entrar, cobrou falta pelo alto e ... 

- Gol ! 1 x 1, Cruzeiro. O zagueirão Manoel antecipou-se à marcação na linha da pequena área e testou forte, empatando.

  Aos 42’, Wállysson acertou um chute de fora e quase pega o goleiro Rafael desprevenido. Aos 45’ a arbitragem anulou um gol de Manoel, de cabeça. Viu falta no lance. E nada mais aconteceu.

   Parte da torcida rubro-negra vaiou.  Coletivamente a equipe não consegue evoluir.  Já passou da hora de chegar um treinador novo. Estão esperando o quê?

**

Rodada  17 ª  / outros jogos:

- Botafogo 0 x 0 Santos; Grêmio 2 x 0 Flamengo; Corínthians 0 x 0 Atlético (PR)

- Paraná 0 x 1 Ceará; América  (MG) 0 x 0 Palmeiras; São Paulo 2 x 1 Vasco;

  Sport 1 x 1 Chapecoense.

- Na noite de segunda: Atlético (Mg) x Internacional, fechando a rodada.

**

 Pela 16ª Rodada, próximo fim de semana:

 - Bahia x América (MG), sábado, Fonte Nova.

 - Grêmio x Vitória, domingo, 19h, em Porto Alegre.

*

   Hermano bichado

 Allione, meia argentino vinculado ao Palmeiras e emprestado ao Bahia, jogando pouco, foi reprovado pelo departamento médico do Racing /Arg, onde os empresários queriam colocá-lo em evidência. Detectaram uma atrofia no joelho. Causa de seu baixo rendimento no Tricolor?

 Mena, o lateral esquerdo chileno também tá de malas prontas para Buenos Aires.

Que si vayan, pues!

*

  Seleção de Tite

  O treinador que levou a seleção brasileira ao sexto lugar na Copa da Rússia, mal digerida, será novamente convocada para dois amistosos em setembro nos EUA. Dia 7, contra os EUA, e três dias depois contra El Salvador.  Expectativas. Renovação total? E o caidor... de pé?

  Nomes  cogitados: Artur, Dedé, Paquetá, Vinícius Jr, Luan, Pedrinho, Rodrigo, Pedro ... 

*

  Gauchada

   Sobrou pra Tite, tão gaúcho quanto. Na reapresentação de Felipão ao Palmeiras. Provocado pela lembrança dos sete a um da Copa/2014, rebateu, dizendo que ele é o último campeão do mundo, em 2002. E o último perdedor, no Copa da Russia/2018, ficou só no 6º lugar. O time de Felipão, na Copa 2014/Brasil ficou em 4º.  Precisava isso, tchê ?

**