ter?a-feira, 22 de setembro de 2020
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

CASOS ATIVOS DE PACIENTES COM COVID-19 NA BAHIA CAEM PARA 7.830

Número de óbitos em 24h no Estado foi de 40 e reduziu em termos de média diária
09/09/2020 às 09:27
 1. Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.274 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,8%) e 2.245 curados (+0,9%). Dos 275.088 casos confirmados desde o início da pandemia, 261.484 já são considerados curados e 7.830 encontram-se ativos. A base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus está disponível em https://bi.saude.ba.gov.br/transparencia/.

  2. Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

  3. Os casos confirmados ocorreram em 416 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (29,36%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram: Ibirataia (6.067,14), Almadina (5.911,41), Itabuna (5.264,44), Dário Meira (4.967,32), Salinas da Margarida (4.793,92).

   4. O boletim epidemiológico contabiliza ainda 518.122 casos descartados e 85.196 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quarta-feira (9).

  5. Na Bahia, 24.104 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

  6. O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 40 óbitos que ocorreram em diversas datas, conforme tabela abaixo. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. 
                                                        ****
  7. A assistência à saúde na capital baiana ganhou um reforço com a inauguração de uma nova Unidade Básica de Saúde (UBS). Instalada no bairro de Pirajá, a unidade foi entregue nesta quarta-feira (09), pelo governador Rui Costa, acompanhado do secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas.

   8. Para construir e equipar a unidade foram investidos pelo governo do estado cerca de R$3,4 milhões, financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento. Esse valor também contemplou a entrega de uma Academia de Saúde no espaço.

  9. Rui lembrou que os equipamentos construídos pelo Estado serão cedidos para a administração da Prefeitura Municipal de Salvador. “Hoje estamos fazendo a entrega da UBS e de uma academia de saúde, equipamento que visa estimular a população a fazer exercícios físicos. Esta já é a sexta Unidade Básica que o Governo do Estado entrega somente em Salvador, onde também já inauguramos unidades do CAPS e outras academias de saúde. 

   10. Presente no evento, o prefeito ACM Neto falou sobre a expectativa de atendimentos na UBS entregue nesta quarta. “A estimativa é que, por dia, quase 500 pessoas sejam assistidas nesta unidade de saúde em Pirajá. Quero destacar, mais uma vez, a importância desta parceria firmada entre o Governo do Estado e a Prefeitura de Salvador. Já são seis unidades básicas entregues pelo governo somente este ano”, enfatizou.

  11. Na UBS, os pacientes receberão atendimentos básicos em pediatria, ginecologia, clínica geral, enfermagem e odontologia. Os principais serviços oferecidos são consultas médicas, inalações, injeções, curativos, vacinas, coleta de exames laboratoriais, tratamento odontológico, encaminhamentos para especialidades e fornecimento de medicação básica.
                                                                      ******
   12. A Prefeitura inaugura nesta quinta-feira (10), às 11h, o novo Mercado Municipal de Cajazeiras, localizado na Avenida Engenheiro Raimundo Carlos Nery, em Cajazeiras X. Depois das obras de requalificação iniciadas após o incêndio, a equipamento vai abrigar também a nova sede da Prefeitura-Bairro e do distrito sanitário da região, bem como mais um Espaço Boca de Brasa. Na mesma solenidade, o prefeito ACM Neto estará à disposição para tratar das medidas contra o novo coronavírus.

  13. Estudantes, professores e funcionários do bairro de Plataforma tiveram, nesta quarta-feira (9), mais um dia de testagens para o novo Coronavírus. Desta vez, foram as comunidades escolares dos colégios estaduais de Plataforma e Aristides de Souza as contempladas com o atendimento na própria sede do Aristides de Souza, escola-polo do bairro. 

   14. Os testes são do tipo RT-PCR e estão sendo aplicados a partir de um calendário programado pela Secretaria da Educação do Estado (SEC) nas escolas do Subúrbio Ferroviário de Salvador, que começou no último dia 31. Veja programação abaixo.

  15. O secretário da Educação do Estado, Jerônimo Rodrigues, que acompanhou durante toda a manhã a aplicação dos testes, falou da recepção da comunidade escolar à ação, realizada em parceria com a Secretaria da Saúde do Estado (SESAB). 

  16. "Mesmo sendo uma inciativa que nos ajuda em um planejamento de retorno às aulas, considero que a testagem tem mais um contexto de cuidado com a população, dando a oportunidade de que façam o teste muitos jovens e profissionais que não teriam condição de realizá-lo.

  17. E vemos que foi uma decisão acertada pelo fluxo de participações, nos dando a condição de readequar o cronograma, antecipando o atendimento a todas escolas até o dia 24 de setembro", destacou.

  18. O Programa de Pesquisas para o SUS (PPSUS) está recebendo inscrições até o dia 28 de setembro. Com recursos globais de R$ 5,25 milhões, o edital vai financiar projetos de até R$ 200 mil, de pesquisadores-doutores vinculados às instituições de Ciência e Tecnologia da Bahia ou aos Serviços de Saúde que possuem atividades de ensino e pesquisa.

  19. A previsão é de que o resultado esteja disponível a partir do dia 20 de novembro. O edital pode ser acessado no site da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia (Fapesb): http://www.fapesb.ba.gov.br/chamada-fapesb-no-022020-programa-pesquisa-para-o-sus-gestao-compartilhada-em-saude-ppsus/

   20. Do total de recursos, R$ 3,5 milhões foram repassados pelo Ministério da Saúde e R$ 1.750.000,00 disponibilizados pela Fapesb. Segundo o diretor-geral da Fapesb, Márcio Costa, as propostas podem ser em 35 linhas temáticas, distribuídas em cinco eixos. "As pesquisas vão desde ações de vigilância à saúde até educação e saúde, entre os quais eu destaco algumas linhas com foco no enfrentamento direto ao novo coronavirus", afirmou.
 
  21. O superintendente de Assistência Farmacêutica da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab), Luiz Henrique d'Utra destacou a importância da pesquisa para o SUS. "Os eixos temáticos são definidos dentro da Secretaria da Saúde, com pesquisa que fazemos com gestores e técnicos da Sesab, e assim nós definimos qual é a área de relevância e de interesse do SUS para o Estado da Bahia".
 
  22. Segundo Luiz Henrique, após a definição dos eixos, a Fapesb consulta a comunidade acadêmica, que sugere linhas de pesquisa. "A seleção vai considerar os projetos apresentados dentro de cada linha de pesquisa. Os critérios adotados são relativos à relevância da pesquisa para a área da saúde, dentro das peculiaridades do estado. Então a partir de pesos e critérios estabelecidos no edital os projetos são selecionados".
 
  23. O último edital, lançado em 2017, aportou recursos da ordem de R$ 7 milhões para o desenvolvimento de 156 projetos de pesquisas. "Os projetos estão em desenvolvimento e que devem ser concluídas até o ano que vem. Um processo desses, entre a criação do edital, seleção, desenvolvimento e conclusão, leva em torno de 3 a 4 anos", explica Luiz Henrique.

  24. A intensificação dos trabalhos de combate ao Aedes aegypti por equipes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), resultou em uma redução em 56% nas notificações para dengue, zika e chikugunya em Salvador. No total, no mês de junho foram 2.322 ocorrências e em julho, uma queda acentuada apresentou 1.002 casos na cidade.

  25. Em números isolados, os agravos que mais apresentaram redução foram chikugunya e zika com 57% ambas, seguidas por dengue com 56,6%.