segunda-feira, 20 de janeiro de 2020
Tecnologia

PRESIDENTE DO IRÃ ADMITE QUE DERRUBOU AVIÃO QUE MATOU 176 INOCENTES

Agora, depois que a imprensa internacional divulgou o missil atingindo avião, o presidente do Irã confirma a tragédia
Tasso Franco , da redação em Salvador | 11/01/2020 às 08:14
Avião da Ucrânia destruído na queda
Foto: DIV
   Que loucura! O Irã através do seu presidente Hassan Rouhani admitiu que derrubou por engano o avião ucraniano que caiu na quarta-feira (8) com 176 pessoas a bordo perto de Teerã.

Uma investigação interna identificou que "mísseis foram disparados por falha humana", afirmou o presidente iraniano, Hassan Rouhani. Ele descreveu a tragédia como um "erro imperdoável".

Militares disseram que o avião voava muito perto de um lugar sensível que pertence à Guarda Revolucionária do Irã e foi considerado, por engano, uma aeronave hostil.

O voo, que seguia em direção à capital ucraniana Kyiv, caiu perto do aeroporto Imã Khomeini logo após a decolagem. Entre os mortos havia cidadãos de sete nacionalidades, entre eles 82 iranianos, 57 canadenses e 11 ucranianos