quarta-feira, 26 de junho de 2019
Colunistas / Política
Tasso Franco

MOVIMENTO POLÍTICO PARA MANTER A FORD NA BAHIA ESTÁ COM FOCO ERRADO

A Bahia precisa ficar atenta aos movimentos globais e os veículos a gasolina e a diesel serão minoria em alguns anos mais
20/03/2019 às 12:03
1. Há um movimento político inicialmente captaneado pelo deputado Alex Lima (PSB) alertando sobre os prejuizos de fechamento da fábrica da Ford, em Camaçari, desde que a empresa sinalizou que vai fechar uma das suas fábricas no Brasil, em SP, que produz caminhões e o fiesta. 

   2. Até aí tudo bem, pois, é dever do parlamentar fazer esse tipo de ação. Posteriormente, o governador Rui Costa, reuniu-se com a bancada federal para tratar desse tema e o senador Angelo Coronel (PSD) também já expôs sua precupação com pronunciamento no Senado.

   3. A questão, no entanto, é global. Uma reestruturação mundial da empresa a sua direção decidiu deixar de fabricar caminhões por não ser mais competitiva nesse segmento. A Ford da Bahia produz o Eco Sport e o Ka e segue em funcionamento, mas, de nada vão adiantar movimentos políticos porque essa é uma questão do mercado e os chineses, os europeus e os norte-americanos já disputam o mercado de carros elétricos. 

   4. E, daqui a mais 5 anos ou menos, de nada vão adiantar reforçar subsídios - caso da Ford que tem subsídios assegurados até 2025 - se não mudar sua planta estratégica.

   5. Ora, a luta na Bahia, portanto, ao invés de ser no sentido de garantir a Ford (o que é justa) é para que a empresa invista numa planta de carros elétricos como faz a Tesla e a Uber, em veículos que serão guiados por computadores, e também no sentiodo de atrair uma dessas unidades fabris para a Bahia. 

   6. Em SP, por exemplo, o governador João Doria anunciou benefícios fiscais para a Ford e a empresa não quis nem discutir o assunto. Uma decisão mundial não pode ser modificada com subsídios de um país. A Ford, simplesmente, deixou de fabricar caminhões no mundo e não iria ficar fazendo caminhões somente no Brasil.

   7. Mais adiante vai acontecer o mesmo com o Ka e o Eco Sport quando os consumidores mundiais deixarem de comprar esses carros movidos a gasolina. Os estados brasileiros precisam mudar suas cabeças e isso não é só com a Bahia. 

   8. No governo Wagner, a Bahia enxergou uma coisa nova que já acontece no mundo todo, a energia eólica E avançou.  Agora, é bom olhar para os carros elétricos e os veiculos voadores e aqueles que serão pilotados por computadores. 

   9. Discursos politicos e sindicalismo, no caso da Ford Camaçari, nada valem objetivamente. 
                                          ******