segunda-feira, 03 de agosto de 2020
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

TAXA DE OCUPAÇÃO DE LEITOS COVID BA SOBE PARA 78%. SEGUE TUDO FECHADO.

Segundo o governador Rui Costa (PT) e o prefeito ACM Neto (DEM) o comércio só abrirá com taxa de - 75%
15/07/2020 às 10:26
  MIUDINHAS GLOBAIS:

   1. (BRASIL):O Brasil ultrapassou a marca de 75 mil mortes por covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus, cerca de quatro meses após o primeiro registro oficial. De acordo com balanço divulgado pelo Ministério da Saúde, foram notificadas 1.233 vítimas nas últimas 24 horas. Com isso, o total foi para 75.366.

   2. O País, que é segundo em número de mortes em todo o mundo, tem mais que o dobro de óbitos da Índia (592.032) —terceiro no ranking—, segundo dados do mapa da pandemia da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos.

   3. As secretarias estaduais de saúde também confirmaram 39.924 novos casos da infecção, entre ontem e hoje. Com os dados, o Brasil atingiu 1.966.748 pessoas diagnosticadas com a doença desde o início da crise sanitária.

  2. (BAHIA): A SESAB ao invés de faciliar a vida da imprensa na divulgação da pandemia do coronavirus complica. Diz que, quarta-feira (15), a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) disponibilizará, para acesso público, a base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus (Covid-19). Para fazer o download, é simples: basta acessar o link bi.saude.ba.gov.br/transparencia/ e clicar no ícone localizado no topo da página.

  3. A iniciativa amplia transparência e possibilita que qualquer cidadão, em qualquer lugar do mundo, possa acompanhar e analisar a evolução da pandemia na Bahia. Progressivamente novas funcionalidades e filtros serão implementados.

  4. Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.964 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +2,7%), 54 óbitos (+2,1%) e 4.557 curados (+5,5%). Dos 112.993 casos confirmados desde o início da pandemia, 86.708 já são considerados curados, 23.647 encontram-se ativos e 2.638 tiveram óbito confirmado de coronavírus.

  5. Os casos confirmados ocorreram em 399 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (40,64%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Gandu (2.721,97), Itajuípe (2.435,22), Ipiaú (2.020,80), Lauro de Freitas (1.786,43) e Itabuna (1.746,06).

   6. O boletim epidemiológico contabiliza ainda 224.802 casos descartados e 96.978 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quarta-feira (15).

  7. Em resumo, o número de infectados na Bahia subiu para 112.993 e o número de mortos para 2.683. São 943 leitos de UTI adultos e 740 estão ocupados, o que corresponde a 78%. Como o governador do Estado, Rui Costa, e o prefeito de Salvador, ACM Neto, decidiram que o comércio só com taxa de - 75% tudo permancerá fechado.
                                                   *****
   8. O Governo do Estado entregou, nesta quarta-feira (15), o maior investimento em saúde já realizado no interior da Bahia. O Hospital Geral Clériston Andrade 2 foi vistoriado pelo governador Rui Costa e oficialmente entregue à população, mas sem evento de inauguração. Instalado em uma área de 25 mil metros quadrados, o HGCA 2 contou com um investimento de R$ 60 milhões.

   9. “Esse equipamento está entre os melhores da Bahia, incluindo os privados. Aqui tem equipamentos que a rede privada não possui, nem em Feira de Santana, nem em Salvador. É uma unidade de primeiro mundo, não só tecnicamente falando, mas também estruturalmente e esteticamente. 

  10. Além disso, possui o selo verde, por possuir placa solar, estrutura para reuso de água e ar condicionados funcionando com gás natural, o que significa que o hospital terá um baixo consumo de energia elétrica, esta que funcionará de forma alternativa ao gás”, revelou o governador.

  11. A unidade funciona em prédio de três pavimentos onde foi implantado um centro cirúrgico com 11 salas de cirurgias e outras três para procedimentos invasivos, além de um Centro de Hemorragia Digestiva e um setor de bioimagem. O HGCA 2 é considerado um prédio verde com certificação de eficiência energética e biossegurança. Outro diferencial do hospital é a informatização, os prontuários serão eletrônicos em substituição ao papel no trâmite de informações dos pacientes.

  12. Estão abertas as inscrições para o projeto Líder Empreendedor Social, promovido pelo Parque Social, em parceria com a Prefeitura, com o objetivo de capacitar pessoas em empreendedorismo social.Os interessados devem ter entre 18 e 60 anos, ensino médio completo e atuar como liderança comunitária ou desejar fazer a diferença na localidade onde vive.

  13. As inscrições podem ser feitas até esta sexta-feira (17), por meio do site www. parquesocial. org.br. Quem passar na primeira etapa do processo seletivo fará uma entrevista on-line, que deverá ocorrer entre os dias 20 e 30 de julho.

  14. Por conta da pandemia do novo coronavírus, as aulas serão desenvolvidas por meio virtual entre setembro de 2020 e maio de 2021. Os alunos terão aula duas vezes na semana nos turnos matutino e vespertino e poderão escolher entre segundas e quartas ou terças e quintas. Ao todo, são 90 vagas para a capacitação gratuita com direito a certificado.

