quarta-feira, 21 de abril de 2021
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

BAHIA TEM 74 MORTES PELA COVID NO DOMINGO E BRASIL REGISTRA 1.605 Segue o fecha quase tudo

Segue o fecha quase tudo até dia 5 de abril, ao menos segundo decreto do governador Rui Costa
28/03/2021 às 11:26

   1. Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.956 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,4%) e 2.993 recuperados (+0,4%). O boletim epidemiológico deste domingo (28) também registra 74 mortes. Apesar de terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro das mortes foram realizadas hoje. Dos 794.437 casos confirmados desde o início da pandemia, 763.504 já são considerados recuperados, 15.973 encontram-se ativos e 14.960 tiveram óbito confirmado.

  2. O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.116.464 casos descartados e 182.310 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas deste domingo. 

  3. Na Bahia, 45.299 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

  4. O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 14.960, representando uma letalidade de 1,88%. Dentre os óbitos, 55,76% ocorreram no sexo masculino e 44,24% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,87% corresponderam a parda, seguidos por branca com 21,38%, preta com 15,20%, amarela com 0,50%, indígena com 0,13% e não há informação em 7,91% dos óbitos. 

  5. O percentual de casos com comorbidade foi de 67,98%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (74,00%).
                                                ******
  6. O Brasil registrou 1.605 novas mortes pela covid-19 neste domingo, 28. A média móvel de vítimas para os últimos sete dias, que elimina distorções entre dias úteis e fim de semana, ficou em 2.598, recorde de toda a pandemia.

  7. O número de novas infecções notificadas foi de 43.402. No total, o Brasil tem 312.299 mortos e 12.532.634 casos da doença, a segunda nação com mais registros, atrás apenas dos Estados Unidos. Em março, o País se tornou o líder no mundo de novos casos e óbitos, o que evidencia o agravamento da pandemia.

  8. Os dados são do consórcio de veículos de imprensa, formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL, com base nas estatísticas das 27 Secretarias Estaduais da Saúde.

  9. A Prefeitura de Salvador inicia, nesta segunda-feira (29), a vacinação contra a Covid-19 para novos públicos em Salvador: pacientes em hemodiálise, farmacêuticos diplomados, auxiliar e técnico da saúde bucal, além do auxiliar e técnico de enfermagem. Também poderão procurar um dos pontos de vacinação os trabalhadores da saúde que atuam em alguma unidade e médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e odontólogos autônomos.

   10. Prossegue ainda, nesta segunda, a imunização com a primeira dose para idosos a partir de 66 anos, e da segunda dose para idosos e trabalhadores da saúde. Para receber o imunizante, é necessário que todos estejam com o nome na lista disponibilizada no site da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), no endereço www. saude. salvador. ba. gov. br . Os postos de vacinação terão horário ampliado em duas horas: das 8h às 18h.

   11. No local de imunização, os profissionais autônomos devem apresentar os seguintes documentos: carteira do conselho de classe e cópia do último Imposto de Renda ou comprovante atualizado de pagamento do ISS, além de contrato de pessoa jurídica ativo ou última nota fiscal. Já os indivíduos que atuam na área da saúde deverão portar a carteira do conselho de classe e apresentar cópia do último contracheque, ou contrato de trabalho pessoa jurídica ativo, ou última nota fiscal.

   12. Para receber a primeira dose da vacina, as pessoas que atuam em áreas afins nos estabelecimentos de saúde, como higienizadores, devem apresentar documento de identificação com foto mais cópia do último contracheque ou última nota fiscal.

   13. A aplicação da segunda dose para completar o esquema vacinal segue normalmente na capital baiana tanto para idosos como para trabalhadores de saúde. É preciso observar a data de retorno no site da SMS e no cartão de vacina obtido na ocasião da primeira aplicação.

   14. Quem recebeu imunização através do Vacina Express não precisa fazer novo registro na plataforma digital. O retorno da equipe de saúde será feito automaticamente de acordo com a data de reforço programada no sistema.

