segunda-feira, 14 de outubro de 2019
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

UFA ! COM SUFOCO E SOFRÊNCIA. Brasil 2x0 Costa Rica

UFA ! COM SUFOCO E SNo tempo normal a seleção do Brasil não fez uma boa partida e os gols só saíram nos acréscimos
22/06/2018 às 12:04

  O pranto de Neymar sentado no gramado da Arena São Petersburgo após o apito do árbitro foi de alívio, estava entalado. Foi um triunfo com sofrência, em agonia. Gols e gols perdidos, um pênalti em Neymar anulado pelo VAR, muito nervosismo  ...  Mas valeu o triunfo no final, e que agora tenhamos entrado de vera na Copa. Amém.

*

  Enfim

  Os gols só saíram já nos acréscimos, quando tudo parecia perdido.  O primeiro num bico de Phillipe Coutinho por baixo da saia do goleiro Navas: após bola alçada, a cabeçada de Firmino, Gabriel tentou o domínio e ela sobrou para a entrada fulminante do meia-atacante. Os costarriquenhos, que tanto resistiam, descontrolaram-se e ...  num contragolpe pela direita, bola trabalhada, cruzada, Neymar enfim conferiu.  Brasil 2 x 0 Costa Rica.

   Com o resultado, a brava Costa Rica, com duas derrotas, estão fora das oitavas de final. O Brasil está no páreo, quatro pontos ganhos, classificação encaminhada. 

*

   Com a bola rolando

   O primeiro tempo brasileiro foi opaco. Um time burocrático, sem inspiração, sem  agressividade, aceitando a duríssima marcação do adversário que, todo recuado, apostava apenas nos contragolpes em velocidade e em algumas bolas paradas de escanteios e faltas. Não conseguimos finalizar, nenhuma jogada de linha de fundo, muitos erros de passe no ataque, poucas tramas, desesperador.

*

   Na segunda etapa, a entrada de Douglas Costa pela direita, aberto, no lugar do apagado William, e a equipe foi pra cima, era preciso achar o gol.  Mas como demorou !

 Aos quatro minutos Gabriel Jesus testou no travessão e, na sobra, Phillipe Coutinho perdeu, a bola desviada pela zaga; Neymar tentou aos 11, Coutinho aos 12’, mas o goleiro Navas salvou. Aos 26’ Neymar perdeu uma chance que não costuma perder, batendo da meia lua, colocado, para fora!

  Aso 32 minutos Neymar driblou dentro da área adversária, recebeu uma mãozada na barriga e caiu; o árbitro logo apitou o pênalti mas foi conferir no VAR e voltou atrás, definiu como simulação do atacante.  

Dai, pressão total brasileira, os costarriquenhos suportando bravamente, catimbando, dando faltas, usando o cai-cai, fazendo cera, apostando no empate, que parecia escrito.

 Então ...  já nos acréscimos, saíram os gols salvadores. Quase enfartou o Tite.

*

  Destaques     

  O goleiro Álisson quase não trabalhou; Fagner burocrático, fora de ritmo; muito firme a zaga de Tiago e Miranda; Marcelo ainda abaixo do que pode, está devendo; Cassemiro brigador, mas errou muitos passes; um Paulinho bem discreto; William apagado, foi substituído por Douglas Costa, que deu vida ao lado direito da seleção; Gabriel Jesus lutou muito com os zagueiros, presente; Firmino entrou bem; Neymar já bem melhor que na primeira partida contra a Suíça, mais participativo, fez seu gol.

  Phillipe Coutinho fez o gol do desencanto, correu, tentou, e é o nosso melhor jogador na Copa, até agora.

  Tite mexeu bem com a entrada de Douglas Costa, tornou a equipe mais ofensiva, foi pra cima e deu sorte no final.

**   

- O Brasil jogou todo de azul, a Costa Rica de branco.

- O próximo jogo é contra a Sérvia, também retranqueira, no dia 27, 15 h, em Moscou. Jogaremos de amarelo.