segunda-feira, 14 de outubro de 2019
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

BAHIA ousado e bem treinado vence o lÍder 2x0

O próximo confronto contra o Bahia é o Flamengo, no Rio
15/10/2017 às 20:40

  A equipe tricolor, agora treinada de verdade por Carpegiani, fez seguramente sua melhor partida na competição até agora, dentro de casa, e venceu o líder Corínthians ( 2 x 0 ) jogando bem, tendo mais a bola, jogando de forma organizada, buscando sempre o ataque, como o torcedor gosta. 
  Com o bom resultado, o tricolor baiano somou 35 pontos e dorme em 10 º lugar na tabela de classificação. 
*
  Outros resultados

   Confrontos realizados no domingo, pela 28ª rodada do Brasileirão 2017, entrando na reta final:  À tarde, Fluminense 1 x 0 Avai; Chapecoense 0 x 1 Flamengo; Atlético (GO) 1 x 3 Palmeiras; Sport do Recife 1 x 1 Atlético (MG).  E  Coritiba 0 x 1 Grêmio, já no começo da noite. 

*
  Após os resultados da tarde de domingo, o Bahia entrou em campo para enfrentar o Corínthians com a chave das portas da zona de degola nas mãos, com 32 pontos, o mesmo número de pontos da Ponte Preta, já dentro da zona, onde estão ainda Avaí, Coritiba e Atlético (Go).
 O rubro-negro, bom lembrar, joga nesta segunda à noite, contra o Santos, em SP.  
*

 Boca de noite primaveril, já com bafos de verão, arquibancadas da Fonte Nova apanhando bom público, dois times de massa em campo, o ‘Timão’ de São Paulo líder absoluto da competição com 58 pontos, 10 de vantagem sobre o segundo colocado, o Santos. 
*
  Bola rolando

  O Bahia começou com uma postura ofensiva, tendo a iniciativa, adiantado, apertando, compacto. O Corínthians, como gosta: ocupando muito o meio campo, marcando com intensidade e buscando o contragolpe rápido e bem coordenado, trocando passes. Bola no chão, poucas faltas.  O Tricolor chegando mais. 

- A primeira grande chance de gol foi do Bahia, aos 23 minutos. Bola trabalhada, troca de passes bem feita pelo meio e Zé Rafael bateu da meia lua, colocado para grande defesa de Cássio, voando e espalmando. Dois minutos depois, num contragolpe, Eduardo cruzou e Edigar Junio testou de frente, mas a bola desviou na zaga. Um Bahia mais ousado, bem arrumado. 

 O Corínthians criou boa chance aos 34’, após um contragolpe, cruzamento largo da direita e Jô cabeceou na pequena área para ótima defesa, no reflexo, de Jean, em cima do lance. Mais equilíbrio de ações a partir dos 30 minutos. 

  Um primeiro tempo bem jogado e bom de ver, as duas equipes preocupadas em jogar bola. Um outro tricolor, bem mais arrumado em campo, faltou finalizar mais.
*
   - Vinícius, logo aos 5 minutos, teve uma boa chance, após pegar a rebarba de uma disputa de Rodrigão com a zaga; bateu forte mas errou o alvo, por pouco. A partida continuou intensa, disputada, corrida. 
 
 Aos 16 min começou o troca-troca: Carille tirou Jadson e pôs Marquinho Gabriel, sangue novo no meio campo, mais ofensividade. Logo depois , tirou Romero e pôs o garoto Cleyson.  No Bahia, Regis substituiu Rodrigão e Allione no lugar de Zé Rafael. Fôlego novo.  O ritmo desacelerou depois dos 20 minutos.  
  
Aos 21’, quase o gol corintiano; cruzamento de fundo, três finalizações, mas prevaleceu a zaga e boa presença de Jean. 

- Gol ! 1 x 0. Bahia ! Aos 26’, a defesa corintiana vacilou, Fagner deu bobeira, Edigar Junior brigou e roubou, rolou para Vinícius que encheu o pé na cara de Cássio. Não era o melhor momento do tricolor...  mas o erro foi fatal.

  Aos 32’, Carille usou Giovane Augusto e tirou Maicon.  Os paulistas avançaram suas linhas, foram pra cima. Carpegiani precavido, trocou Vinícius, exausto, e pôs Mateus Salles para reforçar a pegada no meio campo. Pressão alvinegra. O tricolor se fechou inteiro.  Aos 44’, Allione fez bela jogada pela esquerda, mas finalizou mal. 

 - Gol ! 48’, 2 x 0 Bahia.  Escanteio em favor do Corínthians e todo o time paulista foi pra área tricolor, inclusive o goleiro Cassio. O Bahia recuperou a bola, Capixaba enfiou pro ataque e Régis entrou de bola.  
  Grande resultado. Talvez a melhor partida do Bahia na competição, pela organização tática.  
 *
 Destaques:

 Em primeiro lugar, Carpegiani. Em poucos dias deu uma cara de equipe ao time, arrumou, substituiu bem. 

   Jean sem erros; Nas laterais, Juninho Capixaba cresceu muito, foi melhor que Eduardo; firme o miolo de zaga comandado por Tiago; Edson ao lado de Renê dá muita estabilidade no meio. Bem Vinícius, Ze Rafael, Edigar Junio.   Allione entrou bem e Regis fez o gol. 

*
Escalações : 

Bahia – Jean, Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Juninho Capixaba; Édson, Renê Jr, Vinícius (Regis) e Ze Rafael (Allione); Edigar Jr e Rodrigão (Mateus Sales).   Treinador: Carpegiani. 
Corínthians: Cássio, Fagner, Pedro Henrique, Balbuena e Arana; Maicon, Camacho, Rodriguinho e Jadson; Romero e Jô.   Técnico: Carille.
No apito, o mineiro Ricardo Marques Ribeiro, em problemas. 

**
 O próximo confronto do Tricolor é na quinta-feira à noite, no Rio, contra o Flamengo. 
*
 A rodada termina na noite desta segunda:  Santos x Vitória.