segunda-feira, 14 de outubro de 2019
Tecnologia

Salvador é a cidade do Norte-Nordeste com mais startups

A capital baiana ocupa a oitava posição do país
Secom Salvador , Salvador | 20/05/2019 às 12:08
HUB Salvador
Foto: Jefferson Peixoto/Secom
Em 2019, segundo os dados da Associação Brasileira de Startups (ABStartups), a capital baiana tornou-se a primeira cidade do Norte-Nordeste e a oitava do Brasil com maior número de startups em atuação. Em 2017, Salvador era apenas a 18ª colocada no ranking nacional, atrás de Manaus, Recife e Fortaleza. Nesta época, a cidade contabilizava apenas 110 startups, número que em 2019 saltou para 198.
Para Eduardo Lobo, diretor da ABAStartups, esse crescimento representa um impacto positivo na economia de Salvador. “Antes estimava-se que cerca de 400 pessoas eram empregadas diretamente pelas startups baianas. Hoje esse número quase triplicou. Nosso ecossistema tem atingido bons resultados e ganhado relevância a nível nacional”, disse.
Nos dois últimos anos, as secretarias de Sustentabilidade, Inovação e Resiliência (Secis), Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) e Gestão (Semge) têm promovido uma série de estímulos ao desenvolvimento de startups e negócios empreendedores na cidade.
Até agora, 6.421 pessoas já foram impactadas em 22 eventos da área apoiados ou realizados pela Secis. “A gente acredita que o incentivo é o caminho para estimular a economia da cidade de maneira sustentável e inovadora”, argumenta André Fraga, titular da pasta.
Incentivo - Cidade Inteligente, Cidade Resiliente, Cidade Sustentável e Cidade Conectada. Essas são as quatro chamadas temáticas realizadas em parceria com o Senai Cimatec, por meio do Edital de Inovação para a Indústria. No total, 16 startups foram beneficiadas e outras cinco serão selecionadas pela Chamada Cidade Conectada, cujas inscrições foram encerradas na quinta-feira (16).
Em todos os casos, as startups selecionadas têm 12 meses para desenvolver um projeto que apresente soluções inovadoras para os problemas da capital baiana. Trata-se de uma união entre o poder público, sociedade civil e a iniciativa privada, que tem tornado Salvador uma cidade atrativa para startups e empreendedores desenvolverem as suas ideias.
Colabore - Não é só de Chamadas temáticas que é feito o incentivo público. Em maio de 2019 foi inaugurado em Salvador o Centro Municipal de Inovação, também chamado de Colabore. Trata-se do primeiro coworking público de Salvador, que vai abrigar startups que possuam soluções de impacto social para a cidade e que contribuam para atingir os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.
O projeto é uma parceria da Prefeitura com o Sebrae-BA e a ONG Parque Social. O Colabore possui 46 estações de trabalho, sendo 20 delas destinadas a uma incubadora de negócios sociais, a In Pacto, que vai incentivar o desenvolvimento de startups selecionadas. 
Eventos – A Prefeitura também tem sido uma parceira na realização de diversos eventos do ecossistema de startups. Esse é o caso da Startup Europe Week, evento que acontece simultaneamente em diversas cidades do mundo. Na edição de Salvador houve vários painéis voltados para a área. Em um destes foi lançado pela Prefeitura a Chamada Cidade Conectada.
Em parceria com o Sebrae-BA, a Secis também realiza anualmente o Seminário Salvador Cidade Inovadora, que busca discutir empreendedorismo e inovação e promover conexões na capital baiana. No evento há painéis, workshops, dinâmicas e atividades voltadas para a área. Em 2019, acontecerá a terceira edição do evento.
Outra ação importante é o Startup Wekeend, o maior evento de criação de startups do mundo. Durante três dias, os participantes têm a oportunidade de apresentar ideias, formar equipes e colocar esse trabalho em prática. No final do evento, os projetos podem ser validados e uma banca avaliadora julgará e selecionará as ideias vencedoras. Diversas startups baianas foram criadas através desse evento, que neste ano acontecerá nos dias 24, 25 e 26 de maio na Universidade Católica do Salvador (UCSAL), campus Pituaçu.
Uma das startups criadas no Startup Wekeend é a e-Rural, uma plataforma que conecta pecuaristas de todo o Brasil para a compra e venda de animais. A empresa surgiu com o objetivo de ser uma plataforma que facilitasse os negócios agropecuários. “O evento foi de suma importância para a nossa empresa, pois possibilitou o exercício das ideias que tínhamos e a formação da nossa personalidade de empreendedor”, disse Matheus Ladeia, representante da empresa.
Outras iniciativas – A Prefeitura possui ainda outras ações voltadas ao ecossistema de startup, como é o caso do Pitch Salvador, inciativa promovida pela Semge que selecionou startups que possuíam soluções inovadoras para desafios nas áreas de educação, saúde e assistência social.
As empresas selecionadas puderam utilizar gratuitamente o Hub Salvador, um coworking que abriga diversas startups baianas. Por meio da Sedur, a Prefeitura investiu R$ 5,2 milhões na criação deste projeto, que faz parte do programa municipal Salvador 360, eixo Cidade Inteligente.
O Hub Salvador é o primeiro hub de inovação e tecnologia público-privado do Brasil. Diversas startups de segmentos variados como publicidade, marketing, educação, saúde, energia, imobiliário, entre outros, estão alocadas no espaço. Esse é o caso da e-Rural, empresa criada durante um Startup Wekeend, cuja sede fica em uma das salas do hub.