sexta-feira, 22 de novembro de 2019
Tecnologia

Prefeitura inicia vistoria do transporte escolar em Salvador

A iniciativa deverá envolver mais de 900 veículos
Secom Salvador , Salvador | 25/03/2019 às 15:30
Vistoria do transportes escolares
Foto: Bruno Concha/Secom

Os veículos que fazem o serviço de transporte escolar em Salvador começaram a ser vistoriados pela Prefeitura na manhã desta segunda-feira (25), na sede da Coordenadoria de Táxi e Transportes Especiais (Cotae), no Vale dos Barris. A iniciativa deverá envolver mais de 900 veículos, como o do motorista Almir Rodrigues, 59 anos, que trabalha com transporte escolar há 25 anos e estava presente no Cotae neste primeiro dia de ação. “Todos os anos realizo a vistoria. É uma questão de consciência e responsabilidade com o próximo. Estamos transportando vidas e nosso dever é garantir a segurança e bem-estar dos pequenos e dos seus familiares”, afirmou.

A ação, que é realizada duas vezes ao ano, sendo uma em cada semestre, é promovida por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob). O objetivo é garantir a segurança dos estudantes que usam esse meio de transporte diariamente na cidade.

Até o dia 5 de abril, prazo final da fiscalização, a inspeção será realizada por ordem do número do alvará, conforme cronograma. São verificados itens como a padronização obrigatória dos veículos (conforme artigo 136 do Código de Trânsito Brasileiro), higiene, estado de conservação, condições de tráfego, controlador de velocidade (tacógrafo) medido pelo Ibametro, regularidade dos equipamentos de segurança (extintor, triângulo, chave de roda e macaco) e a câmera de ré.

Para passar pelo procedimento, o motorista deve pagar uma taxa de R$ 81,79. O atendimento acontece de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 11h30 e das 13h às 16h30. Caso não passe pela fiscalização até o prazo final, além de ficar impedido de exercer a atividade, será aplicada uma multa de R$42,30 ao condutor do veículo. 

“A realização dessa vistoria é de grande importância, pois contribui para a prevenção de incidentes. Nenhum pai vai querer deixar seu filho em um veículo sem condições de uso. Com esse trabalho realizado, damos aos pais a tranquilidade de que seus filhos estão em veículos seguros”, declara o diretor de Trânsito da Transalvador, Marcelo Corrêa.

Na ocasião o condutor também deverá apresentar o cartão de identificação, carteira de identidade, comprovante de residência, licenciamento atualizado, carteira de identidade, carteira de habilitação classe D, pagamento da taxa de vistoria, “nada consta” de multas de trânsito e selo GNV. Caso seja identificado algum problema, o permissionário tem de 10 a 30 dias para solucionar a questão e retornar à Cotae para solicitar nova vistoria. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (71) 3202-9064 e 3202-9070.

 

Cronograma:

 

25/3: Alvarás 0001 a 0100

26/3: Alvarás 0101 a 0200

27/3: Alvarás 0201 a 0300

28/3: Alvarás 0301 a 0400

29/3: Alvarás 0401 a 0500

01/04: Alvarás 0501 a 0600

02/04: Alvarás 0601 a 0700

03/04: Alvarás 0701 a 0800

04/04: Alvarás 0801 a 0900

05/04: Alvarás 0901 em diante