sexta-feira, 03 de julho de 2020
Colunistas / Esportes
Zé de Jesus Barrêto

REFORÇOS DO BAVI e os desafios para 2016

Nesta segunda-feira acontece a premiação FIFA para os melhores do mundo. Messi, Neymar ou Cristiano Ronaldo? Pra mim, Messi continua o melhor. Neymar é o mais habilidoso e inventivo dos três.
10/01/2016 às 11:16
Os atletas profissionais da dupla BaVi começaram a treinar com bola, já delineando as respectivas equipes para a longa temporada 2016. 

*

  Rubro-negro

  O Vitória, agora na primeira divisão do Brasileirão, manteve o treinador Mancini e uma meia estrutura-base do ano passado, recheada de garotos que acabam de subir das divisões de base.

  De novidade, as contratações do lateral direito Maicon Silva (ex-Criciuma), do meia Tiago Real (ex-Bahia) e do atacante Alípio (ex-Luverdense), que devem substituir Diogo, Pedro Ken e Rhayner, que se foram.  

Talvez esteja faltando o substituto do camisa 10 Escudero, decisivo, pela sua técnica e liderança em campo, para a subida do rubro-negro. Fará falta. Talvez seja o momento de o oscilante Artur Maia enfim se firmar, ou a hora de o menino Nickson, talentoso, assumir a camisa 10.  Para a vaga do avante Élton os rubro-negros apostam muito no garoto Rafaelson, da base, promissor. 

  No mais, Mancini conta com o goleirão Fernando Miguel, os zagueiros  Mattis e Ramon, o lateral Diego Renan, os apoiadores Amaral, Flávio, Marcelo e Zé Wélisson, mais os atacantes Robert, Vander, Willian ‘picapau’ ...  

*

  O primeiro desafio do Vitória é o Campeonato Baiano, com o objetivo maior de desbancar o rival tricolor, que busca o tri. 

  A direção do clube anunciou, como apronto do time, o amistoso contra o chinês Tianjin Quanjian, no dia 26, às 20h30, na Arena Fonte Nova.  A equipe asiática treinada por Vanderlei Luxemburgo faz pré-temporada em Atibaia(SP) e conta com os novos contratados Jadson (ex-Corínthians) e Luis Fabiano ( ex-Sâo Paulo).  Pode rolar um jogo bom de ver. 

**

  Ano novo, vida nova 

  Primeiro do ano é aniversário de fundação do Bahia (1931). Mais um ano sem o devido brilho na data. Esse Bahia de Marcelo Sant’Ana está carecendo de baianidade.


  *

  A equipe tricolor passa por total reformulação depois da penosa permanência na Segundona. Nova comissão técnica, comandada por Doriva, nova diretoria de futebol e caras novas chegando para formação de uma nova equipe: os avantes  Hernane ‘brocador’ e Luizinho (ex-Sport e Santa Cruza), o meia Juninho (ex-Macaé) e o apoiador Danilo (ex-Galo de Minas). E mais o avante Edigar Júnio, com fama de goleador.

*

 E tem o retorno do goleiro Lomb(r)a, que ainda não me é o GOLEIRO do Bahia, sejamos francos. ‘Goleiro’ que leva 12 gols do Rival rubro-negro, valendo pontos, em duas partidas seguidas! ... ah, não dá pra relevar.  Mas, Douglas Pires afundou-se na barca /2015 e Jeanzinho ainda está  ‘zinho’.  Goleiro é fundamento de um time vencedor. Liderança, confiança, antevisão do jogo, esperteza, coragem.  É  Lomba? 

 *

  Os laterais, arre ! Com a saída estúpida de Railan e Vitor, crias da casa em mãos de empresários, sobraram Cicinho, que não convenceu na temporada passada, e os da esquerda João Paulo, conhecido de Doriva, mais Patrik, que vai ser útil.  No miolo de zaga manteria a dupla Robson  e Jaílton.  Gustavo mostrou-se passado.  Valongo é mais negócio. 

  No meio campo, o marcador Feijão de volta (evoluiu alguma coisa?), os apoiadores Danilo e Juninho, mais o menino Gustavo Branco e o meia Rômulo.  Muito pouco.  Na frente, o que desponta de melhor : o manjado  Maxi, a ‘promessa’ Zé Roberto, o garoto Jacó, o homem de área Hernane, o veloz Luizinho e a interrogação Edigar Júnio.   Dará liga?   E, afinal, Kieza fica? 

 Aprendi desde pequeno no mundo da bola  que uma boa equipe é montada a partir da base, da cozinha, a sustança do time: o goleiro e sua zaga. Depois o meio campo, defensivamente encaixado na defensiva , pensando e saindo rápido para o ataque. Na frente, velocidade ou toque?  Enfim, são as características dos jogadores que, no fundo, determinam o jeito de jogar de um time. O tricolor está montando um novo time. O torcedor anda ‘cabrêro’. 

  O Bahia já tem jogo válido pelo Campeonato Baiano 2016 no fim do mês. O time vai se arrumar (ou não) na competição: Baianão, Nordestão, Copa do Brasil...  e a Série B ! 

**

  Diferenças 

  A gente acompanha o noticiário do tabuleiro da bola, as contratações dos clubes mais poderosos (paulistas, cariocas, mineiros, gaúchos...), a ‘janela’ dos negócios e fica matutando  

  A distância abissal do poder aquisitivo (Sul/Sudeste x Norte/Nordeste) fica maior a cada ano que passa. Disputamos a raspa do balaio em fim de feira.  A esperança reside nas revelações da base... quando não nos levam ainda nos cueiros, na tora. 



  Messi ou Neymar? 

  Nesta segunda-feira acontece a premiação FIFA  para os melhores do mundo.  Messi, Neymar ou Cristiano Ronaldo?  Pra mim, Messi continua o melhor. Neymar é o mais habilidoso e inventivo dos três.  Cristiano é finalizador e marrentinho.   Olho na telinha.

  A revista ‘France Football’  criadora do prêmio anual de Melhor do Mundo em 1956, fez uma revisão dos títulos em sua edição comemorativa dos 60 anos. Até 95 só concorriam jogadores europeus.  Segundo a revista, Pelé teria vencido como melhor do mundo em 1958, em 1961, em 63, 64 e 10970. Cinco vezes. Garrincha ficaria com o troféu de 1962 (ano do Bi brasileiro no Chile) e Romário em 1994. 

  Oficialmente, pela Fifa, Messi já conquistou quatro troféus e Cristiano Ronaldo três. 

*

 CBF na lama

 Del Nero, Marín, Teixeira ...  tutti cappo.  Enroladíssimos com a Justiça pela natureza amoral de seus (lá deles) negócios à frente da CBF.  Os tais podres podere$$$. 



**