quarta-feira, 23 de outubro de 2019
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

BRASIL invicto com Tite vence Peru 2x0 e vai a Moscou

Brasil tem 27 pontos e é disparado o lider das eliminatórias
16/11/2016 às 01:26
Seis jogos sob o comando de Tite e seis triunfos pelas Eliminatórias da Copa 2018/Rússia. A equipe brasileira, na madrugada dessa quarta-feira, em Lima, venceu o guerreiro Peru (2 x 0) e disparou na liderança da competição, quatro pontos à frente do segundo colocado, o passaporte praticamente carimbado para a Copa. 

Melhor: o time voltou a jogar bem, fez uma partida equilibrada e consciente num clima adverso, estádio cheio. A equipe em campo toda de azul, lua cheia. 

*
Classificação

Finda a rodada, o Brasil continua líder, com 27 pontos ganhos; O Uruguai segue em segundo, com 23 pontos; Equador e Chile, com 20 e a Argentina em quinto, com 19. Colômbia tem 18, Paraguai 15 e Peru 14. 
*
Bola quicando

- Entusiasmado com a recente vitória sobre o Paraguai (4 x 1), empurrado por uma torcida empolgada, os peruanos começaram pressionando, marcando no campo brasileiro, querendo jogo, impondo velocidade.
- Aos 3 minutos, Renato Augusto fez uma falta por trás no meio campo e levou cartão amarelo, muito cedo.
- Aos seis, os peruanos entraram tabelando pela esquerda e o avante Carrillo, de cara, bateu rasteiro e colocado acertando o poste de Álisson. 

- O Brasil respondeu aos 9 min, numa arrancada de Neymar pela esquerda, levando a marcação e rolando para Paulinho, de frente, bater fraco para defesa do goleiro.
- Aos poucos fomos equilibrando a partida, ficando mais com a bola, com Renato Augusto puxando contragolpes pela direita e Neymar pela canhota. Jogo duro, pegado e equilibrado.
- Aos 35’, Neymar bateu escanteio da direita e Fernandinho, livre na pequena área, testou pra baixo, a bola quicou e cobriu o travessão. Por pouco.
- A partir dos 25 minutos a equipe brasileira teve o controle da partida, trocou passes, não levou sufoco e chegou bem mais na área adversária, mas o gol não saiu. Uma primeira etapa movimentada, disputada.
*
- As equipes voltaram dos vestiários sem mudanças. No gramado, a mesma postura e ritmo, com os peruanos tentando por pressão no começo, marcando forte e na frente, pondo às vezes sete, oito jogadores no campo brasileiro. Mas, aos poucos, a equipe de Tite foi novamente controlando a partida, mandando em campo. 
- O gol brasileiro saiu aos 12 min, com Gabriel Jesus pegando uma sobra na área, após uma sequência de boas jogadas de Phillipe Coutinho; o garoto camisa 9 bateu forte, abrindo o placar : 1 x 0. 
- Os peruanos perderam o gol de empate após a cobrança de uma escanteio e um rebote do goleiro Álisson, aos 26 minutos, o time da casa arriscando tudo em busca de um gol. Os brasileiros sem pressa, perigando nos contragolpes. 

- Aos 30’, Neymar arriscou de longe e acertou o travessão.
- Aos 33’, na trama, Neymar, Gabriel Jesus e o passe para Renato Augusto finalizar com calma, colocado, sem chances para o goleiro: 2 x 0. 
- Dai em diante, foi só administrar a vantagem, trocando passes, evitando surpresas.
- Já nos acréscimos, num contragolpe fatal, Douglas Costa (entrou no lugar de Phillipe Coutinho) cruzou rasteiro e Paulinho perdeu a chance de ampliar, quase em cima da linha. 
*
Destaques:

Marquinhos seguro, sem errar. Miranda sóbrio. Felipe Luis melhor que Dani Alves, Renato Augusto vibrante, Gabriel Jesus e Neymar fundamentais e Phillipe Coutinho o mais brilhante da noite. 

**
A rodada

- Em casa, o Equador não teve dificuldades pra enfiar 3 x 0 na fraca Venezuela.
- A Bolívia venceu o Paraguai, gude preso: 1 x 0.
- Com uma exibição primorosa e decisiva de Messi (fez um gol de falta e deu passe para os outros gols de Pratto e Di Maria), a Argentina venceu a Colômbia, 3 x 0, e volta a respirar, depois da derrota sofrida contra o Brasil, os 3 x 0 no Mineirão. O treinador Bauza ganhou uma sobrevida.
Os Hermanos certamente estarão na Copa da Rússia, não podem ficar de fora. 
- Em casa, o Chile, de virada, detonou o Uruguai por 3 x 1, com Alexis Sanches fazendo dois. 
E só teremos jogos pelas Eliminatórias da Copa 2018/Rússia paroano.