sexta-feira, 03 de julho de 2020
Colunistas / Política
Tasso Franco

O FUTURO POLITICO DE JOÃO HENRIQUE E AS ELEIÇÕES 2014

VEJA NOSSO COMENTÁRIO
06/10/2012 às 18:00
 
Foto: SECOM
Palácio do Planalto está de olho no comportamento de João Henrique
   MIUDINHAS GLOBAIS:

   1. Muito se falou do apoio de João Henrique (PP) a ACM Neto (DEM) nesta campanha. A jornada chega ao final sem desmentidos e também sem confirmações por parte de JH e Neto. No meio politico não há dúvidas de que JH, certamente por gratidão a Neto, o qual ajudou em sua reeleição, em 2008, apoia Neto e candidatos a vereadores desta coligação e outros. 

   2. Evidente que Pelegrino gostaria de ter o apoio do prefeito cujo partido faz parte de sua coligação e, ao que se comenta no plano nacional, o Palácio do Planalto está de olho abertissimo em JH, o qual apoia Neto; e em Amazonino Mendes (PDT), de Manaus, que apoia o candidato do PSDB. O governo entende que base é base e não pode ter filhos desgarrados.

   3. Essa questão de JH com Neto (ainda tem o segundo turno para se ter uma idéia melhor do que deverá acontecer) poderá ter desdobramentos nas eleições de 2014. O prefeito já revelou à imprensa que é candidato a governador, em 2014. Acontece que o partido de JH (PP) é da base de Dilma/Wagner comandado na Bahia por um ex-ministro de Dilma (Mário Negromonte) e um ex-secretário de Wagner (João Leão). 

   4. E agora? Ao que se comenta nestas eleições que acontecem no domingo, o PP deverá sair das urnas fortalecido com a eleição de vários prefeitos no interior da Bahia. Se essa base pepista apoiar JH, em 2014, não se tem dúvidas de que ele será um candidato competitivo nas eleições governamentais. 

   5. O PT terá um candidato a governador "puro-sangue", em 2014; o PMDB já disse que vai com Geddel Vieira Lima; o DEM, em princípio, ainda não anunciou seu candidato; e o PP está com João. A dúvida é saber se o PP vai manter a candidatura JH ou se haverá pressões para que isso não aconteça. Ou seja, se Negromonte e Leão vão resistir aos tentáculos governamentais.

   6. Uma hipótese que também já se comenta é de JH migrar para o PTN, caso perceba com clareza que o PP vai lhe deixar à beira do caminho. Nunca se saberá de antemão. Veja, ainda, que o senador João Durval, da base do governo Dilma, apoia José Ronaldo de Carvalho, em Feira de Santana, o candidato do DEM. 

   7. Daí é que, o futuro de JH, em termos partidários representa uma incógnita.