quarta-feira, 01 de abril de 2020
Tecnologia

Disseminação de Fake News sobre Coronavírus preocupa órgãos de saúde

Muitos conteúdos falsos sobre o Covid-19 circulam na internet e através das redes sociais falando da cura da doença por ingestão do chá de abacate com hortelã entre outros
Secom Ilhéus , Ilhéus | 19/03/2020 às 18:53
Geraldo Magella
Foto: Divulgação

Compartilhar notícias falsas pelas redes sociais podem prejudicar a batalha contra a doença causada pelo agente patogênico Coronavírus. Na primeira pandemia global da era da hiperconectividade, a informação se alastra com mais rapidez do que o vírus. Na coletiva de imprensa realizada esta semana, o secretário de Saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, falou da preocupação dos órgãos de saúde sobre as “fake News”, as notícias falsas.

  “Estamos numa pandemia e esse é um momento de seguir as orientações passadas pelos técnicos e especialistas da Secretaria Municipal de Saúde - Sesau e da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia, a Sesab, conforme o que foi recomendado pelo Ministério da Saúde aos municípios”. Magela ressaltou o papel da imprensa em assumir a responsabilidade de informar de maneira precisa e transparente sobre o assunto.

  Misturadas às notícias verdadeiras, as mentiras bombardeiam a população mundial todo o tempo. No início dos casos, na China, circularam vídeos falsos de pessoas desmaiando nas ruas e outros atribuindo o surgimento a hábitos alimentares dos chineses. Em pouco tempo, um grupo especializado em fake news do Ministério da Saúde analisou mais de oito mil mensagens sobre a doença que circulam nas redes sociais – e a maioria é falsa.

  Muitos conteúdos falsos sobre o Covid-19 circulam na internet e através das redes sociais falando da cura da doença por ingestão do chá de abacate com hortelã entre outros. Segundo o Ministério da Saúde, até o momento, não há nenhum medicamento, substância, vitamina ou alimento específico ou vacina que possa prevenir a infecção, no entanto, as recomendações são as de prevenção.

  Infodemia – “Não estamos lutando só contra uma epidemia. Combatemos também uma infodemia”, diagnosticou o diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus. O Ministério da Saúde, disponibiliza na página saude.gov.br/fakenewscoronavirus uma lista de mitos que circulam pela internet, como a notícia falsa de que o chá quente é capaz de matar o vírus.

  A fim de facilitar o acesso a informações sobre o Covid-19 e combater a propagação as fake news, o Ministério da Saúde desenvolveu um aplicativo com dicas de prevenção, descrição de sintomas, formas de transmissão, mapa de unidades de saúde e até uma lista de notícias falsas que foram disseminadas sobre o assunto. O aplicativo está disponível para usuários dos sistemas operacionais iOS e Android. 

  Durante a inauguração da Central Integrada de Comando e Controle da Saúde do Estado da Bahia, ocorrido na terça-feira (17), o governador Rui Costa comentou as fake news que tem circulado nas redes sociais sobre o Coronavírus e pediu cautela. “Espalhar notícias e calúnias é algo impensável para o comportamento humano. Por isso, é tão fundamental o papel de vocês, para que recoloque a verdade acima das mentiras”.