segunda-feira, 14 de outubro de 2019
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

VITÓRIA, BAHIA, FLU e CONQUISTA disputam semifinais

No Campeonato Brasileiro, Bahia estreia contra Atlético do Paraná, em casa; Vitória contra o Avaí, no Ressacada
05/04/2017 às 23:58
Um Vitória líder e invicto, com 100% de aproveitamento no Baianão, humilhou o vice-lider Fluminense no Barradão, enfiando uma goleada de 6 x 0, com as arquibancadas quase às moscas e uma atuação soberba do garoto Jhemerson no meio campo. 

Na mesma noite de quarta, um pouco mais tarde, o Bahia, em Pituaçu, derrotou o Atlântico por 3 x 0, consolidou-se como vice-lider, passando o Flu de Feira em número de pontos e manteve-se também sem perder na competição. 

*
Com os resultados da 11ª rodada, estão definidos os confrontos das semifinais do Baianão:

- Vitória x Vitória da Conquista e Bahia x Fluminense de Feira. Os primeiros jogos dos confrontos acontecem no interior. Com melhor campanha, a dupla Ba Vi decide em casa quem vai para a final, decidir o título de Campeão baiano 2017. 

**
Tricolor passeia

As arquibancadas de Pituaçu vazias, o Atlântico, todo de azul, recebeu a equipe alternativa do Bahia, toda de branco, e ... 

O placar foi aberto aos 6 minutos, com o avante Gustavo testando na pequena área um preciso cruzamento de Diego Rosa da direita: 1 x 0 Bahia. Aos 11’, Anderson foi testado. 

Aos 26’, Zé Rafael encheu o pé, o goleirão rebateu e Gustavo mergulhou empurrando para as redes: 2 x 0 Bahia. Aos 34, Ze Rafael tira do goleiro mas acerta o travessão. Sò deu tricolor, sem forçar o ritmo. 

Na segunda etapa, Becão substituiu o zagueiro Jackson, sentindo o joelho. Em campo, nada mudou. O Bahia com as rédeas da partida, tocando a bola, chegando e criando chances de golear, sem correrias, sem apetite. O Atlântico sem ameaçar. 

O terceiro gol saiu naturalmente, uma metida de Gustavo, rasteira e pelo meio, achando Diego Rosa que penetrou, driblou o goleiro e ampliou: 3 x 0. E a partida foi rolando em ritmo de treino até o apito final 
**
Leão rugindo

O mistão recauchutado do rubro-negro, escalado por Argel: Caíque, Salino, Fred, Viniius e Euller; Ramires, Uillian e Jhemerson; Pineda, André Lima e Paulinho. Na equipe de Feira, treinada por Arnaldo Lira, o goleiro Jair, o meia Jorge Wagner, Ebinho, João Neto... os mais conhecidos. 

Mal começou e quase o garoto Jhemerson, xodó da torcida, faz um golaço, pegando de voleio um rebote na área, mas a bola cobriu o travessão. Aos 3’ Paulinho arriscou e Jair espalmou a escanteio. Aos 19’, João Neto recebeu livre, de cara com Caíque e encheu o pé, longe! Aos 22’, Jorge Wagner bateu falta exigindo defesa plástica de Caíque espalmando.

O gol saiu aos 27’, após boa jogada de Jhemerson rasgando pelo meio; André Lima pegou a sobra de frente, tentou, Jair fez a defesa parcial e o avante completou para as redes: 1 x 0 Vitória. Os 2x0 aconteceram aos 33’, num contragolpe, a defesa do tricolor interiorano avançada, aberta, Pineda entrou de cara e não perdoou: 2 x 0. Aos 44’, a zaga do Flu parou pedindo impedimento, que não existia, e Ramires recebeu livre na área, matou no peito e escolheu o canto: 3 x 0. Fácil, fácil no primeiro tempo. 

*
A segunda etapa começou morna. Aos 10’, Euller cobrou falta da direita, fechada, a zaga do Flu cochilou e ... Fred/Pineda foram para bola, Pineda raspando a cabeça e fazendo: 4 x 0. Só uma equipe em campo, sobrando fisicamente e também na bola. Um Flu decepcionante, sem fibra e sem reação, entregue no gramado. 
Daí, André Lima, recebendo de Jhemerson, fez 5 x0 ; e o próprio Jhemerson ampliou a goleada, após uma bola de André Lima na trave, pegando a sobra: 6 x0. Aí foi só tocar bola, administrar, deixar o tempo passar e saborear o chocolate sobre o time de Feira, decepcionante.
*
Outros jogos

11ª Rodada: - Bahia de Feira 1 x 4 Juazeirense; Jacuipense 0 x 0 Vitória da Conquista; Flamengo de Guanambi 1 x 0 Jacobina Flamengo de Guanambi e Galícia caíram, voltam a disputar a segunda divisão do Baianão em 2018. 
**
BaxVi domingo

E tem Ba x Vi na Fonte Nova, domingo, valendo pelo baianão. Um jogo que nada decide, nada vale a não ser pela rivalidade do clássico. Um aperitivo para os dois Ba x Vis pelo Nordestão, na sequência, para que as equipes se equiparem e se conheçam, meçam forças e os treinadores armem suas estratégias para as decisões que se aproximam, do Nordestão e do próprio Baianão. Serão cinco Ba x Vis. Haja coramina ou maracujina. Que tudo aconteça em paz. 
**
Copa do Brasil:

O Paraná, depois de empatar sem gols com o Asa de Arapiraca, em Curitiba, venceu na cobrança de tiros livres na marca do pênalti e será o adversário do Vitória pela 4ª fase da Copa do Brasil.. 
Assim, quinta-feira da próxima semana, às 19h15, no Barradão, teremos Vitória x Paraná; O confronto de volta, definitivo, acontece no dia 19, em Curitiba.

**

Brasileirão 

Decididos data e local da estreia de Bahia e Vitória no Campeonato Brasileiro, a competição mais importante da temporada 2017:

- Dia 13 de maio, um sábado, o tricolor recebe o Atlético do Paraná na Fonte Nova, às 21hs.
- No dia seguinte, domingo à tarde, dia 14, o rubro-negro encara o Avaí, na Ressacada, em Florianópolis. 

**
Chega de estupidez !

Pra fechar, um apelo ao torcedor baiano:

Vamos parar essa frescura idiota de ficar xingando os goleiros adversários de ‘viado’, de bicha, toda vez que eles vão bater um tiro de meta ou pegam na bola. 

Além de ser uma atitude estúpida, pode prejudicar o time que você torce, abestado; a CBF vai punir retirar o mando de campo do clube. E aí? Tenham dó, é uma imitação boba, macaqueamento do que fazem torcedores ignorantes e mal educados de outros lugares. O xingamento preconceituoso não vai influir na postura do atleta, bobão. Vamos dar exemplo, torcer com civilidade. 

Já pensaram Bahia e Vitória ter de jogar em Feira,