   15. Os idosos a partir de 66 anos também poderão fazer o agendamento da vacinação domiciliar através do Vacina Express, no site vacinaexpress. saude. salvador. ba. gov. br . São ofertadas por dia 200 vagas, preferencialmente, para idosos acamados ou com dificuldade de locomoção.

   16. Para evitar filas, o cidadão a ser imunizado pode utilizar o Filômetro para saber quais os pontos de vacinação com maior ou menor movimentação. As informações estão disponíveis no site filometro. saude. salvador. ba. gov. br .

   17. PONTOS DE VACINAÇÃO POR PÚBLICO

 - Primeira dose de idosos a partir de 66 anos e segunda dose de idosos (com data indicada no cartão de vacinação) 

   18. DRIVES-THRU: Universidade Federal da Bahia – Campus Ondina, Arena Fonte Nova (Nazaré), Atacadão Atakarejo – Fazenda Coutos, 5º Centro de Saúde (Barris), Parque de Exposições (Paralela), Centro de Convenções de Salvador (Boca do Rio), Barradão (Canabrava), Unijorge (Paralela) e Vila Militar (Dendezeiros).

   19. PONTOS FIXOS: USF Vista Alegre, UBS Nelson Piauhy Dourado (Águas Claras), USF Resgate, USF Santa Luzia, USF Federação, USF Plataforma, USF Cajazeiras X, 5º Centro de Saúde (Barris), Unijorge (Paralela), Barradão (Canabrava) e Colégio da Polícia Militar (Dendezeiros).

   20.  Primeira dose para pacientes em hemodiálise e segunda dose para trabalhadores da saúde
DRIVES-THRU: FTC – Campus Paralela e USF San Martim III.
PONTOS FIXOS: USF Colinas de Periperi e FTC – Campus Paralela.
 Primeira dose para trabalhadores da saúde e profissionais autônomos
DRIVES-THRU: Faculdade Baiana de Medicina (Cabula), Faculdade Baiana de Medicina (Brotas) e Universidade Católica do Salvador – Campus Pituaçu.
PONTOS FIXOS: Faculdade Baiana de Medicina (Brotas) e Universidade Católica de Salvador – Campus Pituaçu.
 
   21. As medidas restritivas em Lauro de Freitas foram prorrogadas até as 5h da manhã do dia 05/04. O decreto Nº 4.783 publicado no dia 26/03, que entra em vigência a partir desta segunda-feira, mantém as medidas dos decretos anteriores que autoriza apenas o funcionamento de serviços essenciais no município.

  22. Mercados, farmácias, agências e correspondentes bancários, serviços públicos essenciais, serviços de saúde (hospitais, clínicas, laboratórios) e postos de combustíveis são alguns dos serviços autorizados a funcionar desde que atendam aos protocolos de prevenção a COVID-19, como disponibilização de álcool gel e distanciamento social.

  23. Para os supermercados fica vedada a comercialização de roupas durante todo período de vigência do decreto. A comercialização de bebidas alcoólicas em quaisquer estabelecimentos, inclusive por sistema de entrega em domicílio (delivery) e retirada no local continua proibida durante o final de semana (entre às 17h da sexta-feira e 5h da segunda-feira). Os corredores destinados a estes produtos devem ser interditados.

  24. As praias permanecem interditadas e as barracas fechadas. È permitido apenas caminhada e a prática de esporte de modalidade individual. Também continuam proibidos eventos desportivos coletivos e amadores, cerimônias de casamento, eventos recreativos em locais públicos ou privados, circo, eventos científicos, solenidades de formatura, passeatas e afins, bem como aulas em academias de dança e ginástica.

  25. Os atos religiosos litúrgicos poderão ocorrer dentro do horário de circulação permitido e desde que respeitem os protocolos sanitários estabelecidos, especialmente o distanciamento social adequado e o uso de máscaras. O espaço deve ser bem ventilado e a limitação da ocupação deve ser no máximo de 20% (vinte por cento) da capacidade do local.