quarta-feira, 21 de abril de 2021
Colunistas / Miudinhas
Tasso Franco

COVID BR: 60.194 MORTES; 1.409.693 INFECTADOS; BA: 76.485; ÓBITOS 1902

Na Bahia, 9.005 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. TAxa de ocupação de leitos na Bahia 62%
01/07/2020 às 09:45
 MIUDINHAS GLOBAIS:
 
   1. (BRASIL): O Brasil passou das 60 mil mortes por coronavírus confirmadas na manhã desta quarta-feira (1º), pouco mais de 4 meses após a doença chegar ao país. Os dados são de um levantamento feito pelo consórcio de veículos de imprensa a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde.

  2. Veja os dados atualizados às 13h desta quarta-feira (1): 60.194 mortos; 1.426.913 casos confirmados
Antes da atualização das 13h, o consórcio divulgou um primeiro boletim, às 8h. Segundo os dados disponibilizados naquele horário, pela manhã, o Brasil contava 59.745 mortos e 1.409.693 casos confirmados.

   3. (BAHIA): Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 3.178 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +4,3%), 49 óbitos (+2,6%) e 3.165 curados (+6,6%). Dos 76.485 casos confirmados desde o início da pandemia, 50.924 já são considerados curados, 23.659 encontram-se ativos e 1.902 tiveram óbito confirmado.

   4. As confirmações ocorreram em 388 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (46,53%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Itajuípe (1.932,56), Gandu (1.737,49), Ipiaú (1.536,85), Uruçuca (1.369,46) e Itabuna (1.236,73).

  5. O boletim epidemiológico contabiliza 76.485 casos confirmados, 166.313 casos descartados e 78.797 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta quarta-feira (1).

   6. Na Bahia, dos 2.284 leitos disponíveis do Sistema Único de Saúde (SUS) exclusivos para coronavírus, 1.427 possuem pacientes internados, o que representa uma taxa de ocupação de 62%. No que se refere aos leitos de UTI adulto e pediátrico, dos 916 leitos exclusivos para o coronavírus, 720 possuem pacientes internados, compreendendo uma taxa de ocupação de 79%.

  7. Cabe ressaltar que o número de leitos é flutuante, representando o quantitativo exato de vagas disponíveis no dia. Intercorrências com equipamentos, rede de gases ou equipes incompletas, por exemplo, inviabilizam a disponibilidade do leito. Ressalte-se que novos leitos são abertos progressivamente mediante o aumento da demanda.

  8. A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) contabiliza 1.902 mortes pelo novo coronavírus.

1854º óbito – homem, 81 anos, residente em Salvador, portador de diabetes e doença cardiovascular, foi internado dia 18/05 e foi a óbito dia 19/06, em unidade da rede privada, em Salvador;

1855º óbito – mulher, 87 anos, residente em Inhambupe, portadora de doença renal crônica, foi internada dia 29/05 e foi a óbito dia 04/06, em unidade da rede pública, em Alagoinhas;

1856º óbito – mulher, 80 anos, residente em Salvador, portadora de doença cardiovascular, data de admissão não informada, foi a óbito dia 30/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1857º óbito – homem, 86 anos, residente em Teixeira de Freitas, portador de hipertensão arterial, data de admissão não informada, foi a óbito dia 30/06, em unidade da rede pública, em Teixeira de Freitas;

1858º óbito – homem, 74 anos, residente em Teixeira de Freitas, sem comorbidades, foi internado dia 08/06 e foi a óbito dia 30/06, em unidade da rede pública, em Teixeira de Freitas;

1859º óbito – homem, 69 anos, residente em Juazeiro, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 29/06, em unidade da rede pública, em Juazeiro;

1860º óbito – homem, 58 anos, residente em Itabuna, portador de hipertensão arterial e diabetes, foi internado dia 03/06 e foi a óbito dia 14/06, em unidade da rede pública, em Itabuna;

1861º óbito – homem, 54 anos, residente em Dias D’Ávila, portador de diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 19/06, em unidade da rede pública, em Camaçari;

1862º óbito – homem, 77 anos, residente em Juazeiro, sem comorbidades, foi internado dia 22/06 e foi a óbito dia 26/06, em unidade da rede privada, em Juazeiro;

1863º óbito – mulher, 55 anos, residente em Alagoinhas, portadora de hipertensão arterial e diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 22/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1864º óbito – mulher, 60 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes, data de admissão não informada, foi a óbito dia 09/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1865º óbito – homem, 95 anos, residente em Itapebí, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 30/06, em unidade da rede pública, em Itapebí.

