ter?a-feira, 22 de setembro de 2020
Turismo

PANDEMIA DEIXA LOJAS E RESTAURANTES DO PELÔ EM ESTADO PRÉ-FALIMENTAR

A difícil missão de salvar o Pelourinho diante da pandemia
Tasso Franco , da redação em Salvador | 12/09/2020 às 19:15
Desolação na Pelourinho com a pandemia
Foto: BJÁ
   A pandemia do coronavirus deixou o centro histórico de Salvador, área do Pelourinho, em estado desolador. Os turistas desapareceram, os baianos lá não vão, dezenas de lojas e restaurantes estão fechados, o desemprego bateu em várias portas e não há sinais de quando essa situação pode melhorar. 

   Um ícone do local, a Cantina da Lua, neste sábado encontrava-se fechada. De todas as igrejas a única que estava aberta a possíveis turistas era a catedral basílica. No Corredor do São Francisco onde há vários restaurantes apenas 1 deles estava funcionando. Até o policiamente está minguado e está dando medo ir ao Pelurinho. 

   O estacionamento da Baixa dos Sapateiros que dá acesso ao Pelô pela Laranjeiras só tinha um anda funcionando, sem nenhuma vigilância. Fui comprar um encordoamento de bandolim numa loja de instrumentos da Sé o vendedor disse-me: cuidado com seu celular, não faça selfies, estão furtando tudo por aqui.