quinta-feira, 27 de fevereiro de 2020
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

MAIS UMA VEZ BA X VI NA FINAL do campeonato baiano

Terça-feira próxima term jogão pela TV: Brasil x Alemanha
25/03/2018 às 19:10

 Com certa facilidade, impondo-se diante de seu torcedor, o Bahia venceu o Juazeirense pelo placar de 3 x 0 e credenciou-se para disputar mais uma final de Campeonato Baiano; e contra o Vitória, seu tradicional rival que, no sábado venceu o Bahia de Feira (3 x 2) no Barradão.

  Serão dois jogos. O primeiro, domingo próximo, dia 1º de abril, à tarde, na Fonte Nova. A partida de entrega da taça será no Barradão.  Torcemos por uma decisão limpa.  

*

Bahia 3 x 0 Juazeirense, Fonte Nova tarde outonal de domingo solar, público não mais que razoável.   

*

Bola rolando

Arbitragem trapalhona, pusilânime, desde o começo, com o soprador de apitos envolvido pelos  atletas desde o começo... faltas seguidas, ‘canganchas’, um cartão amarelo  por bola na mão  com um minuto e um gol anulado do Tricolor aos 3 min,  por impedimento de Lucas Fonseca, na cabeçada.

   Até os 15 minutos, só uma equipe jogou. O Juá mal passou do meio campo. Duas chances de gol:  Edigar Junior lançado em profundidade tentou driblar o goleiro Tigre e perdeu o gol; dois minutos depois, o garoto Marco Antônio tentou de fora e acertou a quina do travessão, onde a coruja dorme; seria um golaço!  

   - Gol ! 1 x 0  Bahia – Júnior Gaúcho tentou cortar um cruzamento rasante de Nino Baiano, pela direita, e foi infeliz, fez contra, aos 17min.

  Aos 21, Leo tabelou com Marco Antonio, entrou de cara mas chutou pra fora. Aos 30’, bela trama de Vinícius com Edigar Junio; o meia entrou de cara mas Tigre salvou o gol.  O ‘Cancão de Fogo’ começou a sair mais para o jogo, arriscando alguns contragolpes puxados por Jussimar. Aos  34’, Leo bateu forte da entrada da área mas Tigre fez elástica ponte.

  Pelo volume de jogo do Bahia nos primeiros 45 minutos, o placar foi pequeno; e até bom pro Juazeirense, que pouco chegou na frente.

*

  No vestiário do Cancão, Zaluar fez duas substituições: Sassá em campo, no lugar de Bruno, e no lugar de Junior Gaucho entrou Galego. Mais força ofensiva. E o Juá voltou aceso, foi pra cima, em busca de mudar o placar. Do outro lado, tudo na mesma. No gramado, o Tricolor valorizando muito a posse de bola e o Juá brigando, correndo muito, tentando. 

  - Gol ! 2 x 0, outro gol contra. Bola boba, o lateral Capone recuou delonge para o goleirão Tigre que furou e deixou passar, bisonhamente.   Aos 12 minutos.  Dois minutos depois, Marco Antonio perdeu um gol incrível, com a bola dominada, livre, diante de Tigre, mas jogou pra fora.

 

 Por volta dos 20 minutos Guto fez duas substituições: na defesa, Grolli no lugar de Lucas Fonseca, que sentiu dores na perna; na frente, saiu o menino Marco Antonio, aplaudido, entrou Régis. O Tricolor continuou em cima, mandando no jogo.  Aos 25’, entrou Brumado no lugar de Edigar Junio. Aos  27’, o árbitro expulsou absurdamente Nino Paraíba, alegando simulação de  falta;  o jogador tricolor foi empurrado e caiu, simplesmente.  

- Gol! 3 x 0  Brumado , um golaço !  O garoto  driblou três adversários num espaço curto e, na saída de Tigre, tocou de leve para  as redes. Pintura.  Um brinde para o torcedor.

Sem vaias no final.

   

*

 Destaques

- Gregore, Vinícius, Zé Rafael, Elton, Marco Antonio e Brumado pelo golaço.

  O Juá não conseguiu jogar. Nem mesmo quando ficou com um atleta a mais. Envolvido.

- Por obra e graça do soprador de apitos (encomenda?) Gleidson Oliveira, o Bahia jogará o primeiro duelo contra o rival, na disputa do título, sem o lateral-direito Nino. Fará falta. O rival agradece.

 - Nos dois confrontos Bahia x Juá, três gols contra (favorecendo o Tricolor) e dois de Brumado.

**

Ficha técnica:

                       Bahia : - Douglas, Nino, Tiago, Lucas Fonseca (Grolli) e Leo; Gregore,  Élton, Vinícius, Zé Rafael e Marco Antonio (Régis); Edigar Junio (Brumado).  Treinador, Guto ‘Gordiola’ Ferreira.

                       Juazeirense : - Tigre, Capone, Emílio,  Eron e Deca; Waguinho, Júnior Gaúcho (Galego), Jussimar  e Bruno(Sassá); Salatiel e Rayllan (Gildemar).  Treinador, Luiz  Zaluar.

 No apito, Gleidson Oliveira.  Fraco, envolvido, invertendo faltas, exagerando nos amarelos, confuso.   

**

  O que veremos

   O próximo jogo do Tricolor será na quinta-feira, pelo Nordestão, contra o Botafogo (PB), em João Pessoa.

O Vitória atua pelo mesmo Nordestão na noite de terça, 21h45, no Barradão, contra o Globo (RN).

**

Na terça, à tarde, Brasil x Alemanha, amistoso em Berlim.  Jogão !