sexta-feira, 22 de novembro de 2019
Tecnologia

Trio de amigos baianos é destaque em campanha da Brahma


Eliseu, Roberto e Júlio se conheceram na faculdade, em 1992, e refizeram seus encontros com a ajuda da tradicional cerveja brasileira
LK Comunicação , Salvador | 05/04/2019 às 18:49
Trio de amigos baianos é destaque em campanha da Brahma
Foto: divulgação

A Salvador dos anos 1990 era diferente para os amigos Eliseu Oliveira, Roberto Pereira e Júlio Barros. Na época, o inseparável trio se reunia todo sábado para ‘bater um baba’ (futebol) e tomar latinhas de Brahma. A tradicional cerveja brasileira, há 130 anos presente nas nossas festas e encontros, reuniu os três parceiros de longa data para refazer seus momentos de juventude como parte de uma campanha nacional (confira aqui) para mostrar que o que realmente importa fica para sempre.

“Eu nunca pensei que fosse possível que a gente se reencontrasse, justo no mesmo lugar em que sempre íamos”, afirma Roberto Pereira, hoje com 45 anos. Os amigos se conheceram em 1992, enquanto estudavam Ciências Contábeis na faculdade, e não se desgrudaram durante a juventude. Na época, eles iam todo final de semana jogar bola e tomar cerveja num sítio, no Jardim das Margaridas, próximo à cidade de Lauro de Freitas. Foi exatamente lá que foram tiradas a primeira e a segunda versão da foto do trio, em 1994 e 2019, respectivamente.

Por meio das redes sociais da marca, a Brahma tinha incentivado que os consumidores enviassem fotos marcantes de suas vidas em que a cerveja estivesse presente. Foi a partir de cada uma dessas histórias que nasceu a inspiração para o filme da campanha, trazendo Brahma como parte da vida dos brasileiros ao longo de gerações. Uma dessas histórias foi a do trio de amigos que estava sempre às voltas com o futebol e com a cerveja.

“Era uma felicidade muito grande quando a gente se encontrava. Éramos jovens, não tínhamos filhos, empregos, responsabilidades”, recorda Eliseu Oliveira, hoje um contador de 47 anos. Durante aqueles poucos mas bons anos, os três viveram alguns dos melhores momentos das suas vidas. E tiveram a companhia de centenas de latinhas de Brahma. “Era a cerveja mais popular da época. Até hoje nós somos ‘brahmeiros’”, brinca Roberto.