1866º óbito – homem, 39 anos, residente em Lauro de Freitas, portador de diabetes, foi internado dia 12/06 e foi a óbito dia 24/06, em unidade da rede pública, em Salvador;

1867º óbito – homem, 35 anos, residente em Aporá, portador de tabagismo, data de admissão não informada, foi a óbito dia 20/05, em unidade da rede pública, em Aporá;

1868º óbito – homem, 63 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, diabetes e obesidade, foi internado dia 22/06 e foi a óbito na mesma data (22/06), em unidade da rede privada, em Salvador;

1869º óbito – homem, 77 anos, residente em Eunápolis, sem comorbidades, foi internado dia 03/06 e foi a óbito dia 03/06, em unidade da rede privada, em Vitória da Conquista;

1870º óbito – homem, 61 anos, residente em Brumado, sem informação de comorbidades, data de admissão não informada, foi a óbito dia 14/06, em unidade da rede particular, em Vitória da Conquista;

1871º óbito – homem, 80 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, neoplasia, doença do sistema nervoso e doença genética, foi internado dia 04/06 e foi a óbito dia 01/07, em unidade da rede particular, em Salvador;

1872º óbito – menino, 9 anos, residente em Eunápolis, sem comorbidades, foi internado dia 25/06 e foi a óbito na mesma data (25/06), em unidade da rede pública, em Itabuna;

1873º óbito – mulher, 80 anos, residente em Ilhéus, portadora de hipertensão arterial e diabetes, foi internada dia 04/06 e foi a óbito dia 22/06, em unidade da rede pública, em Itabuna;

1874º óbito – homem, 51 anos, residente em Salvador, portador de diabetes mellitus e doença renal crônica. Internado dia 24/06, foi a óbito dia 30/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1875º óbito – homem, 79 anos, residente em Vitória da Conquista, portador de doença cardiovascular e fumante. Internado dia 18/06, foi a óbito dia 25/06, em hospital da rede particular, em Vitória da Conquista;

1876º óbito – mulher, 93 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial. Internada dia 27/06, foi a óbito dia 29/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1877º óbito – mulher, 61 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial e diabetes mellitus. Sem informações acerca da data de internação, foi a óbito dia 29/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1878º óbito – mulher, 77 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial. Internada dia 17/06, foi a óbito dia 29/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1879º óbito – homem, 42 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e diabetes mellitus. Internado dia 08/06, foi a óbito dia 20/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1880º óbito – mulher, 35 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, diabetes mellitus e doença cardiovascular. Internada dia 29/06, foi a óbito no mesmo dia (29/06), em hospital da rede pública, em Salvador;

1881º óbito – mulher, 42 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, diabetes mellitus e obesidade. Internada dia 24/06, foi a óbito dia 30/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1882º óbito – homem, 62 anos, residente em Itabuna, portador de hipertensão arterial e doença cardiovascular. Internado dia 16/06, foi a óbito dia 29/06, em hospital filantrópico, em Itabuna;

