quarta-feira, 21 de abril de 2021
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

NÚMERO DE INFECTADOS COM COVID NA BAHIA CAI PARA 14.631; 139 ÓBITOS

Governo federal manda mais vacinas para a Bahia lote com 347 mil, na sexta
24/03/2021 às 11:32
  1. Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 4.237 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,5%) e 4.247 recuperados (+0,6%). O boletim epidemiológico desta quinta-feira (25) também registra 139 mortes. Apesar de terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro das mortes foram realizadas hoje. Dos 783.558 casos confirmados desde o início da pandemia, 752.934 já são considerados recuperados, 15.993 encontramse ativos e 14.631 tiveram óbito confirmado.

  2. O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.106.734 casos descartados e 182.663 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quinta-feira. Na Bahia, 45.098 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

  3. O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 14.631, representando uma letalidade de 1,87%. Dentre os óbitos, 55,85% ocorreram no sexo masculino e 44,15% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,88% corresponderam a parda, seguidos por branca com 21,30%, preta com 15,19%, amarela com 0,51%, indígena com 0,14% e não há informação em 7,98% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 68,29%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (74,03%).

  4. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

  5. (BRASIL) O Brasil registrou nesta quinta-feira 100.158 novos casos de coronavírus, superando pela primeira vez desde o início da pandemia o patamar de 100 mil infecções em um único dia, segundo dados do Ministério da Saúde.

  6. Com isso, o total de contaminados pelo coronavírus no País saltou para 12.320.169, segunda maior contagem global, atrás somente dos Estados Unidos. A máxima diária anterior era de 19 de março, quando foram contabilizados 90.570 casos.

  7. Além disso, o ministério também reportou nesta quinta 2.777 novos óbitos em decorrência da covid-19, o que eleva o total de vítimas fatais da doença no Brasil a 303.462 - também o segundo maior nível do mundo.

  8. O Brasil registrou nas últimas 24 horas 2.639 novos óbitos decorrentes da covid-19, segundo dados reunidos pelo consórcio de veículos de imprensa. Com as novas mortes, o País chegou a um total de 303.726 vítimas da doença desde o início da pandemia. O número de diagnósticos confirmados da doença no último dia bateu novo recorde, com quase 100 mil casos.

  9. Os dados do consórcio formado por Estadão, G1, O Globo, Extra, Folha e UOL coleta dados junto às secretarias estaduais de Saúde. Os números mais recentes mostram o País no pior momento da pandemia, com recordes recentes de casos, internações e mortes.

  10. A média móvel de óbitos ficou em 2.276 nesta quinta-feira, 25. O número leva em consideração dados dos últimos sete dias para melhor avaliar a tendência da pandemia nas cidades brasileiras. A média tem se mantido acima de 2 mil desde o dia 17 de março. Na última semana, 15.931 pessoas morreram em decorrência da covid-19.

  11. Segundo o boletim do consórcio, o Brasil registrou 97.586 novos casos nas últimas 24 horas, chegando a um total de 12.324.765 diagnósticos confirmados. Os 97 mil novos casos é o maior volume de registros em um único dia desde o início da pandemia.11. 

  12. O governo federal envia mais 347 mil doses de vacina contra Covid-19 chegarão à Bahia nesta sexta-feira (26). O voo comercial trazendo a nova remessa tem previsão de pouso no aeroporto de Salvador por volta das 10h. Do total de doses, 141 mil foram produzidas pela Fiocruz e 206 mil pelo Butantan. Com esta carga, a Bahia totalizará 2.039.947 doses de imunizantes recebidos desde o dia 18 de janeiro, quando chegou a primeira remessa.

  13. Com 1.213.020 vacinados contra a Covid-19, dos quais 303.015 receberam também a segunda dose, até as 15 horas desta quinta-feira (25), a Bahia é um dos estados do País com o maior número de imunizados. Na última terça-feira (23) a Bahia ultrapassou a marca de 1 milhão de baianos vacinados com a primeira dose da vacina contra o a doença. 

  14. Na avaliação do secretário da Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, “o número de mais de um milhão de baianos vacinados representa uma esperança para a sociedade e, em breve, com a chegada da vacina Sputnik V adquirida pelo governador Rui Costa, avançaremos mais rápido na imunização”, ressalta o secretário.

  15. As vacinas serão enviadas para o interior da Bahia em aeronaves do Grupamento Aéreo (Graer) da Polícia Militar e da Casa Militar do Governador (CMG), após a organização das doses feita pela equipe da coordenação de imunização do estado. Elas serão encaminhadas para as centrais regionais no interior da Bahia e depois despachadas para os municípios.

  16. As doses que chegarão nesta sexta-feira serão enviadas, exclusivamente, aos municípios que aplicaram 85% ou mais das doses anteriores. Esta foi uma decisão da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que é uma instância deliberativa da saúde e reúne representantes dos 417 municípios e o Estado.

  17. Esta nova remessa dará possibilidade de que continue sendo imunizado o público alvo da primeira fase do plano de vacinação contra Covid-19. Outra definição feita em CIB autorizou os municípios que conseguirem alcançar as metas da primeira fase, a ampliar a aplicação das doses para idosos de 65 anos ou mais, de forma decrescente de idade. Também em reunião da CIB ficou definido que a população quilombola e pessoas com doença renal crônica em tratamento de hemodiálise poderão ser vacinadas.

  18. Em decisão monocrática publicada nesta quinta-feira (25), a ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Carmen Lúcia deferiu a tutela de urgência requerida pelo Estado da Bahia para prorrogar o prazo para apresentação do Relatório de Gestão Final, bem como de execução dos projetos emergenciais fomentados pela Lei Aldir Blanc. Pela decisão, o prazo foi prorrogado até julgamento de mérito da ação.

  19. Segundo a ministra, “o perigo de dano ou o risco ao resultado útil do processo são evidenciados pela possibilidade de a União aplicar sanções à Bahia, impactando também os profissionais da cultura, pelo descumprimento do prazo para apresentação do Relatório de Gestão Final e o de execução dos projetos ao Ministério de Turismo”.

  20. A Procuradoria Geral do Estado da Bahia (PGE), a partir de uma demanda apresentada pela Secretaria de Cultura (Secult), moveu, junto ao STF, uma ação cível originária contra a União requerendo a prorrogação dos prazos para a execução e prestação de contas do uso dos recursos repassados por meio da Lei Aldir Blanc, afastando-se quaisquer ônus ou penalidades para o Estado da Bahia ou para os agentes culturais apoiados com recursos da Lei no 14.017/2020.

  21. “Esta é uma primeira e muito importante vitória, que beneficia milhares de trabalhadores envolvidos nos mais de 1870 projetos contemplados pelos editais do Programa Aldir Blanc Bahia. Reforço que não há outro caminho que seja mais humano e pertinente para o momento do que a prorrogação dos prazos de execução da Lei Aldir Blanc. Nossa expectativa agora é de que o julgamento de mérito da ação, quando ocorrer, seja também favorável à comunidade cultural que vem demandando por mais tempo. Permanecemos mobilizados em prol da cultura”, afirmou a secretária estadual de Cultura, Arany Santana.