segunda-feira, 21 de outubro de 2019
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

BAHIA quebra tabu e depena galo no seu terreiro 0x2,

Bahia vence o Atlético MG pela primeira fez no Independência, pelo Campeonato Brasileiro
20/07/2017 às 00:17
O Bahia nunca tinha vencido o Atlético (MG) pela primeirona no Independência. Quebrou o tabu, com uma atuação incrível do goleiro Jean e muita inspiração do meia Juninho, que fez dois gols. 2 x 0, sem contestações. Um triunfo de muita entrega e disciplina tática da equipe. 

Com o resultado, o Bahia vai a 19 pontos e está em 12º lugar, abrindo certa distância da zona de sufoco. 
Estádio Independência (BH/MG), torcida do Galo numerosa e barulhenta, esquentando o caldeirão na noite fria de Belô. O Tricolor baiano não se intimidou. 
*
As duas equipes com desfalques: Robinho, Renê Jr ... os mais significativos, um de cada lado. As escalações: 
- Atlético : Vitor, Marcos Rocha, Gabriel, Bremmer e Fábio Santos; Adilson Rafael Carioca (Luan), Elias (Rafael Moura), Marlone (Valdívia) e Cazares; Fred. Técnico: Roger Machado.

- Bahia : Jean, Eduardo, Tiago, Lucas Fonseca e Mateus Reis; Mateus Sales, Juninho, Vinícius, Zé Rafael e Mendoza; João Paulo. Técnico: Jorginho. 

No apito, Marcelo Aparecido de Souza (SP), sem reparos.

*
Bola rolando 

- Gol ! 1 x 0 Bahia, aos 13 minutos. Na área do Galo, Zé Rafael driblou Fred para fazer o arremate e foi derrubado. O árbitro bem colocado marcou e Juninho bateu forte, abrindo o placar. 

Jogo corrido, pegado e bem equilibrado. De igual pra igual. 

- Aos 21’, o zagueirão Gabriel arriscou de muito longe e a bola raspou o travessão. Dois minutos depois, Cazales caído pela esquerda levou a marcação e bateu, a bola desviou na zaga mas Jean catou. Aos 27’, lançado na área, João Paulo ganhou da zaga e bateu cruzado, forte mas errando o alvo. 

- Aos 29’, após uma blitz atleticana, Jean deu rebote, Fred finalizou de cara, com força, mas a bola caprichosamente bateu em Lucas Fonseca e na trave. Não entrou ! Aos 38’, Fred cabeceou livre, de cara, na pequena área, mas Jean salvou o empate, no reflexo.

- Aos 41’, o tricolor evoluiu bem pela esquerda, trocando passes e Vinícius entrou livre mas Vitor fez ótima defesa, salvando. Na cobrança do escanteio, Mendoza pegou a sobra de fora e a bola passou perto do travessão. 
Um bom primeiro tempo, bom de ver. O Galo tomou um gol cedo e foi pra cima, na pressão da torcida. Criou algumas boas chances de gol, não fez. O Bahia fechadinho e marcando duro quando não tem a bola; mas atacou com 4, 5 quando recuperava a pelota, armando bons contragolpes e também levando perigo, criando chances de gol. 
*
Pensando em virar o jogo em casa, Roger mexeu ousado: retirou o apoiador Rafael Carioca e colocou o meia Luan, xodó do torcedor do Galo.

- No primeiro minuto, Fred cabeceou na linha da pequena área para uma bela, plástica defesa de Jean. Todo o Atlético no campo ofensivo, buscando o gol. Aos poucos o tricolor foi respirando, mas sem conseguir contragolpear. 
- Jean apareceu bem, mais uma vez, numa cabeçada de Luan, espalmando, aos 16 minutos. 

Jorginho reforça a defesa, se tranca mais: tira o meia Vinícius e põe o zagueiro Éder. Três zagueiros? Não estaria chamando o adversário ainda mais pra cima, abdicando do ataque? 

- Só aos 22 minutos o Bahia chutou no gol do Galo; Juninho, de falta, para defesa de Vitor. Três minutos depois, Luan levantou uma falta e do outro lado o zagueiro Gabriel testou com muito perigo. Sorte baiana ! 
- Aos 26’ foi a vez de Vitor salvar o segundo do Tricolor com a ponta dos dedos; Eduardo chutou cruzado, rasteiro, a bola resvalou na zaga e ia entrando no cantinho. 

Enquanto Roger retirou o meia Elias para por mais um centroavante, todo ao ataque, Jorginho trocou o avante João Paulo pelo meia Régis, povoando mais o meio campo. Depois, tirou Ze Rafael, exausto, e colocou Ferrareis, inteiro e rápido. 
Um sufoco só ! O Galo todo em cima, jogando bolas na área e o tricolor se defendendo, resistindo com bravura e competência e sorte.

- Golaaaço ! 2 x 0 Bahia, Juninho ! Aos 42’, num dos raros contragolpes do tricolor, bela trama, Régis rolou para trás e Juninho pegou um balaço de fora, indefensável ! 
Que ótimo resultado ! 
*
Destaques

Monstruosa partida defensiva do tricolor: Jean iluminado, com algumas defesas salvadoras, ótimo reflexo. Tiago e Lucas Fonseca sem erros. Juninho espetacular, o jogo inteiro e fez dois gols ! Zé Rafael , enquanto teve pernas. No mais, todos estiveram bem, lutaram muito, conscientes.
*
O próximo jogo do Bahia é domingo, às 11 hs, contra o Santos, no Pacaembu, em SP.