quinta-feira, 18 de julho de 2019
Tecnologia

GOVERNO QUER LEVAR RODOVIÁRIA para ÁGUAS CLARAS, O FIM DO MUNDO

Governo abandona as tecnologias e quer levar Rodoviária para um lugar muito distante do centro dinâmico da cidade
Tasso Franco , da redação em Salvador | 03/05/2019 às 10:34
Estação dos trens em Valencia, no centro, a população chega andando
Foto: BJÁ
   O governo do Estado anuncia que vai levar a Estação Rodoviária de Salvador, hoje, situada num ponto estratégico da cidade, para Águas Claras, lá no fim do mundo. E que pretende colocar uma infra-estrutura de transporte incluindo uma linha do metrô. Ora, isso está na contra-mão da história e do que acontece nas grandes cidades da Europa, da Ásia, Estados Unidos e Canadá. O correto seria deixar a Rodoviária onde se encontra no centro dinâmico da cidade e ampliá-la usando as tecnologias da engenharia.

  Recentemente estive em Valencia, Espanha, cidade com pouco mais de 1 milhão e 500 mil habitantes, a terceira mais populosa deste país, com 140 km de linhas de metrô inaugurado em 1985 e a Estação dos Trens Norte e tb a Rodoviária ficam localizadas no centro da cidade, a 100 metros da Praça da Prefeitura, e no centro dinâmico da city onde as pessoas vão para esses locais a pé. 

  Vai-se de trem para a Região Metropolitana de Valencia e também para Madrid, Paris, Lisboa, Londres, Barcelona, Valencia, Zaragosa, Amsterdam, etc, partindo-se desta estação de trens.

  Há uma acustica tão perfeita que da estação onde se compram os bilhetes não se ouve sequer a zoada dos trens, a maioria, elétricos. Os sistemas a diesel já foram abolidos há anos. Há um burburinho enorme de passageiros nas plataformas todas bem sinalizadas e com catracas automatizadas. É isso que deveria ser feito na Rodoviária de Salvador e não levar para Águas Claras. 

   Hoje, quem sai de qualquer cidade do interior, especialmente as mais próximas, pode ir ao médico, a dois grandes shoppings, ao SAC, ao Detran, a financeiras, a escritórios de advocacias, a restaurantes, etc, sem precisar usar nenhum transporte. Se quiser ir ao CAB ou Aeroporto a linha do metrô está na Estação Iguatemi ao lado da Rodoviária. E, se a pessoa quiser pegar um táxi para ir a Barra ou ao centro histórico não paga mais do que 30 reais. Agora, imaginem isso em Águas Claras.

   A engenharia poderia fazer uma ligação direta da Rodoviária com a BR-324 sem passar pelo Iguatemi e há uma infinidade de recursos que viabilizaria a ampliação da Rodoviária onde se encontra. Mas, os sábios do governo vão levar para Águas Claras. E a população que se ferre.(TF)