quinta-feira, 14 de novembro de 2019
Tecnologia

Facebook vai rever políticas de transmissão ao vivo após ataques na NZ

O assassino transmitiu aos vivo pelo Facebook o massacre
Nara Franco , Rio de Janeiro | 02/04/2019 às 09:28
Facebook vai rever políticas de transmissão ao vivo após ataques na Nova Zelândia
Foto: divulgação

Duas semanas depois do atentado a uma mesquita na Nova Zelandia, a COO do Facebook, Sheryl Sandberg, finalmente quebrou o silêncio e se manifestou sobre o caso por meio de uma carta aberta publicada pelo New Zealand Herald. Endereçada a famílias das vítimas e aos cidadãos de um país ainda em luto, Sandberg reconheceu que a plataforma poderia ter tratado melhor alguns aspectos, indicando que a empresa ainda não está preparada para lidar com episódios como esse. O assassino transmitiu aos vivo pelo Facebook o massacre.  

"Muitos de vocês também questionaram corretamente como plataformas online como o Facebook eram usadas para divulgar vídeos horríveis do ataque", comentou a executiva. 

Ela informou que a empresa está revendo o acontecido e que vem trabalhando em estreita colaboração com a Polícia da Nova Zelândia para trazer respostas. Sandberg afirmou, ainda, que a empresa está desenvolvendo tecnologias para re-upload de identidade. Contudo, o comunicado deixa dúvidas sobre quais planos e políticas serão adotadas pela companhia para combater o uso da plataforma com finalidades de violência e disseminação da intolerância.

Com informações do ITMidia.