ter?a-feira, 20 de agosto de 2019
Tecnologia

Guia do Ócio sofre mudanças e tem lançamento na Flipelô

Lançamento acontece no dia 9 de agosto
Companhia Comunicação , Salvador | 07/08/2019 às 11:14
Guia do Ócio
Foto: divulgação
Com cerca de 20 anos de vida, o Guia do Ócio entre numa nova fase. A partir desta edição, a ser lançada no dia 9 de agosto, às 9 horas, no Café-Teatro Zélia Gattai, dentro da programação da Feira Literária do Pelourinho (Flipelô), a publicação adotará uma fisionomia mais curatorial em que o jornalista baiano Antônio Moreno elege as atrações que mais lhe chamam atenção na cidade para comentar. Isso a partir de um recorte que privilegia sete áreas de Salvador: Pelourinho e Santo Antonio, Rio Vermelho, Barra, Vitória e Campo Grande, Centro Histórico, Comércio e Cidade Baixa.
Em sua nova edição e formato, o Guia do Ócio conta com 200 páginas e é amplamente ilustrado com mapas e fotografias. A direção de arte ficou a cargo de Iansã Negrão. Integram ainda a equipe técnica a designer Morgana Miranda, os fotógrafos Márcio Lima, Sora Maia e Alfredo Mascarenhas e o ilustrador Rex. Depois do lançamento, o guia poderá ser encontrado em instituições culturais, livrarias, terminais de transportes e shoppings da cidade.
As atrações selecionadas tanto podem interessar ao turista, como aos próprios soteropolitanos. “Antes de tudo, me interessaram, diz Antônio Moreno. O resultado, posso dizer, é um guia de experiências. A partir do que vi, vivi e senti, visitando e revisitando cada cantinho da cidade, ressignificando sua importância ou originalidade, eu indico, sugiro, aconselho, ou desaconselho, o que desbravar e curtir em Salvador”.
Assim, o Guia abre espaço para tudo, até para os clichês que povoam o imaginário de quem visita a Bahia. Abre espaço também para o contraditório: “No avançar das páginas, podemos ver que nem todo bar toca axé, nem toda igreja é só católica, nem todo mundo adora tambor, nem todos vestem branco na sexta-feira....e por ai vai! “, observa Moreno.
Ele avisa que nem todos os locais puderam entrar na seleção. Primeiro porque houve uma seleção. Depois porque Salvador “é uma cidade rica e encantadora demais para caber em 200 páginas.  Vale lembrar também que os endereços listados têm prazo de validade. Afinal, estamos em uma cidade que muda (quase) tudo a cada estação. Alguém duvida que o restaurante de hoje pode ser a igreja evangélica de amanhã?”, pergunta.

 

Serviço

Lançamento: 09/08/2019 (sexta-feira)

Horário: 9 horas

Local: Café Teatro Zélia Gattai (Fundação Casa de Jorge Amado)

Edição: Fábrica das Letras Editora

Páginas:200

Valor:R$30,00