   15. Estão abertas as inscrições para o projeto Líder Empreendedor Social, promovido pelo Parque Social, em parceria com a Prefeitura, com o objetivo de capacitar pessoas em empreendedorismo social.Os interessados devem ter entre 18 e 60 anos, ensino médio completo e atuar como liderança comunitária ou desejar fazer a diferença na localidade onde vive.

  16. As inscrições podem ser feitas até esta sexta-feira (17), por meio do site www. parquesocial. org.br. Quem passar na primeira etapa do processo seletivo fará uma entrevista on-line, que deverá ocorrer entre os dias 20 e 30 de julho.

  17. Por conta da pandemia do novo coronavírus, as aulas serão desenvolvidas por meio virtual entre setembro de 2020 e maio de 2021. Os alunos terão aula duas vezes na semana nos turnos matutino e vespertino e poderão escolher entre segundas e quartas ou terças e quintas. Ao todo, são 90 vagas para a capacitação gratuita com direito a certificado.

  18. Agricultores familiares da Associação de Pescadores e Marisqueiras do Dendê (Asmad), localizada em Maragogipe, no Recôncavo baiano, receberam investimentos do Governo do Estado para desenvolver a atividade pesqueira da comunidade. A atividade vem promovendo aumento na renda e melhoria da qualidade de vida das famílias beneficiadas.

   19. Foram R$460,5 mil de investimentos, realizados por meio projeto Bahia Produtiva, via edital de aquicultura e pesca artesanal, com a entrega de 18 embarcações, dez barracas de feira, cinco freezers, dez kits de equipamento de proteção individual (EPI) e kits petrechos para marisqueiras.

  20. Para o presidente da associação, Genilson de Jesus, conhecido como Preto, as ações do Bahia Produtiva envolvem toda a comunidade: “O projeto vai melhorar não só as condições de vida das 60 famílias envolvidas diretamente, mas de cerca de 600 famílias de toda a comunidade, mesmo que indiretamente, pois a oxigenação do comércio, devido ao trabalho dessas embarcações na atividade de pesca, atinge a todos”.

  21. “Um novo olhar para a arquitetura no pós-pandemia” é o tema da live da PRIMA Empreendimentos, nesta quinta-feira, dia 16 de julho, às 19h, no instagram @primahub. Com o comando dos arquitetos baianos Antonio Caramelo e Margarete Iglesias, o bate-papo terá foco no “Novo normal, novos comportamentos que virarão hábitos”. A mediação será da arquiteta da PRIMA, Jéssica Hurbath. 

   22. Antonio Caramelo é responsável pelo projeto arquitetônico do Horto Parque Barcelona – o mais novo residencial de alto luxo lançado pela incorporadora. Já Margarete Iglesias é a idealizadora da unidade decorada do empreendimento, além do projeto das áreas comuns.

  23. A impressão 3D, um dos pilares da indústria 4.0, tem sido fundamental para salvar vidas durante a pandemia do novo coronavírus. No Brasil, a rapidez e, especialmente, o baixo custo dos processos produtivos, já estão ajudando na produção de itens como máscaras de proteção e protótipos de ventiladores pulmonares. 

   24. Como referência neste segmento no país, a Braskem doou 120 bobinas de filamentos plásticos para este fim e está apoiando o trabalho de doze centros de pesquisa em impressão 3D, nos estados da Bahia, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e São Paulo.

   25. O filamento de polipropileno (PP), produzido pela própria Braskem para uso em impressoras 3D, está sendo utilizado para fabricação de hastes para cerca de cinco mil máscaras do tipo face-shield, que serão distribuídas gratuitamente aos profissionais de saúde que atuam em hospitais da rede pública nas respectivas regiões dos centros de pesquisa. 

   26. Na Bahia, o produto foi doado para a Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado da Bahia, que redistribuiu para sete centros tecnológicos do SENAI no interior do estado; no Rio de Janeiro, a iniciativa beneficiou centro de pesquisa em impressão 3D da Pontifícia Universidade Católica (PUC-RJ); no Rio Grande do Sul, o Parque Científico e Tecnológico (Tecnopuc) da PUC-RS e a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), coordenados pelo  grupo Brothers in Arms; em São Paulo, o material foi doado para a 3D Criar e a Inkubetech, que apoiam o Projeto Hígia.

    27. Além da doação de matéria-prima, as equipes especializadas em impressão 3D da Braskem também estão apoiando remotamente os centros de pesquisa na operação desta nova matéria-prima utilizada para impressão 3D das peças. 

   28. “Embora a impressão 3D não seja uma novidade no Brasil, algumas tecnologias ainda estão em desenvolvimento e o filamento de polipropileno ainda é pouco conhecido pela indústria. Nesse sentido, a Braskem também colabora para o desenvolvimento de novas tecnologias e suporte técnico para que este segmento avance no Brasil”, explica Fabio Lamon, líder de Inovação e Tecnologia para Manufatura Aditiva na Braskem.