segunda-feira, 23 de setembro de 2019
Turismo

Setur autoriza estudo para restauração do Palácio Rio Branco

O grupo Vila Galé foi autorizado a dar início aos estudos de viabilidade do projeto
Ascom Setur , Salvador | 03/09/2019 às 18:48
Palácio Rio Branco
Foto: Tatiana Azeviche
O Palácio Rio Branco, antiga sede do governo do Estado, na Praça Tomé de Souza, deve ser revitalizado e passar a integrar o ramo de edifícios de rede hoteleira na cidade. A Secretaria do Turismo da Bahia (Setur-Ba) autorizou o grupo Vila Galé para dar início aos estudos de viabilidade do projeto.
A autorização, já publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), indica que o grupo Vila Galé Brasil LTDA, como manifestante de interesse, deve “desenvolver, por sua conta e risco, projeto básico e estudo de viabilidade ao Projeto de Intervenção no prédio sede do Palácio Rio Branco”.
A proposta ainda inclui a requalificação e revitalização do edifício e a implantação de três novas edificações adjacentes que formarão o empreendimento hoteleiro.
De acordo com o titular da pasta do turismo, secretário Fausto Franco, a requalificação de uma edificação antiga pela iniciativa privada não é novidade. “É um modelo do mundo todo e não podemos ficar de fora pelo potencial histórico e cultural da região da cidade”, ressaltou.
O edifício é parte da história de Salvador, já que foi erguido junto à fundação da cidade, em 1549 e, até 1763, era a sede do Governo Geral. Segundo o secretário, a revitalização do prédio deve preservar a estrutura arquitetônica existente.
PRAZOS – A partir da publicação da autorização, o grupo hoteleiro tem 10 dias para formalizar um Termo de Compromisso. A partir daí, mais 90 dias para viabilizar a conclusão dos estudos.
Esse prazo pode ser prorrogado por mais 30 dias em caso de alguma necessidade devidamente justificada pelo grupo.