quarta-feira, 21 de abril de 2021
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

BAHIA TEM NOVO RECORDE DE MORTES PELA COVID EM 24 HORAS: 189 ÓBITOS

Brasil passa por momento crítico na pandemia
07/04/2021 às 11:09
  
  1. Nesta quarta-feira (7) foram registrados 189 óbitos por Covid-19, o maior número desde o início da pandemia em um boletim epidemiológico sobre a doença. Anteriormente este recorde havia sido no dia 31 de março, quando houve registro de 160 mortes. Apesar de os óbitos terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram contabilizados hoje.

   2. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

  3. O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 16.107 , representando uma letalidade de 1,95%. Dentre os óbitos, 55,31% ocorreram no sexo masculino e 44,69% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,77% corresponderam a parda, seguidos por branca com 21,65%, preta com 15,25%, amarela com 0,48%, indígena com 0,13% e não há informação em 7,72% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 66,67%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (73,82%).
                                            *****
   4. O Brasil registrou nesta quarta-feira 3.829 novos óbitos em decorrência da covid-19, o que eleva o total de vítimas fatais da doença no país a 340.776, informou o Ministério da Saúde, um dia após a contagem diária superar a marca de 4 mil pela primeira vez desde o início da pandemia.

   5. A cifra desta quarta-feira é a terceira maior já contabilizada pelo país em um período de 24 horas, abaixo apenas dos números da véspera (4.195 óbitos) e do último dia 31 de março (3.869 mortes).

  6. Além disso, também foram notificados nesta quarta 92.625 novos casos de coronavírus, com o total de infecções confirmadas no país avançando para 13.193.205, de acordo com o ministério.

  7. O Brasil possui o segundo maior número absoluto de casos e óbitos por covid-19 no mundo, atrás somente dos Estados Unidos, mas atualmente lidera a contagem global de mortes na média móvel de sete dias, sendo responsável por uma em cada quatro vítimas fatais da covid-19 em todo o mundo a cada dia, segundo levantamento da Reuters.

  8. Idosos e profissionais de saúde que iniciaram o processo de imunização contra a Covid em 10 de março completaram o ciclo da imunização com a segunda dose nesta quarta-feira (7), em Lauro de Freitas. Mas nem todos estão atentos para a importância da segunda dose. Muitos que tomaram a primeira dose não voltaram para completar o ciclo, o que preocupa a superintendente de Vigilância à Saúde, Regina Coeli.

  9. “Percebemos que um percentual grande de pessoas não veio tomar a segunda dose na data programada. É importante salientar que a imunização só acontece quando concluímos a vacinação com a quantidade de doses determinada no estudo da vacina”, alerta.

  10. No caso da Coronavac, a orientação é que seja aplicada a segunda dose até 28 dias após a primeira, já o reforço da Astrazeneca deve ser tomado após 84 dias da primeira. Ambas as vacinas precisam da segunda dose para completar o ciclo da imunização. “Deixar de tomar a segunda dose é assumir o risco de não ter a imunização completa e ficar vulnerável para a contaminação da COVID e até adquirir a forma grave da doença”, alerta Regina Coeli.

  11.Nos três drive-thrus montados pela Secretaria Municipal de Saúde (SESA) nesta quarta-feira, as manifestações de fé e esperança eram percebidas a cada aplicação da dose.

  12. Dona Maria Antônia Amaral, 78 anos, ao lado do esposo Soledade Amaral, 75 anos, não escondeu a felicidade em completar o ciclo. “Estamos muito felizes e esperançosos de que esse momento alcance a todos”, disse Maria. Já seu Aristides dos Santos, 72 anos, questionou se já poderia andar sem máscara e levar a vida como antes. “O senhor deve manter os mesmos cuidados, lave as mãos e fique em casa”, alertou a técnica de enfermagem Crispiniana de Souza.

   13. A segunda dose também foi aplicada nos funcionários da Instituição de Longa Permanência (ILP) Lar de Ester. “Para mim que sou asmática e tenho problemas respiratórios, completar o ciclo é um alívio muito grande”, disse a administradora da unidade Vanessa Bonfim.

  14. A aplicação da segunda dose, em Lauro de Freitas, segue nesta quinta (8), sexta (9) e segunda-feira (12), para quem tomou a primeira dose da Coronavac entre os dias 11 e 15 de março, conforme data anotada na carteira de vacinação.