1883º óbito – mulher, 95 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, diabetes mellitus e doença cardiovascular. Internada dia 16/06, foi a óbito dia 29/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1884º – óbito – homem, 66 anos, residente em Candeias, portador de hipertensão arterial e obesidade. Internado dia 20/06, foi a óbito dia 25/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1885º óbito – mulher, 70 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, doença cardiovascular e doença respiratória crônica. Internada dia 12/06, foi a óbito dia 23/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1886º óbito – mulher, 89 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, diabetes mellitus e doença renal crônica. Internada dia 22/06, foi a óbito dia 28/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1887º óbito – homem, 42 anos, residente em Salvador, portador de doença cardiovascular e obesidade. Internado dia 13/06, foi a óbito dia 27/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1888º óbito – homem, 86 anos, residente em Monte Santo, sem informações acerca de comorbidades. Também sem informações sobre a data de internação, foi a óbito dia 13/06, em hospital da rede pública, em Monte Santo;

1889º óbito – homem, 85 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial. Internado dia 13/06, foi a óbito dia 23/06, em hospital da rede particular, em Salvador;

1890º óbito – homem, 38 anos, residente em Salvador, portador de doença renal crônica. Internado dia 12/06, foi a óbito dia 30/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1891º óbito – homem, 63 anos, residente em Salvador, portador de doença cardiovascular e doença renal crônica. Internado dia 21/05, foi a óbito dia 25/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1892º óbito – homem, 82 anos, residente em Dias D´Ávila, portador de doença cardiovascular. Internado dia 26/05, foi a óbito dia 15/06, em hospital da rede particular, em Salvador;

1893º óbito – homem, 53 anos, residente em Feira de Santana, portador de hipertensão arterial. Internado dia 21/06, foi a óbito dia 24/06, em hospital da rede pública, em Feira de Santana;

1894º óbito – mulher, 82 anos, residente em Camaçari, portador de hipertensão arterial e diabetes mellitus. Internado dia 22/05, foi a óbito dia 25/05, em unidade da rede pública, em Feira de Santana;

1895º óbito – mulher, 39 anos, residente em Lauro de Freitas, portadora de doença cardiovascular. Internada dia 01/06, foi a óbito dia 20/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1896º óbito – mulher, 86 anos, residente em Salvador, portadora de hipertensão arterial, doença cardiovascular e doença respiratória crônica. Internada dia 07/06, foi a óbito dia 21/06, em hospital da rede particular, em Salvador;

1897º óbito – homem, 53 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial e doença renal crônica. Internado dia 03/06, foi a óbito dia 29/06, em hospital filantrópico, em Salvador;

1898º óbito – homem, 68 anos, residente em Salvador, portador de hipertensão arterial, diabetes mellitus e doença cardiovascular. Internado dia 20/05, foi a óbito dia 29/06, em hospital da rede particular, em Salvador;

1899º óbito – homem, 20 anos, residente em Salvador, sem informações acerca de comorbidades. Internado dia 30/05, foi a óbito dia 06/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1900º óbito – homem, 60 anos, residente em Salvador, portador de diabetes mellitus e neoplasias. Internado dia 19/06, foi a óbito dia 30/06, em hospital filantrópico, em Salvador;

1901º óbito – homem, 70 anos, residente em Salvador, portador de diabetes mellitus e doença cardiovascular. Internado dia 05/06, foi a óbito dia 12/06, em hospital da rede pública, em Salvador;

1902º óbito – homem, 74 anos, residente em Salvador, portador de doença cardiovascular. Internado dia 07/06, veio a óbito dia 18/06, em Hospital da rede particular, em Salvador.
                                                    ******
  9. O Governo da Bahia assinou contrato para abertura de 30 leitos dedicados ao tratamento de pacientes com diagnóstico positivo para o novo coronavírus no município de Juazeiro. Serão 10 leitos de UTI e 20 leitos clínicos no Hospital Promatre, para reforçar a rede do Sistema Único de Saúde (SUS) na região a partir desta semana.

  10. De acordo com o secretário da Saúde do Estado, Fábio Vilas-Boas, a unidade deve começar a receber pacientes ainda nesta semana. “Nosso principal esforço, frente à pandemia, é ampliar e descentralizar o atendimento aos pacientes com diagnóstico positivo. Dessa forma, reduzimos a necessidade de deslocamento dos pacientes e ampliamos a resolutividade da rede de saúde”, afirma o secretário.

