sexta-feira, 22 de junho de 2018
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

Com expulsão, VITÓRIA leva 3x0 do São Paulo

Vitória está na boca da Z-4 a depender dos resultados de quarta feira
13/06/2018 às 09:16
 Não deu. Com a expulsão de Yago ainda no primeiro tempo o Vitória não suportou a intensidade de jogo do tricolor paulista e levou 3 x 0 numa noite inspirada do rodado meia Nenê, autor de dois gols. O jogo foi no Morumbi, noite de terça, valendo pela última rodada antes da parada no Campeonato Brasileiro durante a disputa dos jogos da Copa do Mundo.

   Com o resultado, o São Paulo assumiu a vice-liderança da competição, tentando alcançar o líder Flamengo, e o Vitória empacou nos 12 pontos, dormindo ainda no 15º lugar.

   

    Bola rolando

    Disputadíssimo, desde o começo. Muito corpo-a-corpo. Ofensividade e equilíbrio.   

   Aos 16 minutos a primeira grande chance de gol. Após jogada individual de Neilton, Rhayner tabelou com André Lima, bateu forte e Sidão deu rebote; Wállysson tentou finalizar mas errou feio na bola, de frente pro gol. O Vitória bem, à vontade em campo, mas...

  - Gol ! 1 x 0 São Paulo, golaço de Nenê. O veterano meia recebeu fora da área, com um totó livrou-se da marcação e bateu por cobertura, acertando o ângulo.  O talento faz diferença. Aos 21 minutos.

  Aos 34’ o meia Yago cometeu falta grosseira em Nenê e foi expulso pela arbitragem mineira. Muda tudo. O tricolor paulista na pressão.  

- Gol ! 2 x 0, São Paulo, aos 41 minutos. Nenê completando firme de canhota, de frente, cruzamento de fundo, rasteiro, de Éverton.  

  Aos 46’, Lucas Fernandes detonou de fora e a bola passou raspando o poste de Elias. Antes de encerrar o primeiro tempo o rubro-negro quase diminuiu.

  A partida estava muito ríspida, Yago atropelou Nenê, manhoso, mas entendo que a arbitragem foi muito rigorosa no lance da expulsão do atleta baiano.  Desequilibrou.

 

*

  A chuva caiu no Morumbi no intervalo. Mancini trocou o veterano André Lima por Lucas II, mais jovem, com mais fôlego e mobilidade, buscando suprir um pouco a ausência de Yago, expulso. Outro panorama.  E o São Paulo não arrefeceu.

   - Gol ! 3 x 0,  São Paulo, aos 7 minutos; Éverton, pegando de prima um  cruzamento da direita que desviou na zaga e sobrou, na arriada.

   Entrou Brenner, saiu Diego Costa, aos 12 min; os paulistas voando em campo.  No Vitória, Rodrigo Andrade no lugar do apagado  Wállysson. Com um atleta a mais em campo  e o controle das ações, tricolor paulista fez o tempo passar.   Aos 31’, após uma falta dura em Neilton, o meia Lucas Fernandes recebeu o segundo cartão e foi expulso.

  Dez contra dez em campo, mas o time da casa bem mais inteiro, em cima. O Vitória só consegue evoluir com Neilton e nada mais. Aos 37’, Mancini fez  a última alteração: tirou Rhaynner, já no bagaço, e pôs   No São Paulo, Liziero substituiu  Nenê, o dono do jogo, aplaudido.  Nada mais aconteceu.

 *         

    Equipes:

                São Paulo – Sidão, Araruna, Arboleda, Bruno Alves e Reinaldo; Jucilei, Hudson, Lucas Fernandes e Nenê, Diego Souza e Éverton.

                Vitória – Elias, Cedric, Arboleda, Bruno Bispo e Jefferson; Lucas Marques, Yago e Rhayner; Neilton, André Lima (Lucas II)  e Wállysson (R.Andrade).

*

  Mais sofrências?

 Hoje, quarta-feira, de noite tem Bahia x Corínthians, na Fonte Nova, 21h45. É a derradeira partida do Tricolor na competição antes do ‘refresco’ para a Copa. O Bahia na zona e ainda com treinador interino. O ‘Timão’, atual campeão  brasileiro, briga pelas primeiras posições. Promete.

**

  Nota triste

   A morte do meio-campista Zé Carlos, destaque naquele timaço do Cruzeiro, anos  60, que tinha Piazza, Dirceu Lopes, Tostão, Natal...    Craque.  Jogou no Guarani (SP) também.