quarta-feira, 21 de abril de 2021
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

BRASIL E BAHIA REGISTRAM RECORDES DE MORTES COVID: 3.869 E 160 OBITOS

Salvador vacina quase 18 mil pessoas nesta quarta
31/03/2021 às 21:23
 1. Nesta quarta-feira (31) foram registrados 160 óbitos por Covid-19, um novo recorde de mortes pela doença registrados em 24 horas. Anteriormente, o maior número desde o início da pandemia em um boletim epidemiológico havia sido no dia 26 de março, quando houve registro de um total de 155. Apesar de os óbitos terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram contabilizados hoje.

  2. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

  3. A Bahia totaliza, até as 15h desta quarta-feira (31), 1.918.802 doses aplicadas das vacinas contra coronavírus (Covid-19). O número corresponde a 80,4% do total de 2.386.600 doses dos imunizantes Coronavac e da Astrazeneca enviados pelo Ministério da Saúde para o estado desde 18 de janeiro, data de chegada da primeira remessa.

  4. Em um comparativo nacional, a Bahia está posicionada como segundo estado que vacinou o maior percentual da população. Cerca de 12,85% dos habitantes (1.604.370) foram imunizados contra Covid-19, dos quais 314.432 receberam também a segunda dose.

  5. “Estamos vivendo um momento de aceleração da vacinação em todo o estado. Essa é uma vitória dos 417 municípios, que conseguiram alcançar os índices estabelecidos pelo Governo. É preciso que o Ministério da Saúde acelere o envio de doses, garantindo a imunização da população o mais rápido possível”, avalia o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas.

  6. O secretário ressalta ainda a compra de 9,7 milhões de doses da vacina Sputnik V pelo Governo da Bahia, com o objetivo de acelerar a vacinação. “Vamos garantir a imunização de todos acima de 60 anos e profissionais da educação e segurança, o que contribuirá significativamente para acelerar o calendário de imunização na Bahia”, pontua Vilas-Boas. A previsão é que o primeiro lote da vacina russa chegue ao estado no mês de abril.

  7. O Brasil renovou pelo segundo dia consecutivo seu recorde de mortes por covid-19 registradas em 24 horas, com mais 3.869 óbitos nesta quarta-feira, segundo dados do Ministério da Saúde, cuja contagem total de vítimas fatais da doença saltou para 321.515.

  8. Além disso, também foram notificados nesta quarta 90.638 novos casos de coronavírus, com o total de infecções confirmadas no país avançando para 12.748.747, de acordo com o ministério.

  9. Equipes da Secretaria Municipal da Saúde de Salvador garantiram que mais de 17,6 mil pessoas fossem vacinadas nesta quarta-feira (31), contra a Covid-19. Com isso, a capital atinge um novo recorde diário de imunização e ultrapassa a marca de 360 mil indivíduos protegidos contra o vírus.

  10. Só nesta quarta (31), mais de 400 policiais militares com idade igual ou superior a 50 anos, público estreante na Campanha, compareceram nos pontos de vacinação para receber a primeira dose do imunizante. Além deles, foram contemplados também os idosos com 64 anos ou mais; pacientes em hemodiálise e trabalhadores da saúde.

  11. De acordo com o secretário municipal da Saúde, Leo Prates, a estrutura montada pela gestão com 26 pontos de imunização entre drives e postos fixos, além de mais de 1,5 mil profissionais envolvidos em toda operação foram fundamentais para o sucesso da estratégia, mesmo com o grande volume de procura pelas doses.

  12. “A vacina é a maneira mais eficaz de contermos a pandemia. Chegamos a uma significativa marca de 17 mil pessoas vacinadas hoje e o que deve ser chamado a atenção é o nível de organização que demonstramos mesmo com o grande volume de procura nos postos. Esperamos que o Ministério da Saúde encaminhe novas doses para que a gente continue com o ritmo acelerado da imunização em nossa cidade”, destacou Prates.