  11. Após a entrega, a região Norte passará a contar com 161 leitos exclusivos à Covid-19, sendo 40 na Promatre e 39 no Hospital Regional, ambos em Juazeiro, além de 40 leitos no Hospital São Pedro, em Remanso, bem como 30 leitos no município de Paulo Afonso e outros 22 na localidade de Senhor do Bonfim.

   12. Uma reforma está em andamento no Hospital Regional, onde serão abertos 20 novos leitos de UTI dedicados exclusivamente à Covid-19. A previsão é que a obra esteja concluída no final do mês.

  13. O prefeito ACM Neto afirmou, na tarde desta quarta-feira (1º), que: “Só vamos abrir o comércio quando for possível abrir. Não vou ceder à pressão. (...) As decisões serão tomadas pensando no cuidado com a vida das pessoas. Podem pressionar o quanto quiser. Podem fazer buzinaço na frente de minha casa, nada disso vai impedir de tomar as decisões”, afirmou ele em conversa com jornalistas.

  14. Ele lembrou que também tem sido prejudicado. “Eu sou empresário, meu padrão de vida vem do setor privado. Vocês acham que eu gostaria de sacrificar meus negócios, empresas da minha própria família? Só vamos abrir o comércio quando for possível abrir. Não vou ceder à pressão”, reforçou.

   15. Ainda nesse embalo, refletiu sobre os níveis desiguais de vulnerabilidade que envolveriam uma retomada no meio da pandemia. “Quem tem dinheiro se defende mais fácil. Quem tem dinheiro vai bater na porta do hospital e vai conseguir mais facilmente o internamento. E quem não tem? Estamos falando de vidas. Não vou permitir que famílias, principalmente do Subúrbio, batam na porta e não tenha leito. Ontem nós tínhamos 84% de ocupação dos leitos de UTI. E aí, abre tudo, colapsa o sistema de saúde e o culpado por isso vai ser quem? O prefeito”, declarou.

   16. Ansiedade em tempos de pandemia é o tema da próxima sessão de anestesiologia do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS). Sob o comando da médica Maria Lídia de Cerqueira Dantas, o encontro acontecerá nesta segunda-feira (6), às 20h.

   17. Lídia Dantas é especialista em psicoterapia analítica, com 26 anos de prática clínica. Atua, ainda, como professora da pós-graduação do Instituto Junguiano da Bahia (IJBA), facilitadora credenciada de SoulCollage®️ e facilitadora de grupos com o feminino, mitos e contos de fadas. É idealizadora do curso Ciclo do Feminino.

   18. As sessões científicas de anestesiologia do HGRS são realizadas, sempre, por meio do aplicativo de reuniões Zoom. Interessados podem acessar o link https://bit.ly/SessaoAnestesioHGRS para participar.

   19. Os encontros são voltados para anestesiologistas, demais médicos e acadêmicos de medicina, internos e externos ao HGRS. Informações adicionais estão disponíveis nas redes sociais oficiais da instituição (@HospitalRobertoSantos, no Instagram e Facebook).

   20. O coordenador do Núcleo de Educação do PT no Congresso Nacional, o deputado federal Waldenor Pereira (PT/BA) defendeu nesta quarta-feira, 1º, que a Câmara dos Deputados aprecie, vote e aprove com urgência o Fundeb - Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação, que tem vigência até 31 de dezembro de 2020.

  21. "Estamos diante de uma tragédia educacional anunciada se o fundeb não for imediatamente colocado em pauta, votado e aprovado", disse o deputado convocando os colegas de Casa para a mobilização pela votação da PEC 15/2015.

  22. Segundo ele, “o governo Bolsonaro resolveu eleger a educação como o principal alvo dos seus ataques e das suas agressões”, mas o Parlamento precisa tomar o caminho contrário e salvar a educação básica do País.

  23. O deputado afirmou que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM/RJ), já se comprometeu publicamente em colocar em pauta a Proposta de Emenda à Constituição do novo Fundeb, mas pediu empenho para que a PEC seja incluída ainda no mês de julho, devido a importância